sábado, 19 outubro 2019
segunda, 15 julho 2019 03:30

Pão de Rala e Bolo de Mel e Noz à Antiga querem ser Maravilhas de Portugal

Escrito por
Por entre a tradição e a inovação, Portugal já está a escolher as suas 7 Maravilhas Doces Por entre a tradição e a inovação, Portugal já está a escolher as suas 7 Maravilhas Doces DR
Portugal continua a sua senda de eleições das 7 Maravilhas. Depois de em 2018 termos elegido as 7 Maravilhas à Mesa, em 2019 a organização decidiu dedicar-se à doçaria. Por entre a tradição e a inovação, Portugal já está a escolher as suas 7 Maravilhas Doces.
 
Num envolvimento sem precedentes de todo o país, a organização recebeu 907 candidaturas. Depois de devidamente analisadas todas as propostas a concurso, um painel de especialistas reduziu a lista a 140 doces, nomeando 7 por cada distrito e região autónoma.
 
E esse mesmo painel de 140 especialistas decidiu que o concelho de Estremoz estivesse representado na final do distrito de Évora, com duas propostas apresentadas a concurso pela Pastelaria Formosa: o Pão de Rala e o Bolo de Mel e Noz à Antiga.
 
José Gonçalez, sobejamente conhecido produtor, fadista e radialista estremocense, é o padrinho do Bolo de Mel e Noz à Antiga. 
 
Em declarações ao Ardina do Alentejo, José Gonçalez referiu que recebeu o convite “com alguma surpresa e com enorme alegria”, salientando que “Estremoz, por mais distante que me encontre, será sempre a minha terra, a minha casa, e os estremocenses serão sempre a minha gente, os meus. É em Estremoz que está toda a minha família, e que estão a maioria dos meus amigos. É muito bom sabermos que, apesar da distância, e de quase terem passado 10 anos da minha partida física da cidade, as pessoas se continuam a lembrar de mim, e no fundo, acredito, que continuam a ter por mim o mesmo carinho que eu tenho por elas, e pela cidade mais bonita do mundo”. Confessou-nos que “no fundo” sentiu “uma honra enorme” para além de “uma enorme responsabilidade, que é a de representar um produto extraordinário de Estremoz, e esse produto ser apadrinhado por mim”. Bem ao seu estilo, de sorriso e gargalhada fácil, José Gonçalez salientou que são ”dois "doces" que se juntam em nome, e na defesa de Estremoz”!
 
Aceitando o desafio de definir o Bolo de Mel e Noz à Antiga, o fadista descreveu-o como “um produto de excelência, que põe em evidência alguns dos produtos endógenos da nossa terra e da nossa região. As nozes são da Granja, uma quinta que tão bem conheço, e onde dantes (quando era adolescente), ia roubar fruta, e o Mel da Serra d`Ossa, uma das serras mais bonitas e com uma das melhores vistas de Portugal. Isto aliado à sabedoria, e mestria dos, e das doceiras, de Estremoz, neste caso de uma pastelaria de referência, a Formosa torna este produto num dos melhores e mais saborosos produtos de Portugal”. Adiantou-nos ainda que neste doce “há uma mistura de frutas e campo, o sabor do mel, tão especial com um travo a estevas, e as nossas nozes do Alentejo, que tal como o vinho têm características especiais de textura e sabor, que lhes são passadas, e adquiridas por esta relação tão especial do clima e dos solos de Estremoz”. Conclui salientando que o Bolo de Mel e Noz à Antiga, “tal como Estremoz, é um produto de excelência”!
 
O Pão de Rala tem como padrinho o Chef Francisco Pavia, um homem dos doces, ou não fosse ele Pasteleiro, natural de Sousel, e que actualmente desempenha funções na cozinha do Pestana Palace, em Lisboa.
 
E a partir de agora é o público que decide o quão longe irão estas duas propostas da doçaria estremocense. As linhas telefónicas para que possa votar no seu favorito já se encontram abertas, e pode fazê-lo até dia 24 de Julho, dia da final distrital de Évora.
 
Para votar no Pão de Rala deve ligar para o número 760 107 110 e para votar no Bolo de Mel e Noz à Antiga deve ligar o número 760 107 106. Cada chamada tem um custo de 0.60€ mais IVA.
 
Para além destas duas propostas da Pastelaria Formosa, marcarão presença na final do distrito de Évora, o Bolo Real de Alcáçovas (Viana do Alentejo), a Filhós de Cabrela (Montemor-o-Novo), a Lampreia de Ovos (Viana do Alentejo), as Queijadas de Requeijão (Viana do Alentejo) e o Sericá (Vila Viçosa).
 
A dinâmica da iniciativa 7 Maravilhas Doces de Portugal
 
Como já referimos, a edição de 2019 da iniciativa 7 Maravilhas resultou num envolvimento sem precedentes de todo o país, tendo a organização recebido 907 candidaturas. Depois de devidamente analisadas todas as propostas a concurso, um painel de especialistas reduziu a lista a 140 doces, nomeando 7 por cada distrito e região autónoma.
 
Estes 140 doces já estão a ser votados pelo público, em programas de daytime, 20 no total, emitidos em directo pela RTP, ao longo dos meses de Julho e Agosto. De cada programa sai um pré-finalista que passa às semifinais.
 
Uma novidade desta edição é a existência de um Grande Júri, órgão de deliberação constituído por sete figuras do espaço mediático, que será responsável pela repescagem de oito candidatos que se irão juntar aos 20 pré-finalistas apurados pelo público, resultando numa lista final de 28 pré-finalistas.
 
Os 28 pré-finalistas são divididos, por sorteio, pelas duas semifinais, nos dias 24 e 31 de Agosto, dois programas em directo na RTP1, transmitidos em horário nobre. Em cada semifinal são apurados os 7 doces, aqueles que tenham mais votos contabilizados. Nesta fase os 7 elementos do Grande Júri assumem grande preponderância, comentando e provando os doces.
 
A Gala Finalíssima decorre a 7 de Setembro de 2019 e será transmitida pela RTP1, em horário nobre. Dos 14 finalistas apurados vão ser eleitos 7 doces pelos portugueses como 7 Maravilhas Doces de Portugal.
 
Doce que irá representar o distrito de Beja será conhecido a 22 de Julho
 
Porquinho Doce (Beja), Queijadas de Serpa (Serpa), Queijinhos de Hóstia (Beja), Sericaia (Alvito), Trouxas de Ovos de Beja (Beja), Bolo Folhado (Alvito) e Pão de Rala (Beja) são os sete doces que vão marcar presença na final distrital de Beja da iniciativa 7 Maravilhas Doces de Portugal, que se realizará na cidade do Baixo Alentejo, na próxima segunda-feira, dia 22 de Julho.   
 
Boleima de Portalegre vai representar o distrito na semi-final
 
A Boleima de Portalegre é o doce que irá representar o distrito do Alto Alentejo na semi-final das 7 Maravilhas Doces de Portugal. A eleição teve lugar no passado dia 11 de Julho, tendo a Boleima conquistado o maior número de votos do público, em detrimento das outras propostas apresentadas: Ameixas de Elvas (Elvas), Fartes de Portalegre (Portalegre), Queijo Dourado de Portalegre (Portalegre), Pastel de Castanha (Marvão), Rebuçados de Ovo de Portalegre (Portalegre) e Sericaia (Elvas).
 
O programa da RTP1 foi transmitido em directo, a partir do Jardim da Liberdade, em Portalegre. 
 
Modificado em segunda, 15 julho 2019 04:26

Deixe um comentário