sábado, 14 dezembro 2019
sábado, 23 maio 2015 21:55

Revista 'Wine Enthusiast' dá importante destaque a vinho da Herdade das Servas

Escrito por
O crítico Roger Voss descreve este tinto como um vinho "poderoso" e "com uma estrutura concentrada” O crítico Roger Voss descreve este tinto como um vinho "poderoso" e "com uma estrutura concentrada” DR
90 pontos, num total de 100, foi quanto a prestigiada Wine Enthusiast atribuiu, recentemente, ao vinho alentejano "Herdade das Servas Colheita Seleccionada Tinto 2012". Com a atribuição de tão alta cotação ao vinho estremocense, a revista norte-americana volta a colocar a produção vínica portuguesa em destaque no panorama mundial.
 
A crítica, assinada por Roger Voss, editor europeu da Wine Enthusiast e "profundo conhecedor dos vinhos portugueses", vai ser publicada, em papel, na edição de Junho da revista, estando já disponível 'online', aqui. Voss descreve este tinto da colheita de 2012 como um vinho "poderoso" e "com uma estrutura concentrada”.
 
"Este é um vinho poderoso, rico em taninos e frutos pretos maduros e com uma estrutura sólida e concentrada" em que sobressai a pimenta, elogia Voss, considerando que se trata de um tinto "maduro e picante", com densidade e que será melhor saboreado a partir de 2016, dado que "precisa de mais tempo" para se desenvolver.
 
Para a Serrano Mira - Sociedade Vinícola, responsável pela produção do vinho, a apreciação positiva da Wine Enthusiast, publicação fundada em 1988 por Adam e Sybil Strum e que conta com uma audiência global de sensivelmente 800 mil leitores, é "uma boa notícia com destino ao Alentejo" que "vem cimentar" a sua 'performance', depois de a colheita de 2011 ter sido distinguida com cinco medalhas (três de ouro e duas de prata) em grandes competições mundiais como o International Wine Challenge ou o Concours Mondial de Bruxelles.
 
A produtora descreve o "Herdade das Servas Colheita Selecionada Tinto 2012" como um "típico alentejano de 'blend' criado a partir de Touriga Nacional, Alicante Bouschet, Aragonez e Trincadeira". De "cor rubi escura", é "fresco e envolvente", beneficiando de uma acidez que lhe confere "elegância".
 
A família Serrano Mira é uma das mais antigas na produção de vinho do Alentejo: nas suas propriedades foram conservadas talhas de barro utilizadas na feitoria do vinho que datam de 1667. 
 
Na atualidade, a Herdade das Servas zela por um património vitivinícola de 300 hectares, destacando-se as vinhas do Azinhal, da Judia, do Monte dos Clérigos (a mais antiga) e das Servas.
 
Modificado em sábado, 23 maio 2015 22:09

Deixe um comentário