domingo, 19 agosto 2018
Numa operação realizada em conjunto com a Guardia Civil espanhola, a Guarda Nacional Republicana (GNR) reforçou, entre sexta-feira e domingo, a fiscalização nas fronteiras de Vilar Formoso, Caia e Vila Real de Santo António.
 
A força de segurança informou esta segunda-feira, 23 de Março, que fiscalizou 182 autocarros e apreendeu 4,98 gramas de haxixe durante a operação realizada no passado fim-de-semana, nas principais fronteiras terrestes, junto dos jovens que se deslocaram para Espanha em viagens de finalistas.
 
Denominada “Spring Break”, a operação teve como objectivo "prevenir a adopção de comportamentos de risco" por parte da população jovem que se desloca nesta altura do ano para o sul de Espanha e para a Catalunha.
 
Em comunicado, a GNR refere ainda que as acções de sensibilização realizadas nas escolas pelos militares da Escola Segura "terão sido um factor determinante para uma maior consciencialização dos riscos inerentes ao consumo de estupefacientes".
 
Em declarações à Rádio Campanário, o Tenente Coronel Carlos Belchior, do Comando Territorial de Portalegre, anunciou que foram controlados na fronteira do Caia, “57 veículos pesados de passageiros, tendo estado empenhados nesta operação 140 militares e 15 binómios cinotécnicos”.
 
O Tenente Coronel informou ainda que foram detectados “dois alunos com pequenas quantidades de estupefacientes, em quantidade insuficiente para constituir crime, apenas uma contraordenação, que será encaminhada para as comissões de dissuasão da toxicodependência”.
 
Por se tratar de uma infracção de menor gravidade, os jovens seguiram viagem, sendo o processo agora conduzido, dentro dos trâmites normais, pela comissão de dissuasão da toxicodependência da sua área de residência, ao qual serão chamados.
 
c/ Rádio Campanário e LUSA
 
Um incêndio que ocorreu em Borba, e que destruiu dois veículos ligeiros de mercadorias e várias máquinas agrícolas e industriais, está a ser investigado pela Polícia Judiciária (PJ). Segundo o que disse hoje à LUSA fonte policial, esta investigação surge por existirem suspeitas de fogo posto.
 
A mesma fonte referiu que no Domingo à noite, um incêndio deflagrou num barracão de arrumos junto à cidade de Borba, causando "avultados prejuízos", embora ainda não contabilizados em concreto.
 
Segundo declarações prestadas à LUSA por Joaquim Branco, Comandante dos bombeiros voluntários locais, o fogo "consumiu totalmente" vários equipamentos agrícolas, sementes para animais e duas bicicletas, além dos dois veículos e das máquinas agrícolas e industriais.
 
Segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora, o alerta de fogo foi dado cerca das 20:50 de Domingo, dia 22 de Março. 
Foram mobilizados no combate às chamas 17 operacionais, apoiados por cinco viaturas dos Bombeiros Voluntários de Borba, tendo também estado no local militares da Guarda Nacional Republicana (GNR).
 
c/ LUSA
 
Em Borba, na madrugada da passada terça-feira, cerca das 04 horas, num estabelecimento de diversão nocturna, um individuo do sexo masculino foi agredido, à chapada, ao pontapé e com uma garrafa. Segundo a notícia que é avançada pela Rádio Campanário, as agressões provocaram-lhe diversas escoriações no corpo e na face.
 
Ao que a estação emissora de Vila Viçosa conseguiu apurar, as agressões foram praticadas pelas proprietárias do estabelecimento, duas mulheres de nacionalidade brasileira.
 
Ainda segundo a Campanário, o agredido, depois de consumir, terá afirmado não ter dinheiro para pagar a despesa, tendo entregue como garantia de que mais tarde iria liquidar a dívida, os documentos pessoais. Esta atitude não foi bem recebida pelas duas mulheres, que de imediato partiram para a agressão.
 
Depois de apresentar queixa no Posto Territorial de Borba da Guarda Nacional Republicana (GNR), o individuo foi transportado para o Centro de Saúde de Estremoz, onde recebeu assistência médica.
 
c/ Rádio Campanário
 
A explosão de uma panela de pressão, ocorrida hoje, dia 18 de Março, no refeitório da Escola Frei Manuel Cardoso, em Fronteira, provocou dois feridos.
 
Segundo informações divulgadas pelo Comando Distrital de Operações e Socorro (CDOS) de Portalegre, as vítimas são duas funcionárias do estabelecimento de ensino, uma com 37 anos e outra com 51 anos, que foram assistidas no Centro de Saúde de Fronteira, e que apresentavam ferimentos ligeiros.
 
Ainda segundo o CDOS de Portalegre, o alerta para este incidente foi recebido às 10:07 horas.
 
Foram mobilizados para o local 11 operacionais dos Bombeiros Voluntários de Fronteira, auxiliados por cinco viaturas.
 
Na sequência do incidente, a direcção da Escola Frei Manuel Cardoso decidiu suspender todas as actividades lectivas.
 
c/ Rádio Portalegre
 
Devido a problemas financeiros, e deixando nove trabalhadores no desemprego, o único hotel existente no concelho de Portel, no distrito de Évora, fechou portas, disse à Lusa uma das proprietárias.
 
Sofia Vieira, antiga directora e uma das proprietárias do hotel “Refúgio da Vila”, de quatro estrelas, adiantou que “a unidade fechou em Fevereiro, depois de a Segurança Social ter inviabilizado um plano de insolvência que tinha sido aprovado, por duas vezes, em assembleia de credores”.
 
A proprietária adiantou que para a Segurança Social viabilizar a continuidade do hotel tinha de ser feito um pagamento que, referiu, “não era viável” para a administração da unidade hoteleira, devido "à época baixa”. 

A responsável reconheceu que “uma parte substancial dos problemas financeiros do hotel deriva da crise económica”, que conduziu, nos últimos quatros anos, a uma quebra de receitas. 
Localizado no centro da vila de Portel, o “Refúgio da Vila”, tinha nove trabalhadores, que agora “foram” para o desemprego, disse Sofia Vieira, indicando que, na época alta, chegaram a trabalhar no empreendimento turístico 15 funcionários. 
 
Segundo a antiga diretora, o hotel “está à venda”, por um valor que ronda os 2,7 milhões de euros, estando o processo a ser gerido pelo administrador de insolvência. 
 
O hotel rural “Refúgio da Vila”, de quatro estrelas, foi inaugurado em 1999. Tem 30 quatros, dos quais seis são suites, para além de restaurante, sala de estar, sala de jogos, três salas de reuniões, piscina exterior e jardim.
 
O Presidente da Câmara Municipal de Portel, José Manuel Grilo, em declarações à Lusa, lamentou o encerramento do único hotel do concelho, considerando que “é uma grande perda” para a região.
 
O edil assinalou que que o município está a desenvolver contactos para encontrar um comprador para a unidade hoteleira.
 
c/ LUSA
 
A Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo atribuiu no passado Sábado, dia 14 de Março, os Prémios “Turismo do Alentejo” e “Turismo do Ribatejo” 2014, numa cerimónia que decorreu no Observatório do Sobreiro e da Cortiça, em Coruche.
 
Os Prémios "Turismo do Alentejo" e "Turismo do Ribatejo" 2014 contaram com 78 projectos a concurso - 63 do Alentejo e 15 do Ribatejo -, tendo sido premiados seis do Ribatejo e 13 do Alentejo, em sete categorias.
 
Na categoria "Melhor Projecto Público" foram distinguidos o Observatório do Sobreiro e da Cortiça, em Coruche (menção honrosa), e a requalificação dos espaços urbanos da mouraria, em Moura (prémio).
 
Na categoria "Melhor Evento" foi premiada a Feira de S. Martinho/Feira Nacional do Cavalo, da Golegã, e distinguidos, com menções honrosas, o Festival Internacional de Balões de Ar Quente e a iniciativa "Palavras Andarilhas".
 
A Quinta da Lagoalva de Cima, em Alpiarça, e a A Serenada Enoturismo, em Grândola, receberam menções honrosas na categoria "Melhor Enoturismo", tendo as Tasquinhas de Rio Maior e a Gadanha Mercearia, em Estremoz, recebido o prémio "Melhor Gastronomia".
 
Na categoria "Melhor Animação Turística", foi premiada a agência de viagens e turismo Promatur, pelos seus cruzeiros no Tejo e pela Rota do Escaroupim e da Cultura Avieira e a Vertigem Azul - Turismo de Natureza, pelos passeios no Sado e na costa de Tróia e observação de golfinhos e aves no estuário do Sado, tendo sido distinguidas com menções honrosas a Rio-a-Dentro - Passeios de Natureza no Rio Tejo, a Skydive Portugal, Come Fly e a Skydive Europe, Geth High.
 
Como "Melhor Turismo Rural", a Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo (ERTAR) premiou a Sublime Comporta Country Retreat & Restaurant e atribuiu menções honrosas à Train Spot Guesthouse e à Herdade Água d'Alte.
 
A Torre de Palma, Wine Hotel recebeu o prémio de "Melhor Empreendimento Turístico" e o Hotel Rural Horta da Mora, uma menção honrosa.
 
A ERTAR e a Agência Regional de Promoção Turística decidiram ainda distinguir, extra concurso, o Museu Diocesano de Santarém, a Bolota - Pavilhão Temático, em Portel, o Festival MEO Sudoeste e Vasco Gallego, tendo sido ainda premiadas duas personalidades, Filipe Silva e Otto Mark, para além de sete órgãos de comunicação social (O Mirante, Correio do Ribatejo, É Ribatejo, Alto Alentejo, Diário do Sul, Mais Alentejo e Diário do Alentejo), o jornalista da LUSA, Manuel Luís Mendes, editor regional da agência noticiosa nacional no Alentejo, e uma reportagem, a “Espelhos de Água do Alentejo”, da revista Turisver.
 
A candidatura do Cante Alentejano a Património Mundial recebeu o Prémio Especial Turismo do Alentejo / Ribatejo.
 
O presidente da ERTAR, António Ceia da Silva, alertou para a necessidade de estabilidade dos destinos turísticos e manifestou "preocupação" com alguns aspectos do actual quadro comunitário, adiantando que esta entidade de turismo está a estudar candidaturas directas a fundos comunitários.
 
c/ LUSA
 
No final deste ano ou no início do próximo” será quando o consórcio liderado pela italiana Eni, e que integra a Galp Energia, vai começar a perfuração do `deep off shore` (alto mar) português, tendo em vista a prospecção de petróleo na costa alentejana. A garantia foi dada pelo presidente da Galp. 
Ferreira de Oliveira realçou que a probabilidade de sucesso deste investimento superior a 100 milhões de dólares, é “inferior a 20%”.
 
À margem do dia do investidor, altura em que a petrolífera nacional revelou os planos estratégicos para os próximos cinco anos, Ferreira de Oliveira lançou a frase mais emblemática da sessão: "Vamos ver se a natureza nos ajuda".
 
A italiana Eni detém uma participação maioritária de 70% na parceria com a Galp para a prospecção de petróleo na costa alentejana.
 
O gestor realçou que a Galp Energia participa em mais de meia centena de consórcios, mas em todos eles tem uma participação máxima de 20%, adiantando que o caso português "é um bocado ambicioso".
 
Ainda assim, mesmo com ajuda da natureza, Ferreira de Oliveira lembrou que só "em meados da década de 20 seria possível ter produção de petróleo em Portugal".
 
A petrolífera anunciou em Dezembro a parceria com a Eni para este projecto.
 
c/ LUSA
 
 

Tabaco oriundo da China apreendido em Moura

Escrito por %PM, %13 %785 %2015 %17:%Mar.
A Unidade de Acção Fiscal da GNR, através do seu Destacamento de Évora, em coordenação com o Destacamento Territorial de Moura, pertencente ao Comando Territorial de Beja, detectou e apreendeu, hoje, sexta-feira, 13 de Março, no interior de um estabelecimento comercial da cidade de Moura, 306 maços de tabaco, originários da China, e que se destinavam para venda ao público.
 
A mercadoria, com um valor aproximado de 800 euros, não cumpria as obrigações legais de estampilhagem e selagem fixados pelo Decreto-Lei 73/2010 de 21 de Junho o que, por consequência, incorre na prática ilícita de não liquidação do Imposto Especial sobre o consumo, incidente sobre a mercadoria em questão.
 
c/ Linhas de Elvas
 

Melhor vinho branco do mundo é alentejano

Escrito por %PM, %12 %696 %2015 %15:%Mar.
No concurso Vinalies Internationales 2015, que se realizou entre os dias 27 de Fevereiro e 2 de Março, em França, mais concretamente na cidade luz, Paris, o vinho português “Cortes de Cima Branco 2013” foi eleito o melhor vinho branco do mundo.
 
O vinho alentejano, produzido com uvas das castas Alvarinho (48%), Viognier (32%) e Sauvignon Blanc (20%), em vinhas da costa atlântica alentejana, conquistou o "Troféu Vinho Branco" atribuído pelo júri da competição. O “Cortes de Cima Branco 2013” obteve a maior pontuação entre os 3.500 vinhos de todo o mundo, de brancos a tintos e passando pelos espumantes, que estiveram a concurso.
 
De acordo com a Casa Agrícola Cortes de Cima, localizada na Vidigueira, responsável pela produção deste branco, trata-se de um "vinho gastronómico, com ricos sabores de fruta e uma boa acidez", conforme pode ler-se na respectiva nota de vindima.
 
Lançado em Novembro de 2014, num lote de 9.600 garrafas, o vinho "estagiou parcialmente seis meses em barricas de carvalho francês" e destaca-se pelos aromas exóticos a lima, citrinos e toranja, que lhe valeram, também, uma medalha de ouro no Vinalies Internationales 2015 e uma medalha de prata na competição Mundus Vini 2015.
 
O Vinalies Internationales, um dos mais prestigiados concursos internacionais do sector vitivinícola, premiou um total de 79 vinhos nacionais, tendo o júri da competição atribuido 25 medalhas de ouro e 54 medalhas de prata às produções nacionais, oriundas das regiões do Alentejo, Ribatejo, Sado, Douro, Beiras, Minho e Lisboa. O Alentejo foi galardoado com 25 medalhas, sendo 4 de ouro e 21 de prata.
 
Para além do já referido “Cortes de Cima Branco 2013”, da Casa Agrícola Cortes de Cima, os outros vinhos alentejanos galardoados com medalhas de ouro no concurso parisiense foram o “Pêra-Grave Reserva Tinto 2012”, da Pêra-Grave Sociedade Agrícola Unipessoal (Évora), o “Quinta do Quetzal Reserva Tinto 2011”, da Quinta do Quetzal (Vidigueira), e o “Visconde de Borba Reserva Tinto 2010”, da Marcolino Sebo Vinhos (Estremoz). 
 
O concurso é promovido, anualmente, pela União de Enólogos de França e tem como objectivo funcionar como um "vector de reconhecimento internacional nesta era de globalização e 'standardização', em que está a reduzir-se a variedade de expressão no mundo dos vinhos".
 

Mais Populares