quinta, 19 setembro 2019
A queda de uma grua, ocorrida na tarde de ontem, segunda-feira, dia 10 de Dezembro, em Ponte de Sôr, provocou um morto e um ferido grave.
 
A vítima mortal, um homem de 42 anos, era natural de Estremoz e pertencia ao corpo dos Bombeiros Voluntários de Borba.
 
O outro ferido grave é um jovem, de 22 anos, natural de Rio de Moinhos, freguesia do concelho de Borba, e que se encontra igualmente hospitalizado no Hospital Dr. Manoel Constâncio, em Abrantes.
 
Os dois operários estavam a utilizar a grua para a montagem da iluminação de Natal da Igreja Matriz daquela cidade alentejana, tendo caído de uma altura de cerca de 10 metros.
 
Depois de assistidos pelos Bombeiros Voluntários de Ponte de Sor e por elementos do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), as vítimas foram transportadas para o Hospital Dr. Manoel Constâncio, em Abrantes.
 
As circunstâncias em que este acidente de trabalho terá ocorrido estão ainda por apurar mas segundo informações recolhidas pelo Ardina do Alentejo tudo aponta para que o sinistro tenha ocorrido devido a um problema com o braço basculante da grua.
 
A vítima mortal, que deixa dois filhos menores, faleceu no Hospital Dr. Manoel Constâncio, em Abrantes.
 
Nas operações de socorro estiveram ainda presentes elementos da Guarda Nacional Republicana (GNR) e da Protecção Civil.
 
 
A queda de uma grua, ocorrida na tarde de ontem, segunda-feira, dia 10 de Dezembro, em Ponte de Sôr, provocou dois feridos graves.
 
Uma das vítimas, aquela que inspira mais cuidados neste momento, é um homem de 42 anos, natural de Estremoz e que pertence ao corpo dos Bombeiros Voluntários de Borba. Ao que o Ardina do Alentejo conseguiu apurar, o estremocense encontra-se em morte cerebral, e está internado no Hospital Dr. Manoel Constâncio, em Abrantes.
 
O outro ferido grave é um jovem, de 22 anos, natural de Rio de Moinhos, freguesia do concelho de Borba, e que se encontra igualmente hospitalizado no Hospital Dr. Manoel Constâncio, em Abrantes.
 
Os dois operários estavam a utilizar a grua para a montagem da iluminação de Natal da Igreja Matriz daquela cidade alentejana, tendo caído de uma altura de cerca de 10 metros.
 
Depois de assistidos pelos Bombeiros Voluntários de Ponte de Sor e por elementos do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), as vítimas foram transportadas para o Hospital Dr. Manoel Constâncio, em Abrantes.
 
As circunstâncias em que este acidente de trabalho terá ocorrido estão ainda por apurar mas segundo informações recolhidas pelo Ardina do Alentejo tudo aponta para que o sinistro tenha ocorrido devido a um problema com o braço basculante da grua.
 
Nas operações de socorro estiveram ainda presentes elementos da Guarda Nacional Republicana (GNR) e da Protecção Civil.
 
Modificado em terça, 11 dezembro 2018 13:37

Autocarro da Rodoviária do Alentejo assaltado

segunda, 10 dezembro 2018 10:30
Durante a noite de sábado para domingo, um autocarro da empresa Rodoviária do Alentejo, que se encontrava estacionado na Central de Camionagem de Estremoz, na Avenida Rainha Santa Isabel, foi assaltado.
 
Segundo informações obtidas pelo Ardina do Alentejo junto de fonte da empresa, os ladrões cometeram o crime, tendo como claro objectivo o de encontrar dinheiro no interior do veículo. Depois de partirem o vidro lateral da porta do condutor, os amigos do alheio abriram as gavetas na esperança de encontrarem algum dinheiro, tendo posteriormente espalhado os papéis e bilhetes que se encontravam no interior das gavetas, pelo chão do autocarro.
 
Elementos da Esquadra de Estremoz da Polícia de Segurança Pública (PSP) deslocaram-se ao local e tomaram conta da ocorrência.
 
Ao que conseguimos ainda apurar, a direcção da empresa Rodoviária do Alentejo formalizará no dia de hoje, segunda-feira, junto das autoridades competentes, uma queixa contra desconhecidos.
Modificado em segunda, 10 dezembro 2018 23:25
Há 11 anos que a 100% DJ promove e divulga, em formato digital, a música electrónica e tudo o que a envolve. O projecto, que nasceu na Rádio Despertar - Voz de Estremoz, como sendo um programa que animava as madrugadas dos fins-de-semana, com trabalhos de DJ's, é actualmente a única publicação do género em território nacional e, pelo sétimo ano consecutivo, vai distinguir, através da acção “TOP 30”, a dedicação, o esforço e o trabalho desenvolvido ao longo do ano, por parte dos DJ's e produtores nacionais, numa iniciativa única que muito tem contribuído, não só para a indústria da música electrónica portuguesa como também para o desenvolvimento da carreira dos artistas.
 
Mais uma vez a listagem é decidida única e exclusivamente pelo público, que durante 56 dias foi desafiado a votar os seus artistas favoritos, no site www.top30.deejay.pt. Com o consequente destaque e notoriedade que a acção tem vindo a ganhar, este ano, haverá uma atribuição de duas distinções com a chancela da escola AIMEC Portugal, à margem da votação, com o nome “Prémio Carreira” e “Prémio Talento”. Ambos os artistas serão escolhidos pela redacção.
 
Esta edição anual do “TOP 30” terá, pela primeira vez, um evento oficial, agendado para o próximo dia 12 de Dezembro, quarta-feira, no piso Lounge do MOME, em Lisboa, (antiga discoteca Main) onde serão divulgadas as 30 posições que os artistas alcançaram nas votações e feita a entrega dos respectivos troféus. Após esta cerimónia, seguir-se-á uma after-party com os DJ's convidados: Pedro Orvalho, Christian F, Steven Rod, Kevu e Zinko.
 
Este evento surge com o intuito de reunir e aproximar artistas e seguidores, num momento informal e de celebração, por todo um ano de imenso trabalho a dar música a todos os apaixonados da música electrónica. As expectativas são muito altas, pois será um passo bastante importante que estamos a dar, traduzido numa saída da nossa zona de conforto” conta Ivo Moreira, responsável do projecto. 
 
Modificado em segunda, 03 dezembro 2018 15:48

Acidente vítima jovem estremocense

domingo, 02 dezembro 2018 14:52
Uma pessoa morreu e duas ficaram gravemente feridas, na sequência de uma colisão frontal entre um veículo ligeiro de mercadorias e um veículo ligeiro de passageiros, ocorrida ao início da manhã de hoje, dia 2 de Dezembro, ao quilómetro 257 da Estrada Nacional 118 (EN 118), em Évora.
 
De acordo com as informações avançadas ao Ardina do Alentejo por fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora, o alerta foi dado pelas 07:04 horas e ao local acorreram os Bombeiros Voluntários de Évora, a Guarda Nacional Republicana (GNR), a Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Hospital do Espírito Santo de Évora, e um piquete das Infraestruturas de Portugal, num total de 11 viaturas e 22 operacionais.
 
Segunda uma fonte contactada pelo Ardina do Alentejo, a vítima mortal é uma jovem, de 19 anos, natural de Estremoz e residente na freguesia estremocense de São Lourenço.
 
Os dois feridos, uma mulher e um homem, com idades compreendidas entre os 40 e os 50 anos, foram transportados para o Hospital do Espírito Santo de Évora.
 
A estrada, que chegou a estar interdita ao trânsito após o acidente, foi reaberta pelas 9 horas, com trânsito alternado.
Modificado em domingo, 02 dezembro 2018 15:15
Tendo como principal objectivo a promoção turística do concelho, valorizando as tradições e os costumes de Estremoz, acontece entre os dias 29 de Novembro e 2 de Dezembro, no Parque de Feiras e Exposições da cidade branca do Alentejo, mais uma edição da Cozinha dos Ganhões.
 
A 26ª edição de um dos mais importantes certames gastronómicos que se realiza a Sul do Tejo, oferece aos visitantes, para além da rica gastronomia, a doçaria, os produtos regionais, artesanato e muita animação cultural, com principal destaque para as actuações de Toy e de Rosinha.
 
Para que fique por dentro de tudo o que se vai passar durante os quatro dias da Cozinha dos Ganhões 2018, uma organização da Câmara Municipal de Estremoz, Ardina do Alentejo apresenta-lhe o programa completo do evento.
 
QUINTA – 29 DE NOVEMBRO
18 horas – Cerimónia de inauguração da 26.ª Cozinha dos Ganhões
19 horas – Inauguração e visita à Feira da Caça, Pesca e Actividades na Natureza
21:30 horas – Actuação do grupo Fado Popular & Convidados
 
SEXTA – 30 DE NOVEMBRO
12 horas – Abertura do recinto
18 horas – Iniciativa “Tabernas do Alentejo – arte e ciência” - Stand da CME
- Tertúlia sobre o vinho: “Estremoz, a excelência do lugar”, pela enóloga Sandra Gonçalves e pelo viticultor Bernardo Magalhães (Vinhos Dona Maria - Quinta do Carmo)
- Conferência: “Produção de figurado em barro de Estremoz – Património da Humanidade”, por Hugo Guerreiro, responsável do Museu Municipal de Estremoz, e “A geometria nos Bonecos de Estremoz”, por Rui Dias, Director do Centro de Ciência Viva de Estremoz
- Prova de vinhos Dona Maria, com Vanessa Schnitzer, sales manager da empresa Júlio Bastos
21:30 horas – Actuação do Grupo de Cavaquinhos de Estremoz
23 horas – Espectáculo com o artista TOY
24 horas – Animação musical com Miguel Bravo
00:00 - 06:00 – Discoteca e bares (Pavilhão A)
 
SÁBADO – 1 DE DEZEMBRO
11 horas – Caminhada dos Ganhões
12 horas – Abertura do certame
15 horas – Actuação do Rancho Folclórico “As Azeitoneiras” de S. Bento do Cortiço
16 horas – Actuação do Rancho Folclórico “Rosas de Maio” de Veiros
17 horas – Actuação do Grupo Folclórico “A Convenção” de Évora Monte
21:30 horas – Actuação do Grupo de Cantares de Santa Eulália, Elvas
23 horas – Espectáculo com ROSINHA
24 horas – Animação musical com Miguel Bravo
00:00 - 06:00 – Discoteca e bares (Pavilhão A)
 
DOMINGO – 2 DE DEZEMBRO
12 horas – Abertura do certame
15 horas – Actuação do grupo “Os Manaças”, de S. Miguel de Machede
16 horas – Actuação da Classe de Ballet do Orfeão Tomaz Alcaide de Estremoz
17 horas – Actuação da Associação de Dança Popular “Folkzitas”, de Algés
18 horas – Atuação do Grupo Feminino de Cantares Alentejanos da Granja, Mourão
21 horas – Encerramento do certame
Modificado em segunda, 19 novembro 2018 14:08

Burlões detidos em Estremoz

quarta, 14 novembro 2018 00:06
Um casal de burlões foi detido, em Estremoz, por elementos da esquadra estremocense da Polícia de Segurança Pública (PSP).
 
A detenção, que aconteceu na passada sexta-feira, 9 de Novembro, ocorreu cerca das 13 horas, junto ao Centro de Saúde da cidade branca do Alentejo.
 
Segundo o que o Ardina do Alentejo conseguiu apurar, o casal de etnia cigana, residente em Portalegre, burlou um individuo em Évora. A burla, que envolveu a compra e venda de um automóvel da marca Mercedes, aconteceu na presença de mais elementos de etnia cigana, familiares do casal posteriormente detido.
 
Depois de ter transferido a viatura automóvel para o nome dos “novos” proprietários, alegadamente sem ter recebido qualquer compensação financeira, o vendedor, um homem residente na zona de Lisboa, viu-se, de um momento para o outro, sozinho, sem dinheiro, sem viatura e sem conseguir avistar, quer os compradores, quer os familiares e companheiros dos burlões.
 
Fonte da PSP adiantou-nos que a esquadra de Estremoz foi informada do sucedido pela sua congénere de Évora, tendo interceptado o casal em pleno IP2, junto ao Centro de Saúde de Estremoz, conduzindo um veículo da marca Mercedes.
 
Depois de algemados, os burlões foram conduzidos à esquadra de Estremoz da PSP, onde foram devidamente identificados. O casal foi notificado para se apresentar no Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) de Évora, na passada segunda-feira, desconhecendo-se até ao momento quais as medidas de coação aplicadas.
 
A mesma fonte da PSP revelou ao nosso portal de informação que os indivíduos detidos e identificados têm antecedentes criminais, relacionados com vários processos por burlas, ocorridos em vários pontos do país.
No próximo fim de semana, dias 27 e 28 de Outubro, realizam-se no quartel sede da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Estremoz, as Cerimónias Públicas de Encerramento das Comemorações dos 85 Anos da associação humanitária estremocense.
 
As cerimónias comemorativas irão contar com a presença do Secretário de Estado da Protecção Civil, José Artur Neves, de altas individualidades da Protecção Civil e da Liga dos Bombeiros Portugueses, para além da presença de diversas autoridades civis e militares, não só da cidade de Estremoz mas também do distrito de Évora.
 
Ardina do Alentejo apresenta-lhe de seguida o programa destes dois dias festivos para a corporação estremocense.
 
Dia 27 DE OUTUBRO
Salão Nobre “Major Francisco Rafael Grave”
15 horas – Recepção aos convidados;
15:15 horas – Entrega de condecorações a bombeiros e dirigentes;
16:15 horas – Intervenções alusivas ao acto das condecorações;
 
Igreja de São Francisco
17:30 horas – Missa de Acção de Graças, seguida de Benção de Viaturas, no adro da igreja.
 
DIA 28 DE OUTUBRO
08:30 horas – Hastear das Bandeiras no Quartel Sede da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Estremoz;
09:00 Horas – Romagem ao cemitério com deposição de Coroa de Flores no talhão dos bombeiros;
10:15 Horas – Recepção ao Secretário de Estado da Protecção Civil, com formatura, junto ao quartel;
10:30 Horas – No Salão Nobre “Major Francisco Rafael Grave”, Sessão Solene de Encerramento das Comemorações dos 85 anos da associação, com entrega de condecorações atribuídas pela LBP – Liga dos Bombeiros Portugueses, e intervenções alusivas ao acto.
Modificado em sexta, 26 outubro 2018 00:37
No passado dia 19 de Setembro, e tal como noticiado aqui, um conjunto de deputados do Partido Social Democrata (PSD) com assento na Assembleia da República, questionaram o Governo, através do Ministério da Administração Interna (MAI), sobre os “Problemas com a insegurança no Bairro das Quintinhas em Estremoz”.
 
Liderados por António Costa da Silva, deputado eleito pelo Círculo Eleitoral do Distrito de Évora, os deputados laranja deram a conhecer ao Ministério dirigido por Eduardo Cabrita, “o clima de insegurança naquela zona” habitacional do concelho de Estremoz e as “inúmeras e recorrentes queixas efectuadas pelos moradores, mas também pelas pessoas que por ali circulam”.
 
Os nove deputados escreveram ao Governo salientando que “as ocorrências são inúmeras” enumerando algumas como ”roubos, agressões diversas, vandalismo, apedrejamento das pessoas e tiroteios”. Acrescentaram ainda que “a intranquilidade dos estremocenses não melhorou com a construção, em 2014, do Quartel da GNR nas imediações” e que “a eficácia das forças de segurança, nomeadamente da PSP, tem sido muito reduzida”. 
 
O texto, assinado por mais oito deputados social-democratas  (Carlos PeixotoMargarida ManoBerta CabralFátima RamosJosé SilvanoÁlvaro BatistaAntónio Ventura e Ana Oliveira), termina com duas perguntas: Quais as diligências que estão a ser tomadas com o objetivo de resolver este grave problema? e Qual o prazo definido pelo Ministério da Administração Interna para implementar as referidas diligências?
 
Depois de, “e ao abrigo das normas constitucionais e regimentais”, terem sido cumpridos os 30 dias que o Ministro Eduardo Cabrita tinha disponíveis para responder às questões formuladas pelos deputados laranja, eis que surge... um adiamento da resposta.
 
Em ofício enviado ao Secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, para que este informe o Presidente da Assembleia da República, e devido à “complexidade da informação solicitada”, o Ministro da Administração Interna comunicou não ser “possível responder no prazo de 30 dias". Cumprindo o regimento da Assembleia da República, o Ministério da Administração Interna refere que “a informação será remetida no prazo de 30 dias”.
 
Contactado pelo Ardina do Alentejo para se pronunciar sobre este adiamento da resposta à pergunta formulada pelos deputados do PSD, António Costa da Silva referiu que “o Ministro respondeu, dentro do prazo, que não tinha tempo para responder”. “Em termos práticos está a pedir tempo, mas a situação estranha é que tendo em conta todo este processo, os anos que já decorrem, as perguntas que já foram colocadas pela Câmara Municipal de Estremoz ao longo dos anos e a falta de resposta deste Governo, desde há três anos para cá, até porque este assunto estava a ser tratado com o Ministro Miguel Macedo, e estava a avançar bem, o que é certo é que esta questão não tem avançado nada e o Ministro não tem uma resposta para dar, o que é uma coisa muito estranha” salientou.
 
Para o deputado eleito pelo circulo eleitoral do distrito de Évora, e usando uma expressão do léxico futebolístico, “este é claramente um chutar para canto”. “O Governo não tem uma resposta a dar para um problema concreto, sabe que ele existe, até porque já foi mais que informado, ainda mais agora que está a ser pressionado pela Assembleia da República” salientou. Asseverou ainda saber que “o Ministro está em tentativas de reunião com a Câmara” desconhecendo no entanto se a mesma já terá sido eventualmente marcada. Costa da Silva recordou a recente audiência tida há dias com o executivo do Município de Estremoz, na Assembleia da República, adiantando ter conhecimento de que “a Câmara de Estremoz será recebida igualmente pelo Partido Socialista” e esperando que “com esta pressão comece a haver soluções para um problema que se agrava, que nos últimos tempos tem sido cada vez pior, e a situação de risco está eminente”.
 
António Costa da Silva assegurou que esta é uma questão que não vai deixar “cair em saco roto”, adiantando que “se a resposta do Governo for muito vaga, se voltar a chutar para canto ou se não apresentar nenhuma solução, nós vamos avançar com uma iniciativa legislativa sobre o assunto”. “É garantido, tendo me comprometido a fazer isso na reunião que tivemos com a Câmara Municipal” concluiu.
Modificado em terça, 23 outubro 2018 11:30