sexta, 27 novembro 2020
quinta, 23 julho 2020 09:45

Num investimento de 3,3 milhões de euros, Catedral de Portalegre vai ser reabilitada

Escrito por
Esta intervenção será financiada pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) Esta intervenção será financiada pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) DR
A Diocese de Portalegre e Castelo Branco informou esta quarta-feira, dia 22 de Julho, que se encontra aberto o concurso público para a reabilitação da Catedral de Portalegre, com a empreitada a prever um custo total de 3,3 milhões de euros.
 
A Catedral de Portalegre é a única catedral do país que preserva quase intacto o programa original da sua fundação, dos séculos XVI e XVII, e nela está reunido e conservado o maior conjunto retabulístico maneirista existente em Portugal.
 
Além das coberturas, fachadas e claustro, serão objecto de intervenção os retábulos e todo o património móvel e integrado que encerra, indicou em comunicado a Comissão de Gestão do Património Religioso da diocese, no preciso dia em que o anúncio de procedimento concursal foi publicado em Diário da República.
 
O projecto, que é da autoria dos arquitectos Rui Barreiros Duarte e Ana Paula Pinheiro, pretende “devolver à catedral a sua dignidade, respeitando o seu passado histórico e as diferentes fases do seu desenvolvimento”.
 
Esta intervenção, que inicialmente recebeu enquadramento no âmbito do programa do Governo, "Rota das Catedrais", será financiado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), com a diocese a assumir a totalidade da contrapartida nacional.
 
A diocese prevê que a obra tenha o seu início até ao final de 2020 e que se prolongue por dois anos. Na candidatura não foi aprovado o financiamento para a construção do museu, onde a diocese pretendia instalar o Tesouro da Catedral.
Modificado em quinta, 23 julho 2020 10:34

Deixe um comentário