terça, 16 outubro 2018

Aquele monte jamais será o mesmo... Vhils esteve no Alandroal

Escrito por  Publicado em Região terça, 22 novembro 2016 01:42
A obra foi executada em duas noites e um dia A obra foi executada em duas noites e um dia Manuel dos Santos
O artista urbano Vhils esteve no Alandroal, mais concretamente no Monte da Fonte Santa, onde criou dois murais, com os seus já tradicionais rostos esculpidos nas paredes.
 

A obra foi executada em duas noites e um dia, a 16 e 17 de Novembro, com a ajuda do Juca, do Alcatrão e do Alexandre. Os murais podem ser vistos por quem passa na Estrada Nacional 255, estrada que liga Borba a Reguengos de Monsaraz, e que passa pela vila alentejana de Alandroal.
 
Alexandre Manuel Dias Farto (Vhils, como é conhecido na cultura graffiti) é um pintor e graffiter português, conhecido pelos seus "Rostos" esculpidos em paredes.
 
Nasceu em Lisboa em 1987. Terminou os seus estudos em 2008, na University of the Arts, em Londres.
 
Iniciou-se em pintura em 1998 com apenas onze anos. Pintava muros de ruas e comboios da margem sul do rio Tejo.
 
Este artista urbano, a partir das suas raízes do graffiti/street art, tem vindo a explorar novos caminhos dentro da ilustração, animação e design gráfico, misturando o estilo vectorial com o desenho à mão livre, aliado a formas 

contrastadas e sujas, que nos remetem para momentos épicos.
 
Em 2011, desenvolveu uma técnica usando explosivos, graffiti, restos de cartazes e até retratos feitos com metal enferrujado, para criar retratos e frases. Existem trabalhos seus espalhados por vários locais do mundo como as cidades portuguesas de Lisboa, Porto, Aveiro, e agora Alandroal, para além de capitais como Londres, Moscovo, Bogotá, e cidades como Medellín, Cali, na Colômbia, Nova York, Los Angeles e Grottaglie, no sul de Itália, entre outras.
 
Em 2012, recriou uma guitarra portuguesa para a colecção “Tudo isto é... autores” da Malabar.
 
A 9 de Junho de 2015, foi ordenado Cavaleiro da Ordem Militar de Sant'Iago da Espada.
 
c/TSF
 

Deixe um comentário