terça, 11 dezembro 2018

Incêndio na Sotileira, em Estremoz, provoca seis feridos, dois em estado grave

Escrito por  Publicado em Estremoz domingo, 05 agosto 2018 00:07
O incêndio, que deflagrou cerca das 18:30 horas no Monte da Chapada, consumiu uma vasta área de pasto O incêndio, que deflagrou cerca das 18:30 horas no Monte da Chapada, consumiu uma vasta área de pasto Ivo Moreira
Um incêndio de grandes dimensões deflagrou este sábado, dia 4 de Agosto, na zona da Sotileira, na União de Freguesias de São Bento do Cortiço e Santo Estevão, no concelho de Estremoz.
 
O incêndio rural, que deflagrou cerca das 18:30 horas, no Monte da Chapada, consumiu uma vasta área de pasto, que não está ainda contabilizada. Vários fardos de palha, bem como diversas oliveiras e azinheiras foram igualmente dizimadas pelas chamas.
 
O incêndio, que foi dado como controlado às 20:55 horas, teve como causa principal, segundo o Comandante dos Bombeiros Voluntários de Estremoz, Carlos Machado, “um raio que caiu em cima de duas linhas eléctricas, que provocou uma faísca e que em conjunto com as condições climatéricas adversas, o muito calor e o muito vento que fazia sentir na altura, propagou de uma forma muito rápida este incêndio”.
 
Este incêndio provocou seis feridos civis, dois em estado grave, e ainda indisposição numa bombeira da corporação vizinha de Borba, que foi transportada ao Serviço de Urgência Básica do Centro de Saúde de Estremoz.
 
Segundo conseguimos apurar no local, os feridos civis, que sofreram várias queimaduras, tentavam fugir do local, mais concretamente do Monte do Cerradinho, nas suas próprias viaturas, tendo sido atingidos pelo incêndio. Todos os feridos não são habitantes do concelho de Estremoz, encontrando-se nesta região do país a passar férias. Ao que o Ardina do Alentejo conseguiu apurar, alguns dos feridos civis têm familiares na região.
 
Os dois feridos graves, duas raparigas, uma com 24 anos de idade e outra com 20 anos, foram transportados por helicópteros do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) para unidades hospitalares da região de Lisboa. A rapariga de 20 anos foi evacuada do Heliporto Municipal de Estremoz para  o Hospital de São José, enquanto que a rapariga de 24 anos foi transportada de ambulância do Centro de Saúde de Estremoz para o Hospital do Espírito Santo de Évora, tendo sido posteriormente evacuada pelo helicóptero do INEM para o Hospital de Santa Maria. Ao que conseguimos apurar, ambas têm queimaduras extensas mas não correm risco de vida.
 
Os restantes quatro feridos, todos do sexo masculino e com idades compreendidas entre os 20 e os 25 anos, foram transportados de ambulância para o Hospital do Espírito Santo de Évora. Segundo fonte do INEM, dois dos feridos vão ser submetidos a cirurgias plásticas, e um ferido já teve ordem de transferência, aquele que foi por momentos dado como ferido grave, para uma unidade de queimados. Uma quarta vítima deste incêndio já teve alta hospitalar.
 
Estiveram no local 86 operacionais, apoiados por 29 veículos, dos bombeiros, sapadores florestais, GNR, Serviço Municipal de Protecção Civil e juntas de freguesia do concelho.
 
Reportagem fotográfica de Ivo Moreira para conferir em https://www.facebook.com/pg/ArdinadoAlentejo/photos/?tab=album&album_id=1648878258572757.

Deixe um comentário