segunda, 23 julho 2018
Já está no mercado a nova referência do produtor estremocense Tiago Cabaço. Desta vez ficam para trás os nomes jovens e audazes e surge um tinto em nome próprio, o “Tiago Cabaço Vinhas Velhas Tinto 2012”.
 
Este novo néctar já mereceu, por parte de duas publicações especializadas, notas bastante positivas. A revista “Wine” atribuiu 18 valores a esta referência do produtor estremocense e a “Revista de Vinhos” conferiu 17,5. Esta nova aposta da TCW terá um preço de venda ao público de 11,99€, o valor mais baixo entre todos os vinhos classificados com notas semelhantes.
 
Segundo a nota de prova da “Wine”, este é um vinho de "alta potência com frescura, balanço de fruta, madura, tostados e mineral. Em crescendo. Imenso volume e estrutura na boca, carregado de fruta preta, taninos sólidos, cafés, tabacos, seco e firme e com final bem longo". Quanto à “Revista de Vinhos”, na sua apreciação, classifica esta referência como um vinho de "boa complexidade aromática, com um pouco de pólvora, frutos vermelhos, fumados e tostados, terra húmida. Fresco e estruturado, com belo centro de boca, taninos sólidos, firmes, persistente, elegante e sóbrio".
 
Mas nem só de tinto vive este “Vinhas Velhas”. O “Tiago Cabaço Vinhas Velhas Branco 2013”, também mereceu nota elevada por parte da “Revista de Vinhos” (17), sendo-lhe igualmente atribuída a medalha de Boa Compra. Para a publicação, este é um vinho "muito fino de aroma, notas citrinas delicadas, flores do campo, apontamentos de sílex. Na boca surge um atractivo amargo vegetal, acompanhado de sugestões fumadas, num conjunto cremoso, muito elegante e longo".
 
Ambas as referências já estão disponíveis no mercado.
 
Através de uma nota enviada às redacções ao final da tarde de hoje, a Câmara Municipal de Estremoz informa que “a Rua Magalhães de Lima já se encontra aberta ao trânsito”.
 
A autarquia recorda que “devido à obra de demolição dos prédios sitos na Rua Magalhães de Lima n.º 85 a 93, Rua dos Banhos n.º 42, Largo Espírito Santo e contenção da fachada do prédio adjacente, foi necessário interditar o tráfego rodoviário nas ruas citadas de modo a salvaguardar a segurança de pessoas e seus bens, bem como inverter o sentido do tráfego rodoviário na Rua do Lavadouro”.
 
Devido ao facto da demolição ter sido efectuada em segurança, a edilidade estremocense decidiu retomar “a circulação normal do trânsito”.
 
A nota termina com o Município de Estremoz a agradecer “a compreensão e a colaboração de todos, lamentando qualquer incómodo que esta situação possa ter causado na vida diária dos residentes e transeuntes”.
 
O empresário estremocense Francisco Borda d’Água, de 55 anos, acusado do homicídio qualificado da advogada Natália de Sousa, começou hoje, dia 17 de Março, a ser julgado em Évora.
 
À entrada do tribunal da cidade-museu, Paulo Camoesas, advogado do arguido, disse aos jornalistas que Francisco Borda D'Água, actualmente detido na ala psiquiátrica do Hospital Prisional São João de Deus, em Caxias, "sofre, desde muito novo, de problemas psiquiátricos", tendo já estado internado duas vezes num hospital.
 
Reconhecendo que "não há justificação" para o crime, Paulo Camoesas defende que o homicídio "não terá sido premeditado".
 
O advogado sustenta que "uma discussão e a falta de medicação poderão ter potenciado um acto de loucura", defendendo que deve ser "doseada a culpa" do arguido "em função dos problemas psiquiátricos de que sofre".
 
O MP pediu que seja aplicada ao empresário estremocense a pena máxima, de 25 anos, defendendo que o arguido "agiu com prazer de causar sofrimento".
 
Optando por prestar declarações depois da juíza-presidente do colectivo ter lido a acusação, Francisco Borda D'Água disse estar sob "medicação muito forte" e não se lembrar de nada, no entanto, durante o interrogatório, admitiu ter cometido "um crime sem querer".
 
A Ordem dos Advogados (OA), que se constituiu como assistente no processo, fez-se representar em Évora por Rui da Silva Leal, vice-presidente do conselho geral da ordem. O causídico referiu que a advogada de Estremoz foi "morta barbaramente" no seu escritório, "por causa do exercício das suas funções".
 
A OA pretende que, segundo Rui da Silva Leal, e de acordo com a prova que for produzida em audiência de julgamento, "seja feita a devida justiça".
 
No despacho de acusação, a que a Lusa teve acesso, o Ministério Público (MP) refere que o alegado autor do crime, ocorrido a 6 de Maio do ano transacto, iniciou uma discussão com Natália de Sousa, por causa do pagamento da pensão de alimentos à sua cliente e ex-mulher do arguido, na sequência de um processo de divórcio.
 
Nessa mesma acusação, o MP refere que "sem que nada o fizesse prever, o arguido terá rasteirado a vítima, embatendo depois com a cabeça da mesma várias vezes no chão".
 
Após consumar o crime, o empresário terá saído do escritório da advogada, sendo depois retido à porta do mesmo, até à chegada das autoridades. A vítima foi levada pelo INEM para o Centro de Saúde de Estremoz, sendo declarado o seu óbito pouco tempo depois.
 
c/ Rádio Despertar Voz de Estremoz, Brados do Alentejo e LUSA
 
Entre os dias 30 de Março e 12 de Abril, a Câmara Municipal de Estremoz leva a efeito mais uma edição do Concurso de Montras da Páscoa. Esta segunda edição, subordinada ao tema “Montra da Páscoa Amiga do Ambiente”, tem como objectivo promover a sensibilização ambiental, visto que as montras a concurso terão de ser elaboradas recorrendo a materiais reutilizáveis, mas também a dinamização do comércio local.
 
O concurso, cuja inscrição é gratuita, está aberto à participação de todos os estabelecimentos comerciais sediados no concelho. As inscrições ocorrem na Casa de Estremoz, de 19 a 25 de Março de 2015.
 
O júri, que irá proceder à apreciação e classificação das montras a concurso, será definido pela Vereadora do Pelouro da Cultura e do Turismo, e terá em conta os materiais utilizados na execução da montra da Páscoa, a originalidade e criatividade, a harmonia entre a decoração e os restantes artigos expostos, bem como a proporcionalidade e enquadramento da decoração da montra.
 
Os resultados do II Concurso de Montras da Páscoa de Estremoz, serão divulgados dia 8 de Abril de 2015. Os prémios para os primeiros cinco classificados são os seguintes:
1º classificado - Um espaço de 3x3 metros, isento de pagamento, num evento promovido pelo Município de Estremoz (Saldos de Stocks 2015 ou FIAPE 2016) e um voucher para o SPA do "Páteo dos Solares", oferta do estabelecimento hoteleiro;
2º classificado - Livre trânsito durante um mês no ginásio “Inshape”, para duas pessoas, oferta do ginásio;
3º classificado - Cruzeiro no Rio Guadiana, para uma pessoa, a realizar no dia 19 de Julho de 2015, oferta da Agência de Viagens Rainha Santa Isabel;
4º classificado - Um quadro em acrílico, oferta de Joaquina Sousa, professora do atelier de pintura da Academia Sénior de Estremoz;
5º classificado - Um cabaz da Páscoa, com produtos oferecidos por vários produtores locais.
 
Para mais esclarecimentos ou informações adicionais, devem os interessados aceder à página do Município de Estremoz, onde podem consultar as Normas de Funcionamento do II Concurso de Montras da Páscoa de Estremoz.
A descida de São Lázaro, na entrada sul de Estremoz, bem junto ao centro histórico medieval da cidade, voltou a contar com muita velocidade e adrenalina, por ocasião da segunda edição da Grande Corrida de Carrinhos de Rolamentos Cidade de Estremoz.
 
O muito público que marcou presença, quer na Descida de São Lázaro, quer nas muralhas da cidade, para assistir a esta salutar competição, viu descer 30 pilotos, conduzindo as suas máquinas, umas mais loucas que outras, uns com verdadeira velocidade e outros nem por isso.
 
Lino Pernas, pilotando o seu já famoso bólide amarelo, venceu a II Grande Corrida de Carrinhos de Rolamentos Cidade de Estremoz, revalidando assim o título conquistado no ano passado. Lino Pernas fez como melhor tempo 42.55 segundos, na segunda descida que efectuou, deixando a concorrência a mais de 3,5 segundos de distância. O segundo lugar do pódio foi ocupado por Nuno Padeiro, que fez como melhor tempo 46.12 segundos, tempo obtido igualmente na segunda manga. Rui Sousa, que fez a sua melhor marca na terceira manga, ficou na terceira posição, com o tempo de 46.19 segundos.
 
Maria da Luz Capitão, única mulher a participar nesta prova, recebeu o prémio “Feminino + Veloz”.
 
O prémio “Mais Original” foi para o carro com o dorsal nº 22, conduzido por Tomás Santos, protagonista de dois dos mais espectaculares acidentes da competição.
 
O prémio “Mais Giro” foi entregue ao carro nº 7, pilotado por Fernando Borralho, um dos mais veteranos pilotos a participar na II Grande Corrida de Carrinhos de Rolamentos Cidade de Estremoz.
 
Organizada pela Câmara Municipal de Estremoz, e com o apoio das associações BTTMOZ - Sode e Desce Team e Rota D'Ossa, a IIª Grande Corrida de Carrinhos de Rolamentos Cidade de Estremoz teve como propósito promover o convívio, a diversão e o entretenimento entre os participantes, relembrando os velhos tempos e dando também a possibilidade aos mesmos de mostrarem a sua criatividade na execução dos seus carrinhos de rolamentos.
 
 
Poderá não ter sido a mais louca corrida do mundo, e poderá também não ter tido em competição os carros mais velozes do universo, mas certamente animou e divertiu, não só os participantes, mas também todos aqueles que assistiram a esta prova. Alguns recuaram de certeza alguns anos, para outros tempos, tempos em que os carrinhos de rolamentos eram parte integrante das suas brincadeiras.
 

Snack-Bar "O Poço" assaltado durante a madrugada

Escrito por %PM, %11 %566 %2015 %12:%Mar.
O Snack-Bar “O Poço”, situado na Avenida 9 de Abril, em Estremoz, foi assaltado durante a madrugada de hoje, quarta-feira, dia 11 de Março.
 
A máquina do tabaco foi o alvo. Depois de arrombada a porta de alumínio do espaço de restauração, os larápios furtaram a máquina do tabaco, sendo presumível que a tenham colocado numa carrinha, antes de se colocarem em fuga.
 
Segundo informações recolhidas no local pelo “Ardina do Alentejo” não foi furtado mais nenhum objecto de dentro do estabelecimento.
 
O assalto ocorreu entre as 00.30 horas, altura em que os proprietários saíram do café, e as 06.30 horas, momento em que uma vizinha contactou os donos do snack-bar “O Poço”, alertando para o facto da porta estar arrombada e do café ter sido assaltado.
 
No local estiveram elementos da Unidade de Polícia Técnica (UPT) do Comando da Polícia de Segurança Pública (PSP) de Évora, que esteve a recolher impressões digitais e outros vestígios que possam levar à detenção dos autores do assalto.
Na próxima segunda-feira, dia 9 de março, serão abertas as inscrições para mais uma edição do “Estremoz Férias da Páscoa no Turismo”, iniciativa promovida pela Câmara Municipal de Estremoz, que se irá realizar de 23 de Março a 2 de Abril de 2015.
 
A ocupação dos tempos livres das crianças e dos jovens durante o período de férias da Páscoa, através da realização de actividades lúdicas, desportivas e de sensibilização para a protecção do património e do ambiente, é o principal objectivo do projeto "Estremoz Férias da Páscoa no Turismo".
 
Todas as actividades serão acompanhadas pedagogicamente, por um lado garantindo a segurança das crianças e jovens e, por outro, incutindo-lhes uma motivação para a prática desportiva, protecção do ambiente e do património, entre outras.
 
Aprender brincando, incluindo noções de cooperação, solidariedade, responsabilidade pessoal e colectiva, são os outros objetivos deste projecto destinado a crianças e jovens, que serão divididas em dois grupos: os Ovinhos (dos 6 aos 9 anos) e os Coelhinhos (dos 10 aos 14 anos).
 
As inscrições vão decorrer no Posto de Turismo, situado no Rossio Marquês de Pombal. Mais informações podem ser obtidas através do número de telefone 268 339 227 ou ainda pelo e-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..
 
As inscrições são limitadas às vagas existentes e decorrerão até ao próximo dia 18 de Março. O regulamento e a ficha de inscrição estão disponíveis on-line, no site do Município de Estremoz.
A notícia é avançada pelo Farpas Blogue, e já foi confirmada ao blogue de Miguel Alvarenga pelo proprietário da empresa “Aplaudir”. João Pedro Bolota passa a ser o empresário tauromáquico da centenária Praça de Touros de Estremoz, depois de Rui Bento Vasques e a empresa do Campo Pequeno não terem renovado o acordo com a Câmara Municipal de Estremoz, gestora do imóvel depois das obras de recuperação.
 
Reinaugurada há dois anos, a Praça de Touros de Estremoz foi no primeiro ano gerida por António Manuel Barata Gomes e Albino Caçoetee na temporada passada pelo ex-matador Rui Bento e o Campo Pequeno.
 
Na próxima reunião do executivo da Câmara Municipal de Estremoz, marcada para o dia de amanhã, quarta-feira, o ponto sete da ordem de trabalhos diz respeito a um “Acordo de colaboração entre a Câmara Municipal de Estremoz e a OPE – Associação Tauromáquica de Estremoz para a realização de eventos tauromáquicos na Praça de Touros de Estremoz”.
 
c/ Farpas Blogue
A Direcção Geral do Património Cultural iniciou na passada quarta-feira, dia 25 de Fevereiro, a fase de consulta pública para efeitos de inscrição da “Produção de Figurado em Barro de Estremoz” no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial. Esta fase de consulta terá a duração de 30 dias.
 
Todos os elementos constantes do processo de inventariação encontram-se disponíveis para consulta online através do MatrizPCI (http://www.matrizpci.dgpc.pt/), sistema de informação de suporte ao Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial, na seguinte secção: Inventário Nacional/ Pesquisa Orientada/ Tipo de Processo/ Processos em Curso.
 
Para apresentação de observações à presente consulta pública, de forma desmaterializada, deverá ser utilizado o endereço web referido ou poderão ser endereçadas, em correio registado, à Direcção Geral do Património Cultural, Palácio Nacional da Ajuda, 1349-021 Lisboa.
 
No prazo de 120 dias após a conclusão do período da presente consulta pública, a Direção Geral do Património Cultural decidirá sobre o pedido de inventariação da “Produção de Figurado em Barro de Estremoz”.
 
Este é mais um marco importantíssimo na história do Boneco de Estremoz e é condição necessária à sua candidatura a Património Cultural Imaterial da Humanidade.
 
c/ Município de Estremoz

Mais Populares