segunda, 28 setembro 2020
quarta, 29 abril 2020 11:31

Já foram detidas 101 pessoas e encerrados 226 estabelecimentos durante o novo período do Estado de Emergência

Escrito por
A estes números juntam-se os verificados nos dois primeiros períodos de Estado de Emergência A estes números juntam-se os verificados nos dois primeiros períodos de Estado de Emergência DR

Desde as 00:00 horas do passado dia 18 de Abril, altura em que entrou em vigor o terceiro período do Estado de Emergência, que a Guarda Nacional Republicana (GNR) e a Polícia de Segurança Pública (PSP) têm desenvolvido uma actividade de sensibilização, vigilância e fiscalização junto da população.

Em comunicado, o Ministério da Administração Interna (MAI) informou que desde a entrada em vigor deste terceiro período do Estado de Emergência, e até às 17 horas de ontem, dia 28 de Abril, foram detidas 101 pessoas por crime de desobediência, sendo 34 por desobediência à obrigação de confinamento obrigatório, 48 por desobediência ao dever geral de recolhimento obrigatório, sete por desobediência ao encerramento de instalações e estabelecimentos, uma por desobediência ao dever especial de confinamento, uma por desobediência às regras de funcionamento do comércio a retalho, três por desobediência às regras de funcionamento na prestação de serviços e sete por resistência/coação.
 
O ministério tutelado por Eduardo Cabrita informou ainda que durante o mesmo período foram encerrados 226 estabelecimentos por incumprimento das normas estabelecidas.
 
A estes números juntam-se os verificados nos dois primeiros períodos de Estado de Emergência.
 
No primeiro período, que vigorou entre os dias 22 de Março e 2 de Abril, registaram-se 108 detenções por crime de desobediência e foram encerrados 1.708 estabelecimentos comerciais.
 
No segundo período, que vigorou entre os dias 3 e 17 de Abril, registaram-se 184 detenções por crime de desobediência e foram encerrados 432 estabelecimentos comerciais.
 
Na missiva enviada às redacções, o MAI sublinha "a imperiosa necessidade de todos contribuírem para conter o contágio da Covid-19", insistindo no cumprimento rigoroso das medidas impostas pelo Estado de Emergência.
Modificado em quarta, 29 abril 2020 12:03

Deixe um comentário