quarta, 16 outubro 2019
sábado, 12 setembro 2015 11:07

Encontro com Freud - Crónica IV

Escrito por
A Ordem dos Psicólogos colocava a seguinte reflexão no Boletim: “Diria a alguém com cancro, isso passa? Então porque diz a alguém com Depressão?” 
 
Neste encontro de hoje, refletimos sobre o estigma que existe e até mesmo discriminação relativamente a esta doença. Tal como o corpo adoece e nós reconhecemos a legitimidade de quem atesta a necessidade de pausa e tratamento adequado seja ele qual for, a “alma” também adoece. É muito perigoso que alguém não tenha em conta os sinais de uma depressão, por vergonha, por medo do que o vizinho vai pensar ou dizer, por medo de ser olhado como um incapaz, preguiçoso entre outros, que não pretendo aqui explorar. O que sim importa é alertar, em primeiro lugar para a ignorância de quem tem esta perceção ou conceito ou ideia, não sabe pergunte mas pergunte a quem sabe.
 

A depressão não tem a ver com fraqueza, incompetência e diminuição comparativamente aos demais, a depressão é uma doença com a qual se aprende a viver e para os que ainda pensam que “deprimido só é quem quer” para esses e com todo o meu respeito, a depressão é uma doença da qual têm ainda muito para aprender e saber como lidar com alguém com depressão já será uma enorme ajuda.

Como qualquer doença, a pessoa com depressão é, numa primeira análise, como será lógico, uma identidade própria com determinadas características, gostos, interesses, competências, aptidões, limitações, sonhos, ambições e tudo o que nos faz humanos saudáveis, no entanto, e como toda a doença, também a depressão altera o nosso estado de espírito, a nossa motivação, as nossas opções, a forma como nos relacionamos com os que nos rodeiam e até a forma como interpretamos o que nos chega dos que nos rodeiam. É preciso estar atento aos sinais, é urgente procurar ajuda especializada, é emergente assumir que estamos doentes e jamais teremos que passar por isso sozinhos.
 
A depressão não tem a ver com fraqueza, incompetência e diminuição comparativamente aos demais, a depressão é uma doença com a qual se aprende a viver e para os que ainda pensam que “deprimido só é quem quer” para esses e com todo o meu respeito, a depressão é uma doença da qual têm ainda muito para aprender e saber como lidar com alguém com depressão já será uma enorme ajuda.
 
Olhemos para a pessoa e depois então para a doença. A doença pode viver connosco, mas jamais seremos nós a viver na doença… Olhemos sempre para a pessoa, em primeiro lugar. 
 

Deixe um comentário