sexta, 17 agosto 2018

Fortaleza de Juromenha vai ser integrada no programa Revive

Escrito por  Publicado em Região %PM, %06 %771 %2018 %18:%Jun.
O programa Revive permite que imóveis do Estado sejam concessionados a investidores privados O programa Revive permite que imóveis do Estado sejam concessionados a investidores privados DR
A antiga Fortaleza de Juromenha, no concelho de Alandroal, vai ser integrada na segunda fase do programa Revive.
 
A garantia foi dada ontem, terça-feira, dia 5 de Junho, pelo Ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes, no Parlamento, após uma pergunta da deputada do CDS-PP, Vânia Dias da Silva.
 
O imóvel “não só não foi incluído no programa Revive, como nada aconteceu e, agora, ruiu uma torre. O que é que vai fazer e o que é que está pensado para a Fortaleza de Juromenha”, afirmou a parlamentar centrista.
 
Na resposta, o Ministro revelou que foi realizada uma reunião sobre o tema, em Dezembro do ano passado, com a Secretária de Estado do Turismo, a Câmara Municipal de Alandroal e a CCDRA - Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo.
 
Está preparado o dossier para o conjunto ser incluído na segunda fase do programa Revive”, anunciou.
 
Para tal suceder, é necessário regularizar com a Direcção-Geral do Tesouro e Finanças a cedência à Câmara Municipal de Alandroal, actualizar o plano de salvaguarda já elaborado e fazer uma estimativa da recuperação das muralhas para se incluir na reprogramação do 2020”, acrescentou.
 
Luís Filipe Castro Mendes notou que o que ruiu recentemente “não foi bem uma torre”, mas sim “uma estrutura de contenção” da torre, que “foi feita há relativamente poucos anos”.
 
Tudo isso será atendido quando os fundos forem programados ainda neste ciclo de 2017-2020”, frisou.
 
Quem não gostou da resposta do Ministro da Cultura foi o deputado do PSD, eleito pelo círculo eleitoral de Évora, António Costa da Silva.
 
Foi chocante a forma como falou da Fortaleza de Juromenha. De facto, para um Ministro da Cultura é completamente inadmissível ou demonstra falta de conhecimento. Fiquei chocado com a forma como falou da ruína de uma das torres do castelo medieval”, disse.
 
Costa da Silva considerou que “há medidas urgentes que têm que ser tomadas” e sublinhou que o Ministro “não anunciou nenhuma”.
 
Se a solução é deixar andar, chego à conclusão que o senhor Ministro também é Centeno, porque estamos perante uma ruína de uma torre e corremos o risco daquela fortaleza ruir toda”, criticou.
 
O programa Revive permite que imóveis do Estado sejam concessionados a investidores privados.
 
c/ Diana FM

Deixe um comentário

Mais Populares