domingo, 08 dezembro 2019
segunda, 16 novembro 2015 00:55

Évora vai ver "nascer" nova fábrica aeronáutica

Escrito por
Nova unidade fabril da francesa Lauak vai “nascer” num lote, com cerca de 20 mil metros quadrados Nova unidade fabril da francesa Lauak vai “nascer” num lote, com cerca de 20 mil metros quadrados DR
Prevendo iniciar a laboração no final de 2016, e tendo como objectivo a produção de peças em alumínio para o setor da aeronáutica, a multinacional francesa Lauak vai construir uma nova fábrica, em Évora, revelou um responsável do grupo.
 
O director-geral da Lauak Portuguesa, Armando Gomes, afirmou à Lusa que “a decisão ao nível do grupo já foi tomada”, estando a multinacional a trabalhar no “dossiê de investimento” do projecto.
 
O responsável adiantou que “o projecto está no início. Estamos a consolidar o plano de negócios e a verificar quais são as tipologias das máquinas que vamos comprar” para a futura fábrica. A nova unidade fabril da francesa Lauak vai “nascer” num lote, com cerca de 20 mil metros quadrados, do Parque da Indústria Aeronáutica de Évora, onde já funcionam duas fábricas da construtora aeronáutica brasileira Embraer.
 
Segundo Armando Gomes, “será constituída uma empresa nova”, que vai criar um “centro de excelência dedicado à maquinação, engenharia e pesquisa e desenvolvimento”.
 
Decidimos que todas peças estruturais em alumínio inferiores a dois metros, que actualmente são produzidas em França, serão feitas em Portugal por esta nova empresa que vai ser constituída em Évora”, referiu.
 
Precisou que as fábricas da multinacional em França, manterão a produção de peças em “metais duros”, que integram “as partes quentes do avião”, como titânio, inox ou outras matérias desse tipo.
 
Escusando-se a revelar o valor do investimento previsto, assim como o número de postos de trabalho que vão ser criados, o responsável remeteu a divulgação dos dados para Janeiro, quando “o plano de negócios já estiver completamente consolidado”.
 
O grupo Lauak já possui uma fábrica de componentes para a indústria aeronáutica em Setúbal, que emprega cerca de 350 trabalhadores e que produz componentes para a Airbus e Embraer, entre outras construtoras.
 
No Parque de Indústria Aeronáutica de Évora, funcionam duas fábricas da construtora aeronáutica brasileira Embraer, uma de estruturas metálicas e outra de materiais compósitos, e encontram-se em fase de instalação as unidades fabris da Air Olesa e da Mecachrome.
Modificado em segunda, 16 novembro 2015 02:17

Deixe um comentário