domingo, 17 novembro 2019
sexta, 20 fevereiro 2015 22:33

Parceria no Brasil leva café Delta a 45 cafetarias no país

Escrito por
A Delta está em 35 países através de uma rede de distribuidores e em cinco de forma directa A Delta está em 35 países através de uma rede de distribuidores e em cinco de forma directa DR
Em 2015, numa parceria entre a Delta e a Eurobrasil, o café da empresa alentejana vai ser servido em 45 cafetarias Deltaexpresso, no Brasil.
A rede, que conta actualmente com 34 unidades que oferecem as marcas Delta Café e Delta Q (cápsulas), tem ajudado a fabricante nacional a conhecer melhor o mercado brasileiro. No Brasil, a Delta abriu este ano a segunda loja própria e já está presente em 200 supermercados e em 300 restaurantes e lojas de electrodomésticos.
 
Rui Miguel Nabeiro, administrador do grupo Delta Cafés, em entrevista ao “Público”, explicou que a relação com a Eurobrasil começou há quase dois anos e que tem “dois pilares estratégicos”: a rede de cafetarias Deltaexpresso e a distribuição de café nos restaurantes, bares e hotéis.
Basicamente funciona da seguinte maneira: a Delta detém a marca e quem explora os espaços é a Eurobrasil. A expansão tem sido feita também através de franchising e, neste momento, a rede chega ao Recife, Brasília, Belo Horizonte, Salvador, São Paulo ou Fortaleza.
 
Ao mesmo tempo, a Delta avançou, no início do ano, com a abertura de mais uma loja própria Delta Q, num quiosque instalado no aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Este é o segundo espaço dedicado à marca de café em cápsulas, depois da abertura, em 2011, de uma boutique e espaço lounge num centro comercial de Vitória, no Estado de Espírito Santo.
 
O Brasil tornou-se um dos mercados prioritários e, sem adiantar números, Rui Miguel Nabeiro sublinha que a aposta “revelou-se certa”. “Somos cada vez mais uma empresa e marca de referência na comercialização de café no mercado brasileiro”, destaca.
 
A Delta está em 35 países através de uma rede de distribuidores e em cinco de forma directa (Espanha, principal mercado externo, Angola, França, Luxemburgo e Brasil). Há cerca de um ano começou, pela primeira vez, a vender na grande distribuição em França, em oito supermercados E. Leclerc na zona de Paris, naquele que foi um primeiro passo depois de ter mudado de imagem e direccionado o negócio para os mercados internacionais. No Luxemburgo, a Delta assegura presença na prateleira de “quase todos os retalhistas”. Angola é um dos motores de crescimento e o maior mercado depois de Espanha.
 
No final de 2012, a empresa passou a estar em todos os mercados com uma única imagem e com os mesmos produtos. A Delta tem mais de 3000 trabalhadores, produz anualmente 20 milhões de toneladas de café e reporta vendas de mais de 300 milhões de euros.
 
Em Portugal, investiu recentemente um milhão de euros na Tecnidelta II, uma fábrica para montar a nova máquina de café profissional, a primeira desenvolvida em Portugal para a restauração. Até agora, o grupo de Campo Maior importava os equipamentos de Itália e o investimento permitirá produzir 4200 máquinas por ano.
 
c/ Público
 

Deixe um comentário