domingo, 25 setembro 2022

Na noite da próxima sexta-feira, dia 23 de Setembro, a partir das 21:30 horas, o Museu Berardo Estremoz vai conciliar vários sentidos, num momento que certamente ficará na memória de todos aqueles que gostam de conversar, aprender, ouvir e ver, num misto de sensações proporcionadas por um historiador, José Calado, uma voz feminina do fado, Gisélia Silva, e as mãos do guitarrista David Ferreira.
 
Num espectáculo diferente, intimista mas interactivo, José Calado irá contar a história e debruçar-se sobre curiosidades do vinho alentejano, divino néctar apreciado no mundo inteiro. As pausas na conversa irão dar lugar aos temas e ao som de outro património bem português, o Fado, estilo musical distinguido como Património Imaterial da Humanidade, a 27 de Novembro de 2011.
 
Esta iniciativa, que tem entrada gratuita, pode dizer-se que é a conjunção perfeita e que aguarda a presença de todos os que sabem valorizar a qualidade.
Modificado em domingo, 18 setembro 2022 10:52

A mais emblemática sala de espectáculos da cidade de Estremoz, o centenário Teatro Bernardim Ribeiro, recebe na próxima quinta-feira, dia 15 de Setembro, a partir das 21:30 horas, a Orquestra Ligeira do Exército.
 
Com esta actuação da OLE, como é sobejamente conhecida, comemora-se o Dia da Arma de Cavalaria e do 315º aniversário do Regimento de Cavalaria nº 3.
 
Este concerto é uma organização do Regimento de Cavalaria nº 3, que conta com o apoio do Município de Estremoz.
 
O espectáculo, embora sendo gratuito, e por uma questão de limitação do espaço, carece de levantamento de bilhetes na bilheteira do Teatro Bernardim Ribeiro ou no Posto de Turismo de Estremoz. Cada pessoa poderá levantar dois bilhetes.
 
 
Modificado em segunda, 12 setembro 2022 21:18

O Adro da Igreja, em São Bento do Cortiço, no concelho de Estremoz, volta a ser palco, no próximo sábado, dia 17 de Setembro, a partir das 17:30 horas, de mais uma edição do Festival de Folclore organizado pelo Rancho Folclórico “As Azeitoneiras” de São Bento do Cortiço.
 
Para além do rancho anfitrião, o Festival de Folclore de São Bento do Cortiço, que se realiza integrado nas tradicionais e grandiosas Festas em Honra de São Bento e Santo António, vai contar com a presença do Rancho Folclórico “Os Camponeses” do Freixo, oriundos de Mortágua, na Beira Litoral, e do Rancho Folclórico de Vila Nova da Erra, de Coruche, no Ribatejo.
 
Organizado pelo Rancho Folclórico “As Azeitoneiras” de São Bento do Cortiço e pela Associação de Festas de São Bento do Cortiço, a edição de 2022 do Festival de Folclore desta freguesia do concelho de Estremoz, conta com o apoio da Câmara Municipal de Estremoz, da União das Freguesias de São Bento do Cortiço e Santo Estêvão, da Fundação INATEL e da Associação de Folcloristas do Alto Alentejo.
 
Modificado em terça, 13 setembro 2022 10:12

No ano em que completa 100 anos de existência, o Teatro Bernardim Ribeiro vai ser palco da representação da última peça escrita pelo ilustre dramaturgo espanhol Frederico Garcia Lorca
 
"A Casa de Bernarda Alba" conta a história de uma mãe que domina e controla de forma rígida as suas cinco filhas solteiras. Considerada uma das melhores obras de Garcia Lorca, esta peça foi escrita exactamente dois meses antes de Garcia Lorca ter sido assassinado, no ano de 1936, quando tinha apenas 38 anos.
 
Esta peça dramática mostra-nos como o autoritarismo intolerante, repressor da identidade e liberdade sexual das mulheres e que esmaga o outro na sua individualidade e diferença, cria naturalmente a revolta e a luta incessante pela liberdade.
 
No dossier de apresentação de “A Casa de Bernarda Alba”, o encenador Beto Coville escreveu assim sobre esta peça: «“Em cada quarto, uma tormenta”. Cinco mulheres solteiras, presas em casa, a fazer o luto pelo pai, imposto por uma mãe dominadora. O noivo da mais velha a rondar a casa, despertando em cada uma o desejo reprimido. “São mulheres sem homem, nessas ocasiões até o sangue se esquece”. A coragem de cada uma delas é colocada à prova. “Só faz quem pode e quem ousa”. O caminho das “perdidas” que buscam a felicidade seguindo o impulso do desejo, ou o caminho da aceitação social e familiar que traz conforto e segurança? Esta é a pergunta que cada uma destas mulheres fará a si própria, no seu tortuoso percurso em busca da liberdade, durante o escaldante verão da Andaluzia.»
 
Produzido pela Teatro Livre / Teatraço, “A Casa de Bernarda Alba” sobe ao palco da mais emblemática sala de espectáculos estremocense, no próximo dia 16 de Setembro, sexta-feira, pelas 21:30 horas.
 
“A Casa de Bernarda Alba” traz ao centenário Teatro Bernardim Ribeiro um elenco de luxo composto por Isabel Ruth, Joana de Verona, Luísa Ortigoso, Maria d'Aires, Sara Barradas, Paula Luiz, lnês Oneto, Mena Resende, Nucha Martins, Susana Blazer e Thiago Ciccarino.
 
Para mais informações e reserva de bilhetes, que têm um custo de apenas cinco euros, devem os interessados contactar o Teatro Bernardim Ribeiro, através do telefone 268339222, os Serviços Culturais da Câmara Municipal de Estremoz, pelo 268339216 ou pelo mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou ainda o Posto de Turismo, através do 268339227.
Modificado em quarta, 24 agosto 2022 22:19

Integrado na “TBR sai à rua”, iniciativa inserida nas Comemorações do Centenário do Teatro Bernardim Ribeiro, o Museu Berardo Estremoz foi o palco escolhido para receber no próximo sábado, dia 27 de Agosto, a partir das 21:30 horas, o concerto da Banda da Sociedade Filarmónica Luzitana.

Enaltecendo a importância da cultura popular estremocense, Agosto foi o mês escolhido para a realização de concertos, no Museu Berardo Estremoz, com as bandas do concelho.

E a terceira e última a actuar será a Banda da Sociedade Filarmónica Luzitana, banda fundada em 25 de Agosto de 1840, actualmente regida pelo Maestro Luís Manuel Carvalho Ferreira de Matos. Este concerto acontece dois dias depois da comemoração do seu 182.º aniversário.

Actualmente, a banda que já foi "Real" continua a destacar-se pela divulgação e o ensino da música, através de aulas de música, de actuações da banda filarmónica e da colaboração para a realização de eventos culturais e recreativos, contribuindo, dessa forma, para a valorização da cultura local.

Este concerto, cuja entrada é livre, é uma organização do Município de Estremoz.
Modificado em quarta, 24 agosto 2022 11:41

Foi no ano de 2020, que os Xumbo Torto, grupo originário de Vila Boim, freguesia do concelho de Elvas, apresentaram no Teatro Bernardim Ribeiro, em Estremoz, o seu primeiro trabalho discográfico, intitulado “Tortos mas Direitos”, álbum composto por 11 temas, todos eles de música popular portuguesa.
 
Dois anos volvidos, o vocalista/contador de anedotas João Orlando, o baterista estremocense Paulo Sérgio Sardo e os restantes companheiros de andanças musicais regressam ao palco da mais emblemática sala de espectáculos da cidade branca do Alentejo, para um concerto onde a música popular portuguesa será o prato principal.
 
Integrado na programação das comemorações do centenário do Teatro Bernardim Ribeiro, o espectáculo dos Xumbo Torto tem um custo de 10 euros, estando os bilhetes já à venda no Teatro Bernardim Ribeiro e no Posto de Turismo de Estremoz.
 
Para mais informações e reserva de bilhetes, devem os interessados contactar o Teatro Bernardim Ribeiro, através do telefone 268339222, os Serviços Culturais da Câmara Municipal de Estremoz, pelo 268339216 ou pelo mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou ainda o Posto de Turismo, através do 268339227.
Modificado em sábado, 20 agosto 2022 17:12

Segundo a informação disponibilizada pelo Município de Estremoz, estão já agendados os dois filmes que vão rodar na mais emblemática sala de espectáculos da cidade branca do Alentejo no mês de Setembro: “After – Depois da Promessa”, no dia 16, sexta-feira, pelas 21:30 horas, e “DC Liga dos Super-Pets”, dia 25, domingo, às 15:30 horas.
 
“After – Depois da Promessa” foi realizado por Castille Landon, e estreia em Portugal a 25 de Agosto.
 
O quarto filme da série "After" começa onde o último terminou, com o casamento da mãe de Hardin, em Londres. Enquanto Hardin fica para se ligar com o seu passado, Tessa regressa a Seattle.
 
Em casa sofre uma tragédia que a obriga a tomar decisões difíceis e vai alterar a sua vida para sempre. Hardin quer muito ajudar Tessa, mas está tão preso a lutar contra os seus demónios que acaba por afastá-la.
 
Uma descoberta acerca do pai acaba por abalar a fachada impenetrável de Hardin e Tessa não sabe se conseguirá salvá-lo sem se sacrificar. Nestes momentos difíceis, encontra apoio em amigos como Landon, e apercebe-se de que para continuar em frente terá de lutar por si própria.
 
Hardin regressa e conta a Tessa o quanto ela significa para ele, mas talvez seja tarde demais. Tessa já não é a doce rapariga simples de antes e tem agora uma melhor compreensão de si mesmo e do que precisa.
 
Valerá a pena lutar por este amor?
 
“After – Depois da Promessa” conta com as interpretações, nos principais papéis, de Josephine Langford, Hero Fiennes Tiffin, Chance Perdomo, Carter Jenkins, Kiana Madeira, Stephen Moyer, Louise Lombard e Mira Sorvino.
 
O filme de animação que passa em Setembro no Teatro Bernardim Ribeiro é “DC Liga dos Super-Pets”, realizado por Jared Stern e Sam Levine, e que conta na versão portuguesa com as vozes dos actores Quimbé, Pedro Bargado e Bárbara Lourenço, entre outros.
 
 Krypto, o Super-Cão, e Super-Homem são amigos inseparáveis, que partilham os mesmos superpoderes e lutam lado a lado em Metropolis.
 
Quando o Super-Homem e o resto da Liga da Justiça são raptados, Krypto convence os animais abandonados de um canil, Ace, o cão de caça, a porca PB, a tartaruga Merton e o esquilo Chip, a dominarem os super-poderes recém-adquiridos e ajudá-lo a salvar os super-heróis em apuros.
 
“DC Liga dos Super Pets” estreou em Portugal a 28 de Julho. Na versão original, o filme conta com as vozes de Dwayne Johnson, Keanu Reeves, Kevin Hart, Kate McKinnon, John Krasinski, Vanessa Bayer, Natasha Lyonne, Diego Luna, Marc Maron, Thomas Middleditch e Ben Schwartz.
 
Para mais informações e reserva de bilhetes, devem os interessados contactar o Teatro Bernardim Ribeiro, através do telefone 268339222, os Serviços Culturais da Câmara Municipal de Estremoz, pelo 268339216 ou pelo mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou ainda o Posto de Turismo, através do 268339227.
 
 

 

Modificado em quarta, 17 agosto 2022 18:28

Integrado na “TBR sai à rua”, iniciativa inserida nas Comemorações do Centenário do Teatro Bernardim Ribeiro, o Museu Berardo Estremoz foi o palco escolhido para receber no próximo sábado, dia 20 de Agosto, a partir das 21:30 horas, o concerto da Banda da Sociedade Filarmónica Veirense.

Enaltecendo a importância da cultura popular estremocense, Agosto foi o mês escolhido para a realização de concertos, no Museu Berardo Estremoz, com as bandas do concelho.

E a segunda a actuar será a Banda da Sociedade Filarmónica Veirense, banda fundada a 19 de Março de 1870, data que assinala a sua primeira aparição sob a regência do professor primário, e seu primeiro maestro, Joaquim Paulo de Albuquerque. Porém, todo o processo de constituição da banda é mais antigo já que remonta a Setembro de 1869, quando José Maria Cortes, seu fundador e grande latifundiário residente na Vila de Veiros, deu início a todo o processo.

Este concerto, cuja entrada é livre, é uma organização do Município de Estremoz.

Modificado em terça, 16 agosto 2022 17:04

No espaço de uma antiga fábrica de cortiça, onde actualmente está sediada a associação Fábrica Catalã, irá decorrer entre os dias 16 e 18 de Setembro, em Azaruja, a primeira edição do Festival Suro, um festival multidisciplinar que explora e reactiva as relações entre território, memória e património corticeiro, em articulação com a arte contemporânea.
 
O Festival Suro conta com um programa variado, no domínio artístico e cultural, e com a presença de nomes importantes, de âmbito nacional e internacional.
 
Logo no dia inaugural do festival, a 16 de Setembro, terá lugar um concerto de Salvador Sobral (que contará com a presença de uma convidada catalã, Magali Sare) e serão inauguradas várias exposições de arte contemporânea (pintura, fotografia e escultura), dos artistas Sebastião Resende, Pedro Calhau, Mónica Capucho, Inês Teles, Paulo Scavullo e Alexandra Ferreira.
 
No dia 17, da autoria de João Sousa Cardoso, que será também o intérprete juntamente com Ana Deus, será apresentada uma encenação teatral de textos do artista eborense Álvaro Lapa, intitulada “Raso como o chão”.
 
No mesmo dia, António Guerreiro, António Marques e Raul Cerveira Lima mantêm uma conversa/debate sobre “A paisagem, vista de longe e de perto”.
 
Ainda no dia 17, a Casa do Montado trará ao Festival Suro uma oficina para crianças subordinada ao tema “Sensibilização à preservação do ecossistema do montado” e estudiosos da história da cortiça, como Ignacio García Pereda, da Universidade de Lisboa, e Francisco Parejo Moruno, da Universidade da Extremadura, proferem uma conferência sobre temáticas corticeiras.
 
No dia final do Suro, 18 de Setembro, e usando como instrumentos o violoncelo e o bombo, Joana Ricardo e Mariana Correia, interpretam canções tradicionais num espectáculo a que deram o nome de “Lado de Dentro”. No mesmo dia, a Companhia de Teatro de Marionetas “Era Uma Vez”, fará um espectáculo para os mais jovens, de seu nome “A azinheira sinaleira”.
 
Um dos principais objectivos desta primeira edição do Suro é promover a difusão do conhecimento do montado de sobro, através da transmissão de conhecimentos e realização de demonstrações e de acções de sensibilização e valorização deste importante ecossistema.
 
Na continuação da redescoberta das ancestrais ligações com a Catalunha, que tiveram início com as migrações catalãs corticeiras para a Azaruja, em meados do século XIX, serão apresentadas mostras gastronómicas com os pratos mais emblemáticos desta herança.
 
O Suro é uma realização da Fábrica Catalã, associação cultural que o concebe e organiza, com a coprodução da Câmara Municipal de Évora, e com os apoios do Banco BPI e da Fundação “La Caixa”, da Junta de Freguesia de São Bento do Mato, da Fundação Eugénio de Almeida, do Museu del Suro, da Editorial Gavarres, da GREC - Grupo de Estudos e Investigação Cassanencs, da Empresa Granaz, e do Monte da Bonança.
 
c/ Tribuna Alentejo
Modificado em segunda, 15 agosto 2022 12:32