Imprimir esta página
domingo, 21 junho 2020 10:12

11 utentes do lar de Reguengos de Monsaraz transportados para o Hospital do Espírito Santo de Évora

Escrito por
Esta diligência surge “na sequência de uma detalhada observação clínica” Esta diligência surge “na sequência de uma detalhada observação clínica” DR
Tal como noticiámos aqui, nos últimos dias foi detectado um foco de infecção por Covid-19, num lar em Reguengos de Monsaraz, mais concretamente no lar da Fundação Maria Inácia Vogado Perdigão Silva (FMIVPS).
 
Através de um comunicado da Protecção Civil Municipal de Reguengos de Monsaraz, publicado na página pessoal do Presidente da autarquia, José Calixto, é dado a conhecer que “onze utentes” do lar da FMIVPS foram transportados para o Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE).
 
O autarca esclarece que esta diligência, efectuada com o apoio dos Bombeiros Voluntários de Reguengos de Monsaraz, dos Bombeiros Voluntários de Mourão, e da Guarda Nacional Republicana, surge “na sequência de uma detalhada observação clínica” realizada ao longo do dia de ontem, sábado, 20 de Junho, “por médicos e enfermeira da Unidade de Saúde Familiar Remo (Centro de Saúde de Reguengos de Monsaraz)”, e realizada “por precaução, face à sintomatologia apresentada e não por agravamento das respectivas situações clínicas”.
 
Na mesma nota, publicada igualmente na página da autarquia, José Calixto informa que se mantém “o internamento no Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE) de uma utente” da instituição.
 
A mesma missiva refere ainda que “todos os restantes 50 casos positivos estão a recuperar nas suas casas” no caso dos trabalhadores “ou no Lar da FMIVPS” no caso dos restantes utentes. É igualmente adiantado que na “Unidade de Cuidados Continuados Integrados” da instituição “todos os testes foram negativos à Covid-19”.
Modificado em segunda, 22 junho 2020 00:29

Itens relacionados