quarta, 27 outubro 2021
sábado, 11 setembro 2021 05:54

CIMAC contratualiza apoios de 900 mil euros a empresas no Alentejo Central

Escrito por
Os projectos apoiados são de expansão ou modernização e contam com o cofinanciamento FEDER Os projectos apoiados são de expansão ou modernização e contam com o cofinanciamento FEDER DR

No âmbito do Programa de Apoio à Produção Nacional (PAPN) estão aprovados os projectos de 19 empresas do distrito de Évora, envolvendo investimentos no total de 2,2 milhões de euros. A comparticipação FEDER atribuída, com um montante de cerca de 900 mil euros, visa o estímulo à produção, de base local, com enfoque nos sectores da indústria e do turismo, tendo por objectivo central o apoio à manutenção do nível de emprego. O conjunto dos projectos selecionados abrange um total de 165 postos de trabalho existentes nestas empresas.
 
Beneficiam deste programa micro e pequenas empresas, criadas há pelo menos um ano. O incentivo destina-se a apoiar investimentos em máquinas, equipamentos, serviços tecnológicos/digitais, bem como sistemas de qualidade e de certificação que permitam modernizar os processos produtivos das empresas.
 
Os projectos apoiados, com investimentos mínimos de 20 mil euros e máximos de 235 mil euros, são de expansão ou modernização e contam com o cofinanciamento FEDER, não reembolsável, com uma taxa que varia entre os 40 e os 55%.
 
O aviso de concurso do Programa de Apoio à Produção Nacional que enquadra estes apoios foi gerido pela CIMAC - Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central, no quadro das verbas contratualizadas para o Pacto para o Desenvolvimento e Coesão Territorial, no âmbito do Programa Operacional Regional Alentejo 2020.
 
Em análise esteve um total de 41 candidaturas, representando quase 5,5 milhões de euros de investimento elegível proposto e um incentivo FEDER solicitado de aproximadamente 2,3 milhões de euros. Registaram-se 22 candidaturas não admitidas ou não aprovadas, por incumprimento dos requisitos de elegibilidade estabelecidos.
 
Entre os 19 projectos aprovados, sete são do sector do alojamento ou restauração e os restantes 12 têm enquadramento em actividades de indústria.
Modificado em quarta, 15 setembro 2021 12:02

Deixe um comentário