Imprimir esta página
quarta, 06 novembro 2019 18:48

Campo Maior - Internada estudante agredida por colega a murro e pontapés

Escrito por
A rapariga encontrava-se na sala de aula quando iniciou uma discussão com o referido colega de turma A rapariga encontrava-se na sala de aula quando iniciou uma discussão com o referido colega de turma DR
Está hospitalizada em Lisboa, uma rapariga de 16 anos, residente em Degolados, freguesia do concelho de Campo Maior, depois de ter sido alegadamente agredida por um colega, da mesma idade, na Escola Secundária de Campo Maior, disseram à Lusa fontes hospitalares e da Guarda Nacional Republicana (GNR).
 
Ilídio Pinto Cardoso, porta-voz da Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano (ULSNA), , indicou que a rapariga deu entrada no Hospital de Portalegre durante a tarde desta terça-feira, dia 6 de Novembro, "em estado considerado grave".
 
A jovem deu entrada nas urgências do Hospital Dr. José Maria Grande, em Portalegre, foi avaliada e estabilizada pela equipa pediátrica. Porque precisava de cuidados diferenciados, nomeadamente devido a traumatismos maxilofaciais, foi transferida para o Hospital de Santa Maria, em Lisboa”, disse.
 
Fonte da GNR adiantou que os militares da guarda foram chamados à Escola Secundária de Campo Maior, tendo sido identificada a vítima e o alegado agressor, além de elaborado um auto de notícia.
 
Fomos informados e deslocámo-nos ao local. Estamos a desenvolver as investigações e o inquérito para apurar mais pormenores sobre a situação”, acrescentou a mesma fonte da GNR.
 
Ao que o Ardina do Alentejo conseguiu apurar, a rapariga encontrava-se na sala de aula quando iniciou uma discussão com o referido colega de turma, residente em Campo Maior, e com quem já tinha, alegadamente, atritos anteriores.
 
No recreio da escola, os jovens iniciaram uma briga, onde se terão agredido mutuamente. A rapariga acabou por ficar caída no chão, e inconsciente, depois de ter sido agredida a murro e pontapés. 
 
Modificado em quarta, 06 novembro 2019 19:00

Itens relacionados