terça, 07 abril 2020
sexta, 14 agosto 2015 03:04

Jovem desaparecida no Algarve foi resgatada no Alentejo

Escrito por
Fontes policiais referiram que esta não foi a primeira vez que a rapariga desapareceu Fontes policiais referiram que esta não foi a primeira vez que a rapariga desapareceu DR
Inês Pinto, uma rapariga de 15 anos, sinalizada como estando "em risco" e desaparecida há cerca de uma semana da zona de Albufeira, no Algarve, foi resgatada na passada quarta-feira, dia 12 de Agosto, pela Guarda Nacional Republicana (GNR) no Alentejo.
 
Em comunicado divulgado no dia de ontem, quinta-feira, o Comando Territorial de Évora da GNR, revelou que a menor, desaparecida "sensivelmente há uma semana" em Ferreiras, no concelho de Albufeira, foi resgatada quando viajava de automóvel com três homens.
 
Fontes policiais contactadas pela Lusa adiantaram que a rapariga havia desaparecido da casa da irmã, em Ferreiras, e que está sinalizada como "jovem em risco".
 
Segundo as mesmas fontes, esta não foi a primeira vez que a rapariga desapareceu, referindo que, anteriormente, foi restituída pelas autoridades à família, mas, agora, foi entregue à Comissão de Protecção de Crianças e Jovens do Montijo, a sua área de residência.
 
As mesmas fontes policiais acrescentaram que além da questão social do caso, as autoridades continuam a desenvolver investigações para apurarem se existe algum crime associado.
 
A operação em que a rapariga foi resgatada decorreu cerca das 11.30 horas da passada quarta-feira, na Estrada Nacional (EN) 18, e envolveu militares do Posto Territorial de Portel e do Destacamento de Trânsito de Évora, que interceptaram um veículo "previamente identificado por suspeita de transportar uma menor de idade".
 
A GNR explicou ainda que "após estarem reunidas todas as condições de segurança para procederem à abordagem, os militares encetaram de imediato a disposição de meios no terreno", o que permitiu fazer parar "o veículo na EN 18, ao quilómetro 277, no sentido Vidigueira/Évora, sem qualquer perigo, quer para os ocupantes, quer para terceiros".
 
A menor e os três homens com quem viajava, todos maiores de idade, foram entregues à Policia Judiciária, onde decorre o inquérito, tendo a rapariga sido depois encaminhada para Comissão de Proteção de Crianças e Jovens do Montijo.
 

Deixe um comentário