segunda, 18 junho 2018

Após obras de ampliação, já abriu a Bifanas Estremoz Petisqueira

Escrito por  Publicado em Reportagens %PM, %21 %040 %2018 %23:%Mar.
Após mais de dois meses e meio encerrada, a Bifanas Estremoz Petisqueira reabriu as suas portas Após mais de dois meses e meio encerrada, a Bifanas Estremoz Petisqueira reabriu as suas portas DR
A qualidade dos petiscos servidos, as muito saborosas bifanas, a simpatia e atenção para com o cliente, fizeram da Bifanas Estremoz, localizada no Rossio Marquês de Pombal, em Estremoz, um dos espaços de restauração mais apreciados da cidade branca do Alentejo.
 
A fama granjeada e o número de clientes em constante crescimento levaram a que os empresários Cristina e Amílcar Prates procurassem uma solução para um problema que se estava a revelar recorrente: a impossibilidade de servir todos os clientes devido à falta de espaço em albergar todos aqueles que visitavam este espaço de restauração estremocense.
 
Após umas demoradas negociações com o proprietário do imóvel, e depois da aprovação do projecto por parte das entidades competentes, o último dia do ano de 2017 ficaria registado na vida do simpático casal Prates como o primeiro do resto das suas vidas e, consequentemente, da Bifanas Estremoz. As obras de ampliação e melhoramento iam começar em breve e dariam a este espaço de restauração estremocense um novo fôlego.
 
E a espera terminou… Após mais de dois meses e meio encerrada, a Bifanas Estremoz Petisqueira reabriu as suas portas, hoje, quinta-feira, dia 22 de Março.
 
Em entrevista ao Ardina do Alentejo, o simpático casal Cristina e Amílcar Prates revelou que, após estas obras de ampliação, “muda essencialmente o tamanho do espaço, que está maior”. “A qualidade é a mesma, tudo igual, os mesmos pratos, servidos da mesma maneira… Será tudo igual” acrescentaram.
 
Sobre o investimento agora realizado, Cristina Prates revelou que “este era um investimento necessário. Já não tínhamos condições para trabalhar, não éramos capazes de fazer mais com o espaço que tínhamos”. Amílcar Prates salientou que “este espaço é melhor para os clientes, porque têm mais espaço e porque os podemos servir melhor, até mesmo no Inverno, que era a nossa grande falha, mas também para nós, porque temos uma cozinha em condições e há melhores condições para trabalhar”. 
 
Em relação ao nome do estabelecimento, o acrescentar de Petisqueira foi “adaptar o nome à realidade, visto que nós já fazíamos e servíamos petiscos”. Asseverou que “o modus operandi vai ser o mesmo, com mais funcionários, com alguma variedade em termos de pratos do dia, mas mantendo a base da nossa ementa, sem aumentarmos os preços, e não queremos outro mercado, apenas este, que é nosso, não vamos atrás de nada… Queremos essencialmente dar melhores condições aos nossos clientes e a nós, para podermos trabalhar”.
 
Em dia de abertura, e para todos aqueles que além de lerem esta entrevista vão visitar a novíssima Bifanas Estremoz Petisqueira, Amílcar Prates diz apenas “Bem-Vindos, Obrigado e Até Já”.
 
Cristina mostra-se confiante nesta nova etapa do seu espaço de restauração, salientando estar “à espera dos clientes que já tínhamos, mas também de todos aqueles que passavam à porta, essencialmente no Inverno, que não podiam entrar, mas que agora já podem”.
 
Com estas obras de remodelação e ampliação, a Bifanas Estremoz Petisqueira passa de 16 lugares sentados para cerca de 80, servidos por seis funcionários a tempo inteiro e um em regime de part-time, ao contrário dos anteriormente três.

Deixe um comentário

Mais Populares