terça, 22 agosto 2017

Aparatoso acidente na EN4 provoca a morte a jovem estremocense

Escrito por  Publicado em Estremoz sábado, 09 janeiro 2016 16:55
O alerta para este acidente foi dado às 15.14 horas O alerta para este acidente foi dado às 15.14 horas DR
Um aparatoso acidente entre dois veículos ligeiros, ocorrido hoje, dia 9 de Janeiro, na Estrada Nacional 4, ao quilómetro 176, perto de Terrugem, no concelho de Elvas, obrigou ao corte da estrada nos dois sentidos.
 
Ao que o “Ardina do Alentejo” conseguiu apurar, uma terceira viatura, um veículo ligeiro de mercadorias, que circulava no sentido Borba-Elvas, despistou-se quando chegou perto do acidente.

Segundo o CODIS de Portalegre, o alerta para esta colisão frontal foi dado às 15.14 horas.
 
“Ardina do Alentejo” está em condições de avançar que uma das vítimas deste acidente é habitante no concelho de Estremoz, mais concretamente na freguesia de São Domingos. Trata-se de um jovem de 22 anos, trabalhador no Hotel de Santa Luzia, em Elvas.
 
Informações recolhidas há instantes, revelam que deste aparatoso acidente resultaram dois mortos, um jovem de 22 anos, de seu nome Luís Broa, habitante no concelho de Estremoz, mais concretamente na freguesia de São Domingos de Ana Loura, e uma senhora com 52 anos, de seu nome Conceição Trindade, natural da localidade do concelho de Elvas, da Terrugem.
 
As duas vítimas mortais ainda foram socorridas no local do sinistro, mas não resisitiram aos ferimentos provocados pelo violento acidente, tendo os óbitos sido declarados no local.
 
Na viatura comercial que posteriormente se despistou, seguiam dois ocupantes, tendo resultado um ferido ligeiro, já transportado para o Hospital de Santa Luzia de Elvas.
 
No local esteve o helicóptero do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).
 
A prestar socorro às vítimas, e segundo fonte do CODIS de Portalegre, estiveram os Bombeiros Voluntários de Elvas, com seis viaturas e 19 elementos, os Bombeiros Voluntários de Borba, com duas viaturas e oito elementos, e a Unidade de Trânsito de Portalegre da Guarda Nacional Republicana (GNR), com três viaturas e dez militares. Ainda no local estão as viaturas SIV - Suporte Imediato de Vida de Estremoz e de Elvas.
 
As causas deste trágico acidente estão ainda a ser apuradas, mas o piso molhado e as condições climatéricas adversas poderão estar na origem do sinistro.
 
A Estrada Nacional 4 foi aberta ao trânsito, nos dois sentidos, perto das 19 horas. 
 

Deixe um comentário

Mais Populares