quarta, 22 janeiro 2020
segunda, 04 maio 2015 18:52

Entrevista com Nuno Lopes, treinador do Sporting CP

Escrito por
A infância, o CF Estremoz, a Taça CERS e os estremocenses foram alguns dos temas abordados A infância, o CF Estremoz, a Taça CERS e os estremocenses foram alguns dos temas abordados DR
Aos quatro anos, pela mão do saudoso Raio, entrou pela primeira vez no então Ringue do Caldeiro, para aprender a patinar. Começava aí uma paixão pelo hóquei em patins.
 
Nuno Lopes foi jogador do Clube de Futebol de Estremoz nos escalões de Infantis e Iniciados. Depois, por volta dos 13 anos, devido a afazeres profissionais do seu pai rumou até à Marinha Grande. Jogou ainda no Sporting Clube Marinhense, no Sport Leiria e Marrazes, no Hóquei Clube Turquel e na Associação Alcobacense de Cultura e Desporto, onde terminou a carreira de atleta.
 
Como treinador, a sua carreira iniciou-se no Sporting Clube Marinhense, tendo passado pelo Sporting Clube de Tomar, antes de chegar ao clube do coração, o Sporting Clube de Portugal.
 
Recentemente, e ao comando da equipa verde e branca, venceu a Taça CERS, a segunda competição mais importante da Confederação Europeia de Hóquei em Patins. Depois da conquista, visivelmente emocionado, e em declarações à televisão do clube verde e branco, o técnico estremocense não esqueceu as raízes e gritou a plenos pulmões "Viva Estremoz".
 
Nuno Lopes concedeu ao “Ardina do Alentejo” uma muito interessante entrevista, onde falou da sua infância, do CF de Estremoz, da sua cadeira de sonho, da conquista da Taça CERS e das muitas mensagens de felicitações que recebeu por parte dos estremocenses. Estremocenses que não foram esquecidos pois o técnico sportinguista, de 43 anos, aproveitando a oportunidade dada pelo “Ardina do Alentejo” deixou uma mensagem de agradecimento a todos os seus conterrâneos.
 

Modificado em segunda, 04 maio 2015 23:34

Deixe um comentário