segunda, 12 abril 2021
quinta, 25 fevereiro 2021 17:59

Blogue internacional destaca pequenas e encantadoras vilas e cidades do Alentejo

Escrito por
Blogue internacional direccionado para o turismo e para as viagens, conta já com vários artigos sobre o nosso país Blogue internacional direccionado para o turismo e para as viagens, conta já com vários artigos sobre o nosso país DR
Muitas das pequenas cidades de Portugal são terras perdidas no tempo”.
 
É assim que começa um dos mais recentes artigos do blogue Zox Press sobre Portugal. Nesta peça, este blogue internacional direccionado para o turismo e para as viagens, e que conta já com vários artigos sobre o nosso país, dá destaque às 14 mais encantadoras pequenas cidades e vilas de Portugal.
 
Segundo o autor da peça "14 Most Charming Smalls Town In Portugal”, nessas localidades “os residentes ainda fazem Vinho do Porto à moda antiga, cozinham com antigas técnicas alentejanas e preferem os burros como meio de transporte”. E acrescenta: “Não são muitos os turistas que chegam a estas fatias da história europeia, por isso espere uma experiência autêntica, embora em ritmo lento”.
 
Entre essas 14, há quatro que se localizam no Alentejo, e o Zox Press escreve assim sobre cada uma delas:
 
ELVAS
Guardando mais uma importante encruzilhada entre Portugal e Espanha, Elvas está inserida numa fortificação em forma de estrela. As fortificações quadradas permitem que os atacantes se concentrem nos cantos, onde menos defensores poderiam repelir o ataque, mas não há cantos fracos para atacar uma fortificação em forma de estrela, pois as flechas podem chover de todas as direcções.
Passeie pelo extremo sul da fortificação para descobrir passagens ocultas e a história ganha vida. 
A Praça da República, no centro da cidade, guarda uma bela catedral e a cidade ainda usa antigos aquedutos para água potável. Repleta de jóias, Elvas não é visitada por tantos turistas como outras pequenas vilas de Portugal, pelo que os seus passeios turísticos terão de acontecer ao ritmo dos habitantes locais.
 
CASTELO DE VIDE
Você encontrará Castelo de Vide bem no centro da fronteira este de Portugal com Espanha. Menos de 4 mil pessoas vivem nesta autêntica pequena cidade. 
Uma das poucas atracções da cidade, além do seu castelo medieval, é a água mineral cristalina, limpa e refrescante que foi direccionada de forma a correr em várias pequenas fontes.
A vida aqui corre lentamente. Acorde cedo e veja as mulheres a compartilhar histórias e a fazer crochet nos degraus de entrada das suas casas, as crianças a jogar à bola em pequenas e estreitas ruas, e os homens a jogar às cartas nas esplanadas dos cafés. Ficará igualmente encantado com a vista desta cidade desde o topo da colina.
 
MARVÃO
Construída no alto de uma colina, descansa Marvão. Esta cidade, com menos de 5 mil habitantes, não é para os fracos de coração. Os becos estreitos e antigos da cidade são esculpidos num penhasco que se projecta sobre a encosta.
As casas de Marvão são luminosas e adornadas com flores. A vista, de tirar o fôlego, é deslumbrante e panorâmica permitindo-lhe contemplar as paisagens da zona oriental de Portugal. Um castelo defende a cidade, mas não há registo na história de cercos ou guerras, o que permitiu que os prédios antigos tenham ficado intactos. Um punhado de quartos atrai os viajantes que percorrem a estrada pouco movimentada.
 
MONSARAZ
Monumentos megalíticos da pré-história erguem-se como um misterioso Stonehenge nos arredores de Monsaraz, uma das povoações mais antigas do sul de Portugal. Como a maioria das cidades na fronteira entre Espanha e Portugal, o castelo de Monsaraz foi construído no alto de uma colina para defender a povoação. Os Mouros, os Cristãos e os Cavaleiros dos Templários governaram o castelo em algum momento da história, cada um deixando uma marca cultural.
A gastronomia alentejana e o turismo são agora as maiores atracções da cidade. As ruas antigas ziguezagueam por entre casas irregulares nesta sonolenta e autêntica cidade portuguesa.
Modificado em quinta, 25 fevereiro 2021 18:20

Deixe um comentário