segunda, 17 dezembro 2018

Marinha vai usar sonar em Borba

Escrito por  Publicado em Região quarta, 21 novembro 2018 23:31
Equipamento nunca fui utilizado em condições como as das pedreiras de Borba Equipamento nunca fui utilizado em condições como as das pedreiras de Borba Nuno Veiga / LUSA
A Marinha Portuguesa vai, esta quinta-feira, dia 22 de Novembro, ter uma participação inédita nas operações de busca que decorrem esta semana nas pedreiras junto a Borba. Estão a caminho do local uma equipa de seis pessoas e um sonar, que vai tentar localizar os veículos e vítimas que, presume-se, estarão submersas numa das pedreiras.
 
O material da Marinha é um "veiculo remoto com sonar", além de "equipamento para mergulho até 40 metros de profundidade".
 
"Através do sonar, um equipamento que faz propagação do som na água, vão tentar encontrar os veículos", explica o Comandante Fernando Fonseca, porta-voz da Marinha.
 
A tarefa, no entanto, não se adivinha fácil, isto porque o sonar costuma ser usado "no mar e em rios" e não "numa zona muito confinada, com pedras e uma água com densidade muito acima do normal. Vamos ter muitas dificuldades".
 
O porta-voz da Marinha faz notar "será a primeira vez" que este equipamento vai enfrentar estas condições e, por isso, não se sabe "como é que o equipamento se vai comportar".
 
c/ TSF

Deixe um comentário