sábado, 19 outubro 2019
sexta, 17 julho 2015 16:42

Estremoz - Mercearia Gadanha considerado um dos melhores 50 restaurantes do Mundo

Escrito por
Revista "Escapist" define restaurante estremocense como "um paraíso rural" Revista "Escapist" define restaurante estremocense como "um paraíso rural" DR
A “Escapist”, publicação anual do grupo “Monocle” e direccionada para o turismo, incluiu no seu último número dois restaurantes nacionais entre a lista dos 50 melhores do Mundo, sendo que um deles é estremocense.
 
Entre as escolhas figuram o "Gambrinus", em Lisboa, classificado em 42º lugar como um restaurante “seguro do seu sucesso” e a "Mercearia Gadanha", em Estremoz, qualificado na 49ª posição como um “paraíso rural”.
 
Sobre o "Gambrinus", os jornalistas da “Escapist” sublinham que “os seus ‘chefs’ têm assumido um compromisso com a boa tradição portuguesa de jantar desde 1936, embora sejam os elevados padrões de serviço e uma decoração clássico-moderna que fazem deste local uma paragem obrigatória para uma grande refeição”.
 
Relativamente à "Mercearia Gadanha", o artigo da conceituada publicação destaca que “a paisagem bucólica da região é o coração agrícola da nação”, acrescentando que na mercearia e no restaurante em causa “as criações culinárias da ‘chef’ Michele Marques estão a escalar novas alturas”.
 
A “Escapist” refere ainda que "os azeites, presuntos, chás e conservas disponíveis no ‘delicatessen’ do restaurante "Mercearia Gadanha" são opções saborosas para levar para casa", enquanto os pratos principais da ‘chef’ Marques “são quase inacreditavelmente irresistíveis”.
 
Quanto ao "Gambrinus", a revista do grupo “Monocle” acrescenta que no respectivo ‘snack bar’ "é possível desfrutar de almoços mais frugais e animados".
 
O vencedor de melhor restaurante do ano foi o “Beard”, em Tóquio, seguindo-se o “The River Café”, em Londres, e o “Pa&Co”, em Estocolmo.
 

1 comentário

  • Ligação de comentário F. Casquinha sexta, 30 dezembro 2016 19:22 postado por F. Casquinha

    Como sempre, boa comida e apresentação impecável dos pratos servidos. Sobremesas de comer e chorar por mais... Apenas um senão: porque são os talheres apresentados num recipiente sem proteção ao pó e com a parte que utilizamos para comer virada para cima, que os empregados pegam directamente com as mãos?

Deixe um comentário