terça, 23 janeiro 2018

Parabéns a Estremoz pelo reconhecimento dos Bonecos de Estremoz como Património Cultural Imaterial da Humanidade

Escrito por  Publicado em António Costa da Silva terça, 19 dezembro 2017 00:46
A “Produção de Figurado em Barro de Estremoz”, mais conhecida pelos Bonecos de Estremoz já são Património Cultural e Imaterial da Humanidade. Isso deve encher-nos de orgulho!
 
No passado dia 8 de dezembro de 2017, o Comité Intergovernamental para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), reunido na Ilha de Jeju, na Coreia do Sul, classificou a “Produção de Figurado em barro de Estremoz” como Património Cultural Imaterial com Necessidade de Salvaguarda Urgente.
 
Os bonecos de Estremoz constituem uma arte de caráter popular, com mais de 300 anos de história.
 
É importante referir que o reconhecimento dos Bonecos de Estremoz como Património Cultural Imaterial com Necessidade de Salvaguarda Urgente consagra esta interessantíssima tradição secular bem vivida em Estremoz e, em termos práticos, transformou-se numa verdadeira homenagem a todos aqueles que, ao longo do tempo, souberam preservar esta herança cultural e reverter a tendência de desaparecimento desta arte, garantindo a transmissão do saber entre gerações e a sustentabilidade futura da atividade 
 
Por iniciativa dos deputados António Costa da Silva (PSD), João Oliveira (PCP), Norberto Patinho (PS) e Rita Rato (PCP) foi apresentado um Voto de Congratulação para a “Produção de Figurado em Barro de Estremoz”, mais conhecida pelos Bonecos de Estremoz já são Património Cultural e Imaterial da Humanidade.
 
Desta forma, a Assembleia da República associou-se ao sentimento de congratulação por este reconhecimento da “Produção de Figurado em barro de Estremoz” como Património Cultural Imaterial, pela UNESCO. 
 
Termino felicitando todos os estremocenses e todos os que prepararam a candidatura, mas sobretudo aos artesãos que, quer no seu fabrico quer na sua utilização, mantiveram e preservaram, convictamente, esta arte secular. 
 
Muitos parabéns!
 
* Deputado António Costa da Silva

Deixe um comentário

Mais Populares