sábado, 11 julho 2020
Numa operação que terminou perto das 22 horas de ontem, 8 de Julho, quarta-feira, e que envolveu uma equipa multidisciplinar das Forças Armadas Portuguesas, já foi desinfectado o Lar da Fundação Maria Inácia Vogado Perdigão Silva (FMIVPS), em Reguengos de Monsaraz.
 
Esta desinfecção, efectuada por 33 militares, aconteceu de forma a que seja possível um regresso ao lar, em segurança, dos utentes que entretanto foram transferidos para o Parque de Feiras da cidade.
 
Segundo o que conseguimos apurar, os idosos que tenham dois testes negativos para Covid-19 poderão regressar ao lar, mas essa situação apenas acontecerá após a higienização da instituição e algumas remodelações que a mesma irá sofrer.
 
Modificado em quinta, 09 julho 2020 12:08
Elementos da Esquadra de Elvas da Polícia de Segurança Pública (PSP) detiveram na manhã desta quarta-feira, dia 8 de Julho, um homem de 37 anos de idade por posse ilegal de arma de fogo, quando o mesmo circulava na via pública.
 
Esta detenção ocorreu devido ao facto de momentos antes da detenção, o individuo ter evidenciado um comportamento ameaçador perante outro cidadão.
 
Foi apreendida uma pistola calibre 7,65 mm, um carregador para arma de fogo e seis munições 7,65 mm.
 
Ainda durante a tarde de hoje, o detido vai ser ouvido pela Autoridade Judiciária competente.
 
Modificado em quarta, 08 julho 2020 14:55

Na manhã desta terça-feira, dia 07 de Julho, e na sua já habitual informação sobre a situação epidemiológica no concelho de Reguengos de Monsaraz, a autarquia liderada por José Calixto informou que faleceram mais dois utentes do Lar da Fundação Maria Inácia Vogado Perdigão Silva (FMIVPS), instituição onde se verifica um surto de Covid-19.

As vítimas mortais são uma senhora com 88 anos, que faleceu ao final do dia de ontem, segunda-feira, e uma outra senhora com 94 anos, que faleceu na manhã do dia de hoje. Os óbitos ocorreram no Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE).

Em relação à situação epidemiológica do concelho há um registo de 167 casos positivos acumulados, 17 dos quais curados, 136 activos e 14 óbitos.

Do valor total de 136 casos activos relacionados com o último surto, registam-se 89 na FMIVPS e 47 na comunidade.

Segundo a autarquia de Reguengos de Monsaraz “estes números verificam-se num universo de cerca de 1840 testes com resultado conhecido até ao dia de ontem”. A edilidade salienta ainda que “estão planeados para hoje, terça-feira, e amanhã, quarta-feira, a realização de mais cerca de 60 testes”.

No que diz respeito ao foco infeccioso verificado no Lar da Fundação Maria Inácia Vogado Perdigão Silva, mantém-se 21 testes positivos activos a trabalhadores e 68 a utentes.

A edilidade informa ainda que “relativamente ao controlo da propagação na comunidade” foram registados no dia de ontem, segunda-feira, “um caso positivo nos testes realizados na comunidade, com resultados conhecidos durante o dia”.

Na mesma informação, a Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz informa que encontram-se internados “12 utentes do Lar no Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE), cinco dos quais nos cuidados intensivos” da referida unidade hospitalar. A autarquia assegura ainda que “dos casos de infecção na comunidade há registo de três internamentos, dois em enfermaria Covid e um em Unidade de Cuidados Intensivos”. Os restantes profissionais da FMIVPS infectados encontram-se a recuperar nas suas residências.

Modificado em terça, 07 julho 2020 11:41
Segundo foi anunciado pela Direcção-Geral da Saúde (DGS), no boletim epidemiológico deste domingo, subiu para 527 o número de casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus na região Alentejo, registando-se assim mais sete casos que os verificados no dia de ontem.
 
O concelho de Reguengos de Monsaraz, com 132 casoso concelho de Moura, com 71 casos registados, o concelho de Évora, com 59 casos registados, o concelho de Santiago do Cacém, com 25 casos registados, o concelho de Beja, com 21 casoso concelho de Grândola, igualmente com 21 casos registados, o concelho de Odemira, com 15 casos registados, o concelho de Serpa, com 14 casos registados, o concelho de Elvas, com 11 casos registadoso concelho de Alcácer do Sal, também com 11 casos, o concelho de Redondo, igualmente com 11 casos, o concelho de Montemor-o-Novo, com 10 casos confirmadoso concelho de Portalegre, com nove casos registados, o concelho de Vendas Novas, igualmente com nove casos registados, o concelho de Sines, com oito casos confirmados, o concelho de Almodôvar, com sete casos registados, o concelho de Portel, com seis casos registados, o concelho de Crato, igualmente com seis casos registados, o concelho de Ponte de Sôr, com cinco casos confirmados, o concelho de Cuba, com quatro casos confirmados, o concelho de Viana do Alentejo, com três casos registados, o concelho de Aljustrel, também com três casos registados são agora os 21 concelhos da região Alentejo que surgem no boletim epidemiológico da DGS, na área dedicada à caracterização demográfica dos casos confirmados, que agora é apresentado por ordem alfabética.
 
No boletim epidemiológico deste domingo, destaque para o facto de nos 21 concelhos da região Alentejo que surgem no boletim, na área dedicada à caracterização demográfica dos casos confirmados, não ter havido quaisquer alterações no que diz respeito ao número de pessoas infectadas com Covid-19, apesar do aumento do número de casos verificados na região.
 
A DGS salienta que nesta página do relatório de situação, a "informação apresentada refere ao total de notificações clínicas no sistema SINAVE. Quando os casos confirmados são inferiores a três, por motivos de confidencialidade, os dados não são apresentados".
 
 
Modificado em domingo, 05 julho 2020 16:15

Na manhã deste domingo, dia 05 de Julho, e na sua já habitual informação sobre a situação epidemiológica no concelho de Reguengos de Monsaraz, a autarquia liderada por José Calixto informou que faleceram mais dois utentes do Lar da Fundação Maria Inácia Vogado Perdigão Silva (FMIVPS), instituição onde se verifica um surto de Covid-19, e uma pessoa pertencente à comunidade de Reguengos de Monsaraz.

As vítimas mortais relacionadas com o lar da FMIVPS são uma senhora com 93 anos, que faleceu ao final da manhã do dia de ontem, e um senhor com 89 anos, que faleceu igualmente no dia de ontem, ao final da tarde. Já na manhã do dia de hoje, foi registada a morte de um senhor, pertencente à comunidade reguenguense, com 52 anos. Todos os óbitos ocorreram no Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE).

Em relação à situação epidemiológica do concelho há um registo de 163 casos positivos acumulados, 10 dos quais curados, 141 activos e 12 óbitos.

Do valor total de 141 casos activos relacionados com o último surto, registam-se 91 na FMIVPS e 50 na comunidade.

Segundo a autarquia de Reguengos de Monsaraz “estes números verificam-se num universo de cerca de 1730 testes com resultado conhecido até ao dia de ontem”. A edilidade salienta ainda que “estão planeados para hoje, domingo, e amanhã, segunda-feira, mais cerca de 50 testes”.

No que diz respeito ao foco infeccioso verificado no Lar da Fundação Maria Inácia Vogado Perdigão Silva, mantém-se 22 testes positivos activos a trabalhadores e 69 a utentes.

A edilidade informa ainda que “relativamente ao controlo da propagação na comunidade” foram registados no dia de ontem, sábado, “um caso positivo nos testes realizados na comunidade, com resultados conhecidos durante o dia”.

Na mesma informação, a Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz informa que encontram-se internados “19 utentes do Lar no Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE), quatro dos quais nos cuidados intensivos” da referida unidade hospitalar. A autarquia assegura ainda que “dos casos de infecção na comunidade há registo de um internamento, que se encontra na Unidade de Cuidados Intensivos”. Os restantes profissionais da FMIVPS infectados encontram-se a recuperar nas suas residências.

Modificado em domingo, 05 julho 2020 15:19
Segundo foi anunciado pela Direcção-Geral da Saúde (DGS), no boletim epidemiológico desta quarta-feira, subiu para 491 o número de casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus na região Alentejo, registando-se assim mais sete casos que os verificados no dia de ontem.
 
O concelho de Reguengos de Monsaraz, com 124 casos (mais um caso que os verificados no boletim do dia anterior), o concelho de Moura, com 71 casos registados, o concelho de Évora, com 54 casos registados (mais um caso que os verificados no boletim do dia anterior), o concelho de Santiago do Cacém, com 23 casos registados, o concelho de Beja, com 22 casoso concelho de Grândola, com 20 casos registados, o concelho de Odemira, com 15 casos registados, o concelho de Serpa, com 14 casos registados, o concelho de Elvas, com 11 casos registadoso concelho de Portalegre, com 11 casos registados, o concelho de Alcácer do Sal, com 10 casos (mais um caso que os verificados no boletim do dia anterior)o concelho de Vendas Novas, com nove casos registados, o concelho de Montemor-o-Novo, também com nove casos confirmadoso concelho de Sines, com oito casos confirmados, o concelho de Redondo, também com oito casoso concelho de Almodôvar, com sete casos registados, o concelho de Portel, com seis casos registados, o concelho de Crato, igualmente com seis casos registados, o concelho de Ponte de Sôr, com cinco casos confirmados, o concelho de Cuba, com quatro casos confirmados, o concelho de Viana do Alentejo, com três casos registados, o concelho de Vila Viçosa, igualmente com três casos, o concelho de Aljustrel, também com três casos registados são agora os 22 concelhos da região Alentejo que surgem no boletim epidemiológico da DGS, na área dedicada à caracterização demográfica dos casos confirmados, que agora é apresentado por ordem alfabética.
 
No boletim epidemiológico desta quarta-feira, destaque para a subida de casos nos concelhos de Reguengos de Monsaraz, Évora e Alcácer do Sal e para o regresso do concelho de Vila Viçosa à contagem da DGS. Para além da manutenção da discrepância de números entre os apresentados pela autarquia de Redondo (dois casos) e os números mencionados no boletim da DGS (oito casos), de destacar ainda o facto de que nos restantes 19 concelhos da região Alentejo que surgem no boletim, na área dedicada à caracterização demográfica dos casos confirmados, não ter havido quaisquer alterações no que diz respeito ao número de pessoas infectadas com Covid-19.
 
A DGS salienta que nesta página do relatório de situação, a "informação apresentada refere ao total de notificações clínicas no sistema SINAVE. Quando os casos confirmados são inferiores a três, por motivos de confidencialidade, os dados não são apresentados".
 
 
 
Modificado em quarta, 01 julho 2020 18:49

Através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Nisa, o Comando Territorial de Portalegre da Guarda Nacional Republicana (GNR) deteve no dia de ontem, 30 de junho, uma mulher de 51 anos, pelo crime de cultivo de estupefacientes.

Esta detenção surge no âmbito de uma investigação por cultivo de estupefacientes que durou cerca de dois meses, onde foi possível apurar que uma mulher se dedicava ao cultivo de cannabis numa zona rural da União de Freguesias de Arês e Amieira do Tejo, tendo sido dado cumprimento a um mandado de busca domiciliária que resultou na apreensão de 41 pés de plantas cannabis sativa
 
Aquando da detenção, a suspeita alegou que a plantação seria para consumo próprio e que não tinha quaisquer intenções de comercializar.
 
A acção contou com o reforço do Posto Territorial de Nisa e do Núcleo de Protecção Ambiental (NPA) de Nisa.
 
A detida foi constituída arguida e os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Nisa.
Modificado em quarta, 01 julho 2020 19:21
Qual toque de Midas, sempre que dá largas à imaginação e resolve fazer arte, Vhils transforma essa obra num verdadeiro sucesso. E é o que acaba de fazer mais uma vez.
 
Em homenagem a todos os agricultores, o artista português Alexandre Farto esculpiu, numa parede da Quinta da Comporta, uma ceifeira.
 
O processo foi todo filmado e partilhado nas redes sociais, na passada sexta-feira. Só na conta de Instagram, Vhils já conta com mais de 34 mil visualizações e mais de uma centena de comentários à obra de arte.
 
Retrato de uma ceifeira do arroz, um símbolo das gerações que ajudaram a moldar esta paisagem fértil ao longo dos séculos, ajudando a preservar a sua memória e importância para o futuro”, escreveu o artista na legenda do vídeo.
 

Modificado em quarta, 01 julho 2020 08:19

 

Segundo foi anunciado pela Direcção-Geral da Saúde (DGS), no boletim epidemiológico desta terça-feira, subiu para 484 o número de casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus na região Alentejo, registando-se assim mais sete casos que os verificados no dia de ontem. 
 
O concelho de Reguengos de Monsaraz, com 123 casos (mais dois casos que os verificados no boletim do dia anterior), o concelho de Moura, com 71 casos registados, o concelho de Évora, com 53 casos registados, o concelho de Santiago do Cacém, com 23 casos registados, o concelho de Beja, com 22 casoso concelho de Grândola, com 20 casos registados (menos um caso que os verificados no boletim do dia anterior), o concelho de Odemira, com 15 casos registados, o concelho de Serpa, com 14 casos registados, o concelho de Elvas, com 11 casos registadoso concelho de Portalegre, com 11 casos registados, o concelho de Alcácer do Sal, com nove casos, o concelho de Vendas Novas, igualmente com nove casos registados, o concelho de Montemor-o-Novo, também com nove casos confirmadoso concelho de Sines, com oito casos confirmados, o concelho de Redondo, também com oito casoso concelho de Almodôvar, com sete casos registados, o concelho de Portel, com seis casos registados, o concelho de Crato, igualmente com seis casos registados, o concelho de Ponte de Sôr, com cinco casos confirmados, o concelho de Cuba, com quatro casos confirmados, o concelho de Viana do Alentejo, com três casos registados, o concelho de Aljustrel, também com três casos registados são agora os 21 concelhos da região Alentejo que surgem no boletim epidemiológico da DGS, na área dedicada à caracterização demográfica dos casos confirmados, que agora é apresentado por ordem alfabética.
 
No boletim epidemiológico desta terça-feira, destaque para a subida de casos no concelho de Reguengos de Monsaraz e para a descida do número de casos no concelho de Grândola. Para além da discrepância de números entre os apresentados pela autarquia de Redondo (dois casos) e os números mencionados no boletim da DGS (oito casos), de destacar ainda o facto de que nos restantes 18 concelhos da região Alentejo que surgem no boletim, na área dedicada à caracterização demográfica dos casos confirmados, não ter havido quaisquer alterações no que diz respeito ao número de pessoas infectadas com Covid-19.
 
A DGS salienta que nesta página do relatório de situação, a "informação apresentada refere ao total de notificações clínicas no sistema SINAVE. Quando os casos confirmados são inferiores a três, por motivos de confidencialidade, os dados não são apresentados".
 
 
Modificado em terça, 30 junho 2020 17:19