quarta, 27 outubro 2021
quinta, 16 setembro 2021 00:49

Designer e ilustrador de moda Paulo Azenha expõe 20 anos de carreira em Estremoz

Escrito por
Patente até ao dia 7 de Novembro, a exposição decorre em quatro espaços diferentes da cidade Patente até ao dia 7 de Novembro, a exposição decorre em quatro espaços diferentes da cidade DR

"Estremoz: Histórias de moda contadas por Paulo Azenha” é o nome da exposição que será inaugurada na próxima quinta-feira, dia 23 de Setembro, pelas 18 horas, no Posto de Turismo de Estremoz.
  
Na nota de imprensa enviada às redacções, o estilista Paulo Azenha refere que “momentos na vida existem em que as palavras são de ouro”, recorrendo à “sabedoria popular” e à expressão “o bom filho à casa torna”.
 
Para o designer de moda “este poderia ser o slogan perfeito” para a exposição que estará patente “na bela cidade de Estremoz”, até ao dia 7 de Novembro, e que irá decorrer em quatro diferentes pontos da cidade, e que “revisita os meus 20 anos de criação ao serviço da beleza feminina”.
 
Quando fala de regresso, Paulo Azenha quer fazer referência ao ano de 1984, “onde tive a honra e o privilégio de fazer a minha primeira exposição” na Biblioteca Municipal de Estremoz, “sobre a batuta mágica do Professor Joaquim Vermelho, tendo como elo de ligação a Professora de Educação Visual, Isabel Taborda”, numa altura em que “contava 13 anos de idade” e tinha “acabado de chegar à Escola Secundária Rainha Santa Isabel”.
 
Com alguma nostalgia, o também ilustrador salienta que “ainda hoje projecto esses momentos no meu coração” e mesmo que as suas passagens por Portugal sejam de curta duração, revela ter sempre “tempo para revisitar esta cidade que me viu crescer, bem como os amigos que guardo até hoje”.
 
O estilista sente-se “um homem abençoado” por ter construído uma carreira, manifestando o “amor e admiração” que tem pelo universo feminino. “Esta carreira, nesta exposição retrospectiva – que vejo como um bonito ramo de rosas - fica a dever-se à inteira devoção dedicada à beleza feminina, que faz de mim um ser completo, procurando o equilíbrio, a perfeição e a harmonia" conclui Paulo Azenha.
 
Fazendo justiça a uma paixão de criança, o artista, que já foi responsável pela imagem de várias figuras públicas como Júlia Pinheiro, Serenela Andrade ou Cristina Ferreira, instalou-se no ano de 2009, na cidade luz, Paris.
 
Patente até ao dia 7 de Novembro, a exposição "Estremoz: Histórias de moda contadas por Paulo Azenha”, decorre em quatro espaços diferentes da cidade: no Posto de Turismo de Estremoz, no claustro da Câmara Municipal, no Teatro Bernardim Ribeiro e na Biblioteca da Escola Secundária Rainha Santa Isabel.
Modificado em quinta, 16 setembro 2021 01:05

Deixe um comentário