quinta, 29 outubro 2020
quinta, 24 setembro 2020 00:31

Covid-19 - Monforte - Todos os contactos directos com infectado testaram negativo

Escrito por
O autarca aproveitou para, mais uma vez, “pedir serenidade”, salientando que “ninguém se infecta porque quer" O autarca aproveitou para, mais uma vez, “pedir serenidade”, salientando que “ninguém se infecta porque quer" DR
Tal como o Ardina do Alentejo oportunamente aqui noticiou, foi registado o primeiro caso positivo de Covid-19 no concelho de Monforte.
 
À semelhança do que já tinha acontecido com a informação do primeiro caso positivo de Covid-19 no seu concelho, Gonçalo Lagem, Presidente da autarquia monfortense, usou ao final da noite de ontem, a página oficial do Município de Monforte na rede social Facebook, para informar que “todos os contactos directos da pessoa infectada com Covid-19 no concelho de Monforte, foram testados esta manhã e que todos eles foram negativos”.
 
Na mesma publicação, o edil referiu que durante a tarde de ontem, quarta-feira, 23 de Setembro, o Município por si liderado decidiu “testar todas as pessoas que estiveram mais próximas dos contactos directos, numa atitude de antecipação, para melhor rapidez e eficácia nas medidas a adoptar na prevenção, controlo e combate à situação epidemiológica do concelho”.
 
Gonçalo Lagem sublinha que “os resultados destes testes serão conhecidos” até ao final do dia de hoje, quinta-feira.
 
Na mesma nota, o autarca aproveitou para, mais uma vez, “pedir serenidade”, salientando que “ninguém se infecta porque quer, ninguém contagia de forma voluntária e ninguém está livre de qualquer uma destas duas situações, lhe suceder. Pode acontecer a qualquer pessoa”.
 
O Presidente da Câmara Municipal de Monforte acrescenta ter de haver “a necessidade do respeito e da confiança pelas nossas instituições e das opções de gestão que os responsáveis assumem. Nenhuma é altruísta. Está tudo escrito e protocolado, por muitas falhas que possam existir, que existem, tem que haver sempre um fio condutor, para que, com rigor, se decidir o que é mais eficaz, mais útil e do interesse da comunidade na defesa da Saúde Pública”.
 
Se partirmos do princípio que todos estamos infectados, obriga-nos a cumprir com rigor todas as medidas de protecção preconizadas”, referiu.
 
Para Gonçalo Lagem, “este primeiro caso no concelho, também nos responsabiliza ainda mais e que sirva para darmos as mãos, sem nos podermos tocar”.
 
Praticamente no final da publicação, o edil agradeceu “a todos pelas mensagens de força neste grande desafio, onde todos, sem excepção, estamos convocados”, desejando “mais uma vez, a rápida recuperação da pessoa infectada”.
Modificado em segunda, 26 outubro 2020 00:56

Deixe um comentário