quinta, 13 maio 2021
terça, 23 fevereiro 2021 18:37

Natural de Estremoz, fica gravemente ferido em acidente de trabalho em pedreira de mármore

Escrito por
Segundo os Bombeiros Voluntários de Vila Viçosa, "o acidente ocorreu a uma profundidade de aproximadamente de 120 metros" Segundo os Bombeiros Voluntários de Vila Viçosa, "o acidente ocorreu a uma profundidade de aproximadamente de 120 metros" BV Vila Viçosa
Na sequência de um acidente de trabalho ocorrido na manhã desta terça-feira, dia 23 de Fevereiro, numa pedreira de mármore localizada na Fonte Moura, na freguesia de Pardais, no concelho de Vila Viçosa, um homem ficou ferido com gravidade.
 
A vítima, um homem de 56 anos, natural de Estremoz, foi resgatado por elementos dos Bombeiros Voluntários de Vila Viçosa, tendo sido imobilizado, para que os operacionais conseguissem efectuar o seu transporte, dentro de uma cuba, até à superfície.
 
Segundo fonte dos Bombeiros Voluntários de Vila Viçosa, "o acidente ocorreu a uma profundidade de aproximadamente de 120 metros".
 
Nuno Pinheiro, Comandante dos Bombeiros de Vila Viçosa explicou à LUSA que o acidente ocorreu numa "pedreira de mármore, tendo um carril de uma máquina de fio diamantado caído em cima do trabalhador”.
 
Segundo o mesmo responsável, "a máquina circula em cima de um carril" e este "estava a ser mudado de sítio, quando o cabo se partiu", o que terá levado a que caísse em cima do homem.
 
Após ser avaliado pelos profissionais de saúde da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) de Évora, o ferido grave foi transportado no helicóptero do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), para o Hospital de São José, em Lisboa.
 
Fonte do INEM disse que o alerta para este acidente de trabalho foi dado “às 10:42 horas”.
 
No teatro de operações, a prestar socorro à vítima, estiveram vários operacionais dos Bombeiros Voluntários de Vila Viçosa, a VMER de Évora e ainda a viatura de Suporte Imediato de Vida (SIV) de Elvas, bem como militares da Guarda Nacional Republicana (GNR), num total de 20 elementos, apoiados por sete viaturas, para além do helicóptero do INEM, que se encontra sedeado em Loulé.
Modificado em domingo, 07 março 2021 10:53

Deixe um comentário