segunda, 21 outubro 2019
terça, 21 maio 2019 18:23

Secretária de Estado do Desenvolvimento Regional visitou Estremoz e o Alentejo

Escrito por
Esta visita à cidade branca do Alentejo deu início a uma série de visitas a vários projectos apoiados por fundos europeus, na região do Alentejo Esta visita à cidade branca do Alentejo deu início a uma série de visitas a vários projectos apoiados por fundos europeus, na região do Alentejo Município de Estremoz
Acompanhada pelo Presidente da Câmara Municipal de Estremoz, Francisco Ramos, pelo Presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo - CCDR Alentejo, Roberto Grilo, pela Vice-Presidente da autarquia estremocense, Sílvia Dias, e pela Vereadora do Município de Estremoz, Márcia Oliveira, para além de vários elementos da CCDR e da edilidade estremocense, a Secretária de Estado do Desenvolvimento Regional, Maria do Céu Albuquerque, esteve em Estremoz, na manhã do dia de hoje, terça-feira, 21 de Maio.
 
Esta visita à cidade branca do Alentejo deu início a uma série de visitas a vários projectos apoiados por fundos europeus, na região do Alentejo.
 
Em Estremoz, Maria do Céu Albuquerque visitou a obra de Reabilitação e Requalificação das Portas dos Currais e Muralhas Adjacentes, que se encontra a decorrer e que representa um investimento total de 846.622,70€, alvo de uma candidatura elaborada no âmbito do Aviso ALT20-14-2016-11 – Património Natural e Cultural do Alentejo 2020, comparticipada a 75% pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER).
 
Ao que o Ardina do Alentejo conseguiu apurar, estas visitas foram organizadas em estreita  colaboração com a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo. 
 
Depois de Estremoz, Maria do Céu Albuquerque seguiu para Évora, onde visitou a Igreja da Misericórdia, que foi alvo de um projecto de valorização do património, Viana do Alentejo, com passagem pelo Santuário de Nossa Senhora de Aires, que recebeu trabalhos de conservação, requalificação e musealização, Alvito, onde os fundos europeus financiaram a construção de uma creche, e Beja, onde ficou a conhecer os Cursos Técnicos Superiores Profissionais do Instituto Politécnico de Beja e o Centro de Biotecnologia Agrícola e Agroalimentar do Alentejo.
Modificado em terça, 21 maio 2019 18:35

Deixe um comentário