segunda, 12 abril 2021
quarta, 24 fevereiro 2021 17:26

Praticamente ultrapassado surto de Covid-19 no Recolhimento de Nossa Senhora dos Mártires em Estremoz

Escrito por
Surto de Covid-19 provocou a morte a 12 utentes da instituição estremocense Surto de Covid-19 provocou a morte a 12 utentes da instituição estremocense DR
Está praticamente ultrapassado o surto de Covid-19 que assolou o Recolhimento de Nossa Senhora dos Mártires (RNSM), em Estremoz.
 
Durante o dia de hoje, 24 de Fevereiro, quarta-feira, a instituição estremocense recebeu o resultado dos últimos testes de despistagem à Covid-19 efectuados tanto por utentes, bem como por funcionários.
 
Segundo informações prestadas ao Ardina do Alentejo por um elemento da Direcção daquela Estrutura Residencial para Idosos (ERPI) sediada no concelho de Estremoz, ainda testaram positivo à SARS-CoV-2três utentes, que se encontram assintomáticos e sem possibilidade de transmitirem o vírus”. A mesma fonte referiu que foram dados como inconclusivos os testes efectuados a sete utentes.
 
Encontra-se ainda internado no Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE) um utente, do sexo masculino.
 
Em relação aos funcionários, e ainda segundo o elemento da Direcção do RNSM, os mais recentes testes realizados revelaram que um trabalhador “ainda se encontra positivo, e um outro testou inconclusivo”. Estão actualmente em casa, a cumprir o período de isolamento profilático, três trabalhadores da instituição. Encontra-se igualmente internada no Hospital do Espírito Santo de Évora, uma funcionária.
 
Este surto de Covid-19 no Recolhimento de Nossa Senhora dos Mártires infectou 74 pessoas, nomeadamente 56 do total de 60 utentes do lar e 18 funcionários, tendo provocado a morte a 12 utentes, sete homens e cinco mulheres, tendo o último óbito sido declarado na tarde desta quarta-feira. Ao que conseguimos apurar, tratava-se de um utente, do sexo masculino, que se encontrava internado no HESE, há já alguns dias.
 
A mesma fonte do Recolhimento de Nossa Senhora dos Mártires referiu ainda que “muito importante no ultrapassar de toda esta situação foi a ajuda prestada pela Brigada de Intervenção Rápida, enviada através da Segurança Social, que nos deu um apoio incrível”.
Modificado em quarta, 24 fevereiro 2021 18:47

Deixe um comentário