segunda, 17 dezembro 2018

O Comboio de Mercadorias deve servir o Alentejo, nomeadamente a Zona dos Mármores

Escrito por  Publicado em António Costa da Silva sexta, 23 novembro 2018 02:21
Existe um tema relacionado com a Linha Ferroviária de Transporte de Mercadorias Sines – Caia no Alentejo que é bastante importante para a região: a necessidade desta importante infraestrutura servir efetivamente a Região Alentejo.
 
Uma matéria determinante tem a ver com as estações de paragem de comboios de mercadorias no Alentejo.
 
Em todos os documentos técnicos não estão previstas estações de paragem de comboios no Alentejo. Um erro claramente evitável!
 
O PSD defende paragens em Vendas Novas, Évora e Zona dos Mármores (Alandroal, Vila Viçosa, Borba e Estremoz). Apresentámos um Projeto de Resolução, o qual foi aprovado na Assembleia da República. Por isso esperamos que seja executado pelo Governo.
 
Defendemos que alguns dos comboios (não todos) sirvam a economia da região. Daí a necessidade destas estações.
 

Sobre esta matéria, tantos os nossos autarcas, como as nossas organizações regionais, deveriam/poderiam estar a fazer “pressão” para que o Alentejo não fique a ver os comboios a passar. A ver vamos!

Caso se concretize esta pretensão,  as vantagens são muitas para a Zona dos Mármores. Em primeiro lugar, as empresas ganham em competitividade. A razão é simples: o transporte de mármore por ferrovia é economicamente muito mais vantajoso que por outras formas de transporte. Nesta circunstância, seria muito positivo  para o transporte de mármore em direção ao Porto de Sines, mas também em direção à Europa. 
 
Outra vantagem é ambiental. O transporte de mercadorias por ferrovia é ambientalmente mais positivo do que através de outros meios de transporte. 
 
Outro aspecto positivo tem a ver com diminuição de custos na manutenção e conservação das nossas estradas nacionais. O transporte de mármore implica fortes impactos nas estradas. A Estrada Nacional 4 é, talvez, a que mais beneficiaria com esta opção.
 
Neste sentido coloquei a pergunta ao Sr. Ministro do Planeamento e das Infraestruturas, mais precisamente se vamos ter, ou não, estações de paragem de comboios no Alentejo? Nomeadamente em Vendas Novas, Évora e Zona dos Mármores (Alandroal, Vila Viçosa, Borba e Estremoz)?
 
A resposta foi evasiva. Um assunto demasiado sério e importante para tanta ineficácia. 
 
Sobre esta matéria, tantos os nossos autarcas, como as nossas organizações regionais, deveriam/poderiam estar a fazer “pressão” para que o Alentejo não fique a ver os comboios a passar. A ver vamos!
 
* Deputado António Costa da Silva

Deixe um comentário