quarta, 19 junho 2019
terça, 20 novembro 2018 17:02

Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa pediu paciência a quem quer uma resposta rápida

Escrito por
Já no Palácio de Belém, em Lisboa e, em declarações aos jornalistas, o Chefe de Estado elogiou o esforço das autoridades Já no Palácio de Belém, em Lisboa e, em declarações aos jornalistas, o Chefe de Estado elogiou o esforço das autoridades LUSA
O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, efectuou, esta terça-feira, uma “visita relâmpago” a Borba, onde um troço da antiga Estrada Nacional 255 (EN 255), que liga Vila Viçosa a Borba abateu.
 
O Chefe de Estado chegou à cidade borbense pelas 13:33 horas, tendo saído um quarto de hora depois. Não prestou declarações e limitou-se a acenar aos jornalistas que o esperavam.
 
Fontes locais contaram que Marcelo Rebelo de Sousa visitou o “teatro de operações” na pedreira e o posto de comando e regressou a Lisboa.
 
Já no Palácio de Belém, em Lisboa e, em declarações aos jornalistas, o Chefe de Estado elogiou o esforço das autoridades, que estão a realizar uma complexa operação de busca e resgate.
 
"Pude informar-me do que está pensado ser feito ao longo do tempo, assim seja possível em termos das condições meteorológicas. Naturalmente, ouvi e apoiei o esforço que está a ser feito pela Protecção Civil, INEM, Município e freguesia", disse Marcelo Rebelo de Sousa.
 
O Presidente apresentou as condolências às famílias das vítimas, pedindo "paciência" em nome da segurança "aos que querem respostas rápidas". Marcelo esclareceu ainda que vai estar em contacto com a autarquia de Borba.
 
"Tenciono estar com as famílias das vitimas mortais logo que receba a noticia da data dos funerais", disse.
 
As autoridades estão a drenar a água do poço com motobombas de grande capacidade para tentar resgatar os corpos das vítimas e tentar identificar viaturas que caíram para o interior da pedreira depois do colapso da estrada.
Modificado em terça, 20 novembro 2018 17:32

Deixe um comentário