domingo, 03 julho 2022

Durante a semana que está a findar, o Município de Mora recebeu a comunicação da aprovação da candidatura ao Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) para a Requalificação e Alargamento do Centro de Actividades e Capacitação para a Inclusão de Mora (CACIM) no valor de 420.750.00€.
 
Esta candidatura tem como finalidade a requalificação e adaptação do edifício da Rua Catarina Eufémia (antiga cantina), actualmente cedido à CERCIMOR, para que a mesma possa dar continuidade ao desenvolvimento da resposta social do Centro de Actividades e Capacitação para a Inclusão do concelho de Mora. O valor total previsto para o projecto é de 517.380,00€, pelo que, com esta aprovação, cerca de 80% do valor será comparticipado pelo PRR, ficando a cargo da autarquia o remanescente de 96.630,00€, aproximadamente.
 
O CACIM presta apoio a 10 pessoas com deficiência e incapacidade desde Dezembro de 2020. A aprovação desta candidatura possibilita o alargamento da resposta social para mais 15 pessoas. Esta resposta social de base comunitária assume uma abordagem de planeamento centrado na pessoa, na valorização pessoal da pessoa com deficiência, bem como a promoção da inclusão social e profissional, assente no reconhecimento e promoção dos seus direitos fundamentais e no exercício pleno da sua cidadania.
 
O projecto em questão prevê ainda, para além de manter os três postos de trabalho existentes, efectivar o seu aumento para mais seis recursos humanos de forma a dar resposta às necessidades dos 25 beneficiários da resposta social.
 
A Presidente da Câmara Municipal de Mora, Paula Chuço, referiu ter sido “com bastante orgulho” que recebeu a indicação de que “o Município de Mora terá sido o primeiro, do distrito de Évora, a receber a aprovação de um projecto no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência e acredito que no futuro outros projectos de recuperação de edifícios do concelho poderão avançar com recursos a financiamentos”.
 
Modificado em quinta, 30 junho 2022 11:13

Foi recentemente criada pelo Município de Mourão a Assembleia Municipal Jovem de Mourão (AMJ de Mourão).

Segundo nota de imprensa enviada às redacções, a AMJ de Mourão é “um programa da Câmara Municipal de Mourão”, dinamizado pela “mesa da Assembleia Municipal de Mourão” e pelo “Serviço de Educação” da autarquia, em colaboração com o “Agrupamento de Escolas de Mourão”, e que visa “fomentar a participação activa dos alunos na vida política e comunitária do concelho, cujas opiniões, interesses e vontades devem ser cada vez mais valorizadas”.
 
Ainda segundo a mesma nota, a AMJ de Mourão destina-se a “jovens entre o 4º e o 9º ano de escolaridade” do concelho de Mourão e assume-se como “um espaço institucional privilegiado para partilha de propostas na perspectiva de formar cidadãos mais interventivos na comunidade local e na sociedade em geral, reforçando os valores da participação cívica e democrática nos jovens desde cedo”.
 
O regulamento da AMJ de Mourão foi aprovado, no passado mês de Maio, em reunião do Executivo da Câmara Municipal, e perspectiva-se a sua entrada em vigor no início do próximo ano lectivo. O documento aguarda aprovação em sede de Assembleia Municipal.
 
Modificado em sábado, 25 junho 2022 20:27

O Município de Odemira irá promover, entre os dias 2 e 10 de Julho, a Semana Gastronómica do Peixe e Marisco, uma iniciativa que conta com a adesão de 17 restaurantes do concelho, nas localidades de Almograve, Longueira, Odemira, Vila Nova de Milfontes e Zambujeira do Mar.
 
Em nota de imprensa enviada à nossa redacção, a autarquia de Odemira refere que “os melhores sabores da costa odemirense, ao nível de peixe e marisco, podem ser degustados como ingredientes principais, em diversas formas de confecção, nos espaços aderentes”.
 
As propostas gastronómicas que irão estar em cima da mesa são variadas, havendo desde marisco e peixe da costa, fricassé de raia, bifes de peixe pampo, linguadinhos fritos, sopa alentejana de peixe, açorda de marisco, massa de peixe, caldeirada, arroz ou cataplana de marisco ou de peixe.
 
Serão vários os pratos de peixe e marisco disponíveis nas ementas dos restaurantes Pá¬tio Alentejano, 100 Espinhas, HS Milfontes – Restaurante Panorâmico, Porto das Barcas, Tasca do Celso, A Fateixa e Alento (em Vila Nova de Milfontes), no restaurante Oásis (na praia das Furnas Mar), João da Longueira (Longueira), Sabores e Mar (Almograve), O Tarro e O Escondidinho do Poço (em Odemira), Sacas, Marisqueira - Cervejaria o "I", Costa Alentejana e Sol Dourado (em Zambujeira do Mar).
 
Na Gelataria San Pietro, em Vila Nova de Milfontes, a proposta vai para um gelado gastronómico, com variações para aperitivo com atum, sardinha e marisco, crepe salgado de salmão e creme de requeijão com ervas aromáticas ou ainda crepe do mar.
Modificado em sábado, 25 junho 2022 11:30

Uma colisão entre duas viaturas ligeiras de mercadorias e um veículo pesado de mercadorias, ocorrida no Itinerário Principal 2 (IP2), no concelho de Portel, na tarde desta quinta-feira, 16 de Junho, provocou um morto e ferimentos em três pessoas, uma delas com gravidade.
 
Segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora, o acidente aconteceu "à saída de Portel para Évora", no IP2, ao quilómetro 302, tendo o trânsito estado cortado naquele troço durante cerca de duas horas de forma a permitir as operações de socorro.
 
Ainda de acordo com a mesma fonte, foram mobilizados para o local 28 operacionais, entre elementos dos Bombeiros Voluntários, da Guarda Nacional Republicana (GNR) e do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), apoiados por 11 viaturas e um helicóptero do INEM.
 
O alerta para este sinistro foi dado às 16:12 horas.
 
Foto de Paulo Fialho
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Modificado em quinta, 16 junho 2022 18:41

De Alcácer do Sal à Comporta, passando por Santa Susana e Torrão são várias as ruas do concelho que se encontram decoradas a preceito para receber com cor e alegria os Santos Populares que se celebram neste mês de Junho: Santo António, São João (dia 24) e São Pedro (dia 29).
 
Segundo a autarquia de Alcácer do Sal, esta importante tradição da cultura popular local, de elaborar e pendurar enfeites envolveu “a comunidade numa acção que promove o convívio intrafamiliar, reforça as relações entre os seus elementos e incentiva a que as novas gerações dêem continuidade a esta arte”.
 
Em 2022, o projecto “Ruas de São João – Enfeita a tua rua” foi promovido pela Câmara Municipal de Alcácer do Sal através do programa “CLDS 4G - Alcácer Valoriza Gerações” em colaboração com o Sector de Desenvolvimento Económico e Turismo e a União das Freguesias de Alcácer do Sal (Santa Maria do Castelo e Santiago) e Santa Susana, num desafio lançado à população em geral. 
 
Os materiais de ornamentação foram disponibilizados no comércio local para fomentar a economia do concelho.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Modificado em quinta, 16 junho 2022 11:28

Os padres Sezinando Alberto e Fernando Lopes reuniram no dia de ontem, quarta-feira, 8 de Junho, com o presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença, e Vera Letras, vereadora que detém o pelouro da Juventude. A reunião teve lugar no edifício dos Paços do Concelho.
 
A Câmara Municipal de Alcácer do Sal irá apoiar a Jornada Mundial da Juventude 2023 (JMJ), com estadias na cidade e refeições, sendo esses apoios dirigidos aos cerca de 250 jovens, de várias nacionalidades, que permanecerão em Alcácer do Sal até à realização da Jornada.
 
Os jovens permanecerão em Alcácer entre os dias 26 e 31 de Julho de 2023 e irão interagir com as comunidades locais, trocando hábitos, costumes e cultura. A autarquia local apoiará também através do enriquecimento do programa destes jovens com diversas actividades lúdicas e recreativas.
 
A JMJ é um evento religioso de grande dimensão, que reúne milhões de jovens oriundos de todo o mundo, tendo sido instituído no ano de 1985 pelo Papa João Paulo II.
 
A Arquidiocese de Évora irá receber 2500 jovens de diversas nacionalidades, que serão distribuídos por várias paróquias.
 
A edição da Jornada Mundial da Juventude de Lisboa, para a qual são esperados mais de um milhão de jovens oriundos de todo o mundo, vai decorrer entre os dias 1 e 6 de Agosto de 2023, nos terrenos junto à margem do Rio Tejo, ao norte do Parque das Nações, e será encerrada pelo Papa Francisco.
 
 
Modificado em quinta, 09 junho 2022 00:23

No âmbito do programa “Caiando a Nossa Terra”, a Câmara Municipal de Sousel procedeu, na passada terça-feira, dia 31 de Maio, à entrega de cal aos mais de 200 inscritos na iniciativa, que já vai na sua sexta edição.
 
O vereador Diogo Espanhol entregou a cada um dos inscritos cinco quilos de cal.
 
O programa visa incentivar o uso de cal por parte da população residente no concelho, nas pinturas das fachadas e/ou nos muros confinados com a via pública, de forma a embelezar as suas habitações, fazendo assim jus ao papel importante que a indústria de produção de cal outrora tivera na história e na economia do concelho de Sousel.
 
Modificado em sexta, 03 junho 2022 15:25

Tendo como principal objectivo a angariação de fundos para a aquisição de equipamentos para os Bombeiros Voluntários de Elvas, a Rádio Elvas vai organizar no próximo dia 28 de Maio, sábado, a partir das 15 horas, no Coliseu Comendador Rondão de Almeida, a Festa do Sericaia.
 
Este evento de cariz solidário terá duas vertentes: a escolha do melhor Sericaia e um espectáculo com artistas de Elvas.
 
Em nota de imprensa enviada à nossa redacção, a Rádio Elvas informa que “todas as pessoas”, de uma forma absolutamente gratuita, “podem participar com um Sericaia”, estando a ficha de inscrição disponível no site da estação emissora elvense, em radioelvas.com, e também nos estúdios da Rádio Elvas.
 
Nessa tarde de sábado, irão subir ao palco do Coliseu, os artistas Manuel Fria, Jorge Goes, Olinda Moriano, e Raquel Guerra, e ainda o Grupo Voz Amiga, da Terrugem, o Grupo de Roncas de Elvas, e o Grupo de Cantares de São Vicente e Ventosa.
 
Para assistir ao espetáculo podem ser adquiridas pulseiras de acesso ao recinto no valor de cinco euros.
Modificado em segunda, 16 maio 2022 23:14

Através de uma publicação na página oficial do partido na rede social Facebook, efectuada ao final da tarde do dia de ontem, 11 de Maio, André Ventura deu a conhecer que “nos termos dos nº 2 e nº 3 do artigo 24 dos Estatutos do Partido CHEGA”, e “por decisão do Presidente da Direcção Nacional”, foi nomeado o “militante nº 41”, Carlos Magno Magalhães como novo Secretário-Geral Adjunto do CHEGA.
 
Carlos Magno Magalhães é, desde Fevereiro de 2020, Presidente da Distrital de Évora do CHEGA e foi o candidato do partido liderado por André Ventura à Presidência da Câmara Municipal de Évora, nas últimas eleições autárquicas, que se realizaram em Setembro passado.
 
Natural de Huambo, em Angola, mas a residir em Évora há mais de 40 anos, Carlos Magno Valença Ferreira Walter de Magalhães, de 52 anos, é Oficial de Justiça e desempenha funções no Tribunal do concelho de Redondo.
 
Carlos Magno Magalhães é também conselheiro nacional e membro da equipa de fundadores do partido, tendo sido candidato pelo Circulo Eleitoral de Évora, nas legislativas de Outubro de 2019.
 
Por altura da campanha eleitoral para as Autárquicas de 2021, e numa entrevista à LUSA, Carlos Magno Magalhães referiu que “desde que me conheço como gente que sou de direita”, tendo recordado que entrou para o CDS-PP quando tinha 14 anos e que só saiu, 35 anos depois, por discordar do rumo do partido: “Comecei a achá-lo muito próximo do PSD”.
 
Nessa mesma entrevista, Carlos Magalhães contou que, quando saiu do CDS-PP, em 2018, partido onde nunca teve cargos, nem integrado listas candidatas em eleições, “já estava no grupo” de pessoas que estava a trabalhar para a formação do CHEGA.
 
Conheci, nessa altura, o André Ventura e identifiquei-me completamente”, salientou, explicando que o líder do partido diz “aquilo que as pessoas têm medo de dizer, e o que as pessoas falam nos cafés e não falam cá para fora”.
 
Carlos Magno Magalhães saiu com a família do país onde nasceu, Angola, devido à guerra civil, em 1977, quando tinha sete anos, e o destino foi Lisboa. Dois meses depois, rumou ao Alentejo.
 
Vim para Évora porque o meu pai veio trabalhar para a então Direcção-Geral de Viação do Sul, onde era inspector examinador, e eu tive aulas nas escolas primárias do Rossio, Santa Clara e Gabriel Pereira, e no 9º ano fui para a Severim Faria”, recordou.
 
Mais tarde, Carlos Magno entrou em Economia na Universidade de Évora, não tendo acabado o curso. Cumpriu o serviço militar em Estremoz, e trabalhou quatro anos em decoração, antes de entrar para os quadros do Ministério da Justiça.
 
Adepto “ferrenho” do Futebol Clube do Porto e do Lusitano de Évora, chegou a vestir a camisola verde e branca da equipa alentejana na modalidade de andebol e é um dos sócios fundadores da Associação de Desportos de Combate de Évora.
 
Casado e pai de três raparigas, o agora Secretário-Geral Adjunto do CHEGA diz ter pouco tempo livre e o que lhe resta passa-o na sua quinta, situada na periferia de Évora, onde vive e tem “uma horta, três ovelhas e umas galinhas”.
Modificado em quinta, 12 maio 2022 00:13

PUB