sábado, 18 agosto 2018

Eusébio no Panteão Nacional

Escrito por %PM, %21 %621 %2015 %13:%Fev.
Os deputados de PSD, PS, CDS, PCP, BE e "Os Verdes" foram no dia de ontem unânimes em conceder honras de Panteão Nacional ao futebolista Eusébio, aprovando na Assembleia da República a resolução conjunta.
 
"Conceder honras de Panteão Nacional aos restos mortais de Eusébio da Silva Ferreira, homenageando o símbolo nacional, o homem solidário, o futebolista e o desportista excepcional, evocando o seu estatuto de verdadeiro marco na divulgação e na globalização da imagem e da importância de Portugal no Mundo", lê-se no documento.
 
O texto prevê a constituição de "um grupo de trabalho, composto por representantes de cada grupo parlamentar com a incumbência de determinar a data, definir e orientar o programa da trasladação, em articulação com as entidades públicas e demais instituições envolvidas, bem como os seus familiares próximos".
 
O Pantera Negra terá assim como última morada, a Igreja de Santa Engrácia, em Lisboa, onde está instalado o Panteão Nacional, local que é destinado “a homenagear e a perpetuar a memória dos cidadãos portugueses que se distinguiram” nas mais variadas áreas da sociedade.
 
Eusébio, que faleceu a 5 de Janeiro de 2014, será o primeiro desportista do Panteão Nacional.
 
Aeroporto Humberto Delgado em vez de Aeroporto da Portela. Esta alteração do nome do Aeroporto Internacional de Lisboa, na data em que se assinala a passagem dos 50 anos sobre o assassinato do militar português, faz parte de uma proposta que a Câmara Municipal de Lisboa vai apresentar ao Governo.
 
Na moção aprovada em reunião camarária, o presidente do município António Costa sustenta que o general foi um vulto maior da aviação comercial portuguesa. 
 
À Renascença, o historiador e biógrafo Frederico Delgado Rosa, relembra que Humberto Delgado, conhecido como General Sem Medo, foi o fundador da TAP há 70 anos, mais concretamente em 14 de Março de 1945. “Ele modernizou e expandiu os aeroportos nacionais, firmou acordos de liberdade aérea no pós-guerra mundial e, sobretudo, estabeleceu a primeira ligação aérea comercial entre Lisboa, Luanda e Lourenço Marques (actual Maputo). Chamada a linha aérea imperial” referiu.
 
O neto do general também recorda que Humberto Delgado “conquistou para Portugal o controlo do tráfego aéreo do Atlântico Norte”. 
Acrescenta que “ele colocou os Açores à escala do mundo, através do aeroporto de Santa Maria, e já na II Guerra Mundial tinha sido protagonista da cedência da base das Lajes aos aliados”. 
 
António Costa considera também que Humberto Delgado “contribuiu para manter activa a oposição ao regime, e do exterior perpetua a luta pela liberdade e pela democracia, continuando a estar associado a momentos marcantes da resistência ao Estado Novo, como a captura do paquete Santa Maria e o assalto ao quartel de Beja”.
 
O militar nasceu a 15 de Maio de 1906, em Boquilobo, no concelho de Torres Novas, e foi assassinado a 13 de Fevereiro de 1965, encontrando-se entre as personalidades sepultadas no Panteão Nacional.

Frio: Prolongado o aviso amarelo

Escrito por %PM, %07 %550 %2015 %12:%Fev.
De acordo com a informação publicada na página da Internet do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) foi prolongado, até às 11 horas de amanhã, Domingo, o aviso amarelo emitido para os 18 distritos de Portugal continental devido ao tempo frio e à persistência de valores baixos.
 
O IPMA tinha colocado o continente sob aviso amarelo, o terceiro mais grave de uma escala de quatro, até às 08 horas de Domingo.
 
O IPMA emite um aviso amarelo sempre que existe risco para determinadas actividades dependentes do tempo.
 
A previsão do estado do tempo para hoje no continente é de continuação de tempo frio com céu pouco nublado, apresentando períodos de muita nebulosidade durante a tarde em especial nas regiões do interior.
 
O IPMA prevê também vento em geral fraco do quadrante norte, soprando moderado nas terras altas, rodando para leste a partir da tarde, e acentuado arrefecimento nocturno com formação de geada, em especial nas regiões do interior.
 
Quanto às temperaturas, em Lisboa vão variar entre os 3 e os 11 graus Celsius, no Porto entre o 1 e os 12 graus e em Faro entre os 4 e os 13.
 
Em Viana do Castelo, as temperaturas vão variar entre os 2 e os 11, em Vila Real entre os -2 e os 7, em Viseu entre o -1 e os 7, em Bragança entre os -4 e os 7, na Guarda entre os -4 e os 4, em Castelo Branco entre os 0 e os 9, e em Coimbra entre o 1 e os 10.
 
Para o Alentejo, as temperaturas serão as seguintes: em Portalegre entre -2 e os 8, em Évora entre o -1 e os 10 e em Beja entre os 0 e os 11 graus.
 
c/ LUSA
 

Combustíveis com aumento significativo

Escrito por %PM, %06 %697 %2015 %15:%Fev.
A próxima segunda-feira deverá ficar marcada por um novo e significativo aumento do preço dos combustíveis.
 
O valor do petróleo aumentou 18% esta semana nos mercados internacionais o que poderá levar a um novo aumento dos preços.
 
O litro do gasóleo deverá subir quatro cêntimos e a gasolina deverá aumentar cinco cêntimos por litro. Se a tendência se mantiver hoje, o aumento dos preços poderá ser ainda mais significativo.
 
Ontem o Brent estava a subir nos mercados de Londres e de Nova Iorque. Este cenário inverte a tendência dos últimos meses, com o registo de perdas sucessivas.
 

Luvas, cachecol, gorro... Vão fazer falta...

Escrito por %PM, %01 %820 %2015 %18:%Fev.
O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê uma descida da temperatura de terça para quarta-feira, que se deve prolongar até ao fim-de-semana, com os termómetros a registar valores abaixo da média para a época.
 
Na zona litoral esperam-se dois/três graus centígrados de temperatura mínima e os 10 graus de máxima, enquanto para o interior do país e zonas montanhosas são esperadas temperaturas mínimas de três graus negativos e de dois/três graus de temperatura máxima.
 
A meteorologista Ângela Lourenço explicou à agência Lusa tratar-se de um episódio, que acontece com regularidade nesta época do ano, em que alguns dias registam mais frio em comparação com o resto de mês. 
 
A meteorologista do IPMA ressalvou, contudo, tratar-se de uma previsão, havendo algum erro associado.
 
O IPMA prevê chuva para segunda e terça-feira, sendo que na segunda-feira é esperada precipitação com mais intensidade e persistência em todo o território nacional. Na terça-feira, a chuva deve afectar apenas as regiões norte e centro do país.
 
Está ainda prevista a queda de neve acima dos 1.000 metros de altitude durante os três dias.
 
c/ LUSA
 
De acordo com a meteorologista Maria João Frada, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), a partir da próxima Quinta-feira, a chuva vai regressar a todo o país, prevendo-se também uma subida das temperaturas mínimas.
 
A meteorologista, em declarações à LUSA, adiantou que a precipitação vai regressar a partir de Quinta-feira, no litoral a norte do Cabo Raso, estendendo-se a todo o território até ao último dia do mês de Janeiro.
 
Hoje ainda vamos ter céu pouco nublado ou limpo e as temperaturas mínimas vão manter-se na mesma ordem de grandeza, ou seja, relativamente baixas, em especial no interior. As temperaturas máximas são agradáveis, da ordem dos 15/17 graus Celsius nas regiões do litoral”, disse.
 
Segundo a meteorologista, na quarta-feira o estado do tempo vai sofrer alterações, prevendo-se um aumento da nebulosidade a partir da manhã e períodos de chuva fraca ou chuvisco para o final do dia no litoral a norte do Cabo Raso.
 
Maria João Frada referiu que “esta situação vai estender-se a todo o território no dia 29 (Quinta-feira) e até ao dia 31 (Sábado), em especial nas regiões do Norte e Centro e que será sob a forma de neve acima dos 1.200/1.400 metros de altitude”.
 
As temperaturas vão subir até Sábado e, no Domingo, com a entrada de uma massa de ar mais frio, voltam a descer.
 
Salientou ainda que “a tendência nos próximos dias, em especial no dia 29, será de uma subida da temperatura mínima relativamente ao que temos agora e com valores entre os 8 e os 10/12 graus na generalidade do território, excepto na Serra da Estrela”.
 
Maria João Frada adiantou que a partir de Sábado, e em especial nas regiões do Norte e Centro, vai ocorrer uma descida da temperatura mínima da ordem dos 4/5 graus.
 
c/ LUSA
 
Com o intuito de participarem numa acção solidária para com o ex-primeiro ministro, que se encontra detido preventivamente em Évora, pelo menos cem pessoas da região da Covilhã são esperadas no próximo Domingo, na capital de distrito alentejana.
 
Agendada para as 15 horas, em frente ao Estabelecimento Prisional de Évora, a iniciativa está a ser organizada por um empresário covilhanense, "amigo de longa data" de José Sócrates, que apresenta esta acção como "uma onda de solidariedade, absolutamente apartidária, pacífica e respeitadora".
 
À agência Lusa, o promotor da iniciativa, José António Pinho disse que "vamos lá porque somos amigos de José Sócrates. Porque somos da uma região que muito lhe deve e porque queremos manifestar-lhe a nossa solidariedade e dar-lhe o nosso abraço mais fraterno e sincero".
 
Segundo foi explicado pelo empresário, há até agora 100 inscrições, sendo que cada um dos participantes pagará o próprio bilhete de autocarro (12 euros).
 
Pinho acrescentou que "são dois autocarros completos e já informámos no Facebook que podemos alugar um terceiro, caso tenhamos pessoas em número suficiente. Seja como for, acho que estarão lá mais do que 100 participantes, visto que já muita gente me disse que vai pelos próprios meios".
 
O empresário diz que a manifestação, que não pretende ser contra a Justiça, isto apesar de "na qualidade de cidadão" deixar críticas ao facto de José Sócrates estar detido há 60 dias "sem provas e culpa formada", "deverá ser silenciosa, sem bandeiras de qualquer força partidária".
O organizador adiantou ainda que já tem a confirmação de que será autorizado a entrar na cadeia de Évora para visitar o amigo e dar-lhe conta da mensagem das restantes pessoas.
 
José Sócrates cresceu e iniciou o percurso profissional e político na cidade da Covilhã, da qual recebeu a Chave da Cidade e a Medalha de Ouro de Mérito Municipal no dia 20 de Outubro de 2014.
 
Na cerimónia, o ex-primeiro ministro afirmou que recebia aquela homenagem com "muita emoção", porque "nada se compara a uma distinção que testemunha a estima que um político recebe dos seus próprios conterrâneos".
 
José Sócrates foi detido praticamente um mês depois da distinção, a 21 de Novembro, no aeroporto de Lisboa, depois de uma viagem desde Paris.
O ex-chefe do Governo está indiciado de branqueamento de capitais, fraude fiscal qualificada e corrupção e preso preventivamente no Estabelecimento Prisional de Évora desde o dia 25 de Novembro.
 
c/ LUSA e SIC Notícias
 
Os combustíveis, a luz, as telecomunicações e o IMI ficam mais caros em 2015.
 
Em contrapartida à descida dos preços dos combustíveis dos últimos meses, que chegaram mesmo a colocar o preço do gasóleo abaixo de um euro, a gasolina vai subir cerca de cinco cêntimos por litro e o gasóleo cerca de 6,5 cêntimos, devido às tão faladas medidas da fiscalidade verde. 
A conta da electricidade aumenta 3,3%, o que representa, numa factura média de 35 euros, mais 1,14 euros.
 
Pacotes de TV cabo, internet, telefone e telemóvel sobem 3% e a água vai também ficar mais cara, embora apenas em algumas zonas do país. Em Lisboa, sobe cerca de 70 cêntimos na factura mensal e no Grande Porto aumenta 39 cêntimos. Águas do Oeste, Centro Alentejo e Norte Alentejano baixam as tarifas em valores situados entre dois e três euros por mês.
 
O IMI aumenta para a maior parte dos proprietários que ainda não tiveram actualização do imposto e desaparece a cláusula de salvaguarda criada em 2011. Para compensar, o Orçamento do Estado alarga as isenções.
 
Ir ao supermercado também vai ficar mais caro. Não aumentam todos os produtos, mas o saco de plástico das compras passa a custar 10 cêntimos. 
 
Mas nem tudo são más notícias 
Pelo menos na saúde, transportes e portagens os preços não sobem, embora também não desçam ou, num caso ou noutro, possam registar uma baixa residual.
 
As consultas no centro de saúde vão custar o mesmo que este ano e uma ida à urgência de um hospital desce simbolicamente: cinco cêntimos. 
O preço dos transportes públicos também não aumenta e o mesmo acontece nas portagens das auto-estradas, o que se repete pelo segundo ano consecutivo. 
 
O preço do pão vai manter-se. Os representantes do sector dizem que ainda não há condições para subir o custo de um dos bens mais elementares na alimentação dos portugueses.

c/ Cristina Branco - Rádio Renascença

 

O ex-primeiro-ministro José Sócrates vai aguardar julgamento em prisão preventiva, no Estabelecimento Prisional de Évora, onde deu entrada perto das 04 horas da madrugada.
 
Este estabelecimento prisional situado numa zona habitacional da cidade património mundial destina-se não apenas a polícias e outras pessoas que exercem ou exerceram funções nas forças e serviços de segurança, bem como a quem necessita de “especial protecção”, situação onde se insere o ex-primeiro ministro.
 
A decisão, muito provavelmente tomada pelo próprio Juiz Carlos Alexandre, avaliou que a segurança de José Sócrates estaria posta em causa caso tivesse sido colocado numa prisão comum.
 
Sócrates, tendo um estatuto especial, fica assim numa cadeia onde estão 40 detidos, todos eles membros das forças de segurança, militares e magistrados.
 
O ex-primeiro-ministro está indiciado por fraude fiscal, corrupção e branqueamento de capitais, no âmbito de um processo por crimes económicos, denominado de "Operação Marquês". Esta é a primeira vez que é aplicada prisão preventiva a um ex-primeiro-ministro em Portugal.
 
Sócrates, de 57 anos, foi primeiro-ministro de Portugal entre Março de 2005 e Junho de 2011. Foi o primeiro socialista a governar com maioria absoluta, tendo deixado o Governo após o pedido de ajuda à troika de credores internacionais em Junho de 2011.
 
É também em Évora que está detido preventivamente o ex-director do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, Manuel Jarmela Palos, suspeito de corrupção passiva no caso dos vistos dourados.
 
Pelo menos um morador da zona habitacional onde está o Estabelecimento Prisional de Évora, já mostrou a sua "indignação" para com o seu novo "vizinho".
 
c/ Público
 
 

Mais Populares