domingo, 17 dezembro 2017

Residente em Avis, morre em acidente de trabalho na Escócia

Escrito por  Publicado em Região segunda, 20 março 2017 00:38
António, que trabalhava há alguns meses naquele local, deixa uma filha menor, de apenas três anos António, que trabalhava há alguns meses naquele local, deixa uma filha menor, de apenas três anos DR
Na sequência de um acidente ocorrido durante a construção do Parque Eólico Kilgallioch, localizado no sudoeste da Escócia, faleceu um técnico português, de 37 anos, especialista em energia eólica, natural de Ponte de Sôr e residente actualmente em Avis.
 
António João Linares caiu de uma altura de cerca de 150 metros, no interior de uma torre em construção, no parque eólico que pertence à empresa ScottishPower Renewables.
 
Eram aproximadamente 18.45 horas, da passada quarta-feira, dia 15 de Março, quando a polícia escocesa foi chamada a intervir no Parque Eólico Kilgallioch.
 
Apesar das várias tentativas das equipas de emergência, o técnico português foi declarado morto no local do acidente.
 
A polícia escocesa informou que o local foi encerrado e que actualmente estão a decorrer as fases iniciais de inquérito.
 
O Parque Eólico de Kilgallioch, que está actualmente em fase de construção, possui mais de 30 quilómetros de estradas e será constituído por 96 aerogeradores do fabricante espanhol Gamesa.
 
Um porta-voz da ScottishPower Renewables confirmou a morte do trabalhador alentejano, salientando estar a decorrer “uma investigação completa, sob alçada da polícia e do departamento responsável da Gamesa”, empresa espanhola para a qual António João Linares trabalhava. A mesma fonte adiantou que “a ScottishPower Renewables vai apoiar e cooperar com as investigações em curso, estando os nossos pensamentos neste momento com a família do técnico envolvido no acidente mortal”.
 
António, que trabalhava há alguns meses naquele local, deixa uma filha menor, de apenas três anos. 
 
Os familiares já se encontram na Escócia para tratar da trasladação do corpo para Portugal, não se sabendo até ao momento nem onde, nem quando decorrerão as cerimónias fúnebres do técnico eólico alentejano.

Deixe um comentário

Mais Populares