terça, 25 junho 2019
quarta, 20 março 2019 16:57

E é espanhol o primeiro Camisola Amarela da 37ª Volta ao Alentejo em Bicicleta

Escrito por
Esta etapa contou na partida com 124 corredores, menos dois do que aqueles que estavam inscritos Esta etapa contou na partida com 124 corredores, menos dois do que aqueles que estavam inscritos DR
O basco Enrique Sanz, da Euskadi Basque Country-Murias, de 29 anos, “driblou” pela esquerda os adversários e venceu o sprint da etapa inaugural da 37ª Volta ao Alentejo Crédito Agrícola, após uns longos 208,1 quilómetros percorridos, esta quarta-feira, entre Montemor-o-Novo e Moura. “Já estávamos a contar com uma chegada ao sprint.  O objectivo era trabalharmos o mais tarde possível e assim fizemos. A equipa esteve perfeita e eu consegui rematar. Hoje desfruto da Amarela mas estou já a pensar no dia de amanhã. Temos de ser exigentes para conseguirmos sair daqui vencedores”, explicou o corredor natural de Orcoyen, na província basca de Navarro, que corre pela primeira vez a “Alentejana”. Luís Mendonça (Radio Popular/Boavista) e Vicente Garcia de Mateos (Aviludo-Louletano) foram os principais adversários do basco na recta da meta e terminaram imediatamente atrás. Os primeiros trinta e dois corredores foram cronometrados com o mesmo tempo do vencedor, Enrique Sanz. Por não haver bonificações, o espanhol parte para o segundo dia de competição de Amarelo mas sem qualquer vantagem temporal.
 
Uma fuga quase tão grande como a etapa
Alinharam à partida, em Montemor-o-Novo, 124 corredores em representação de 18 equipas. Percorridos apenas cinco quilómetros, formou-se uma fuga de quatro elementos, pouco depois reduzida a James Fouche (Team Wiggins Lecol) e Antonio Soto (Equipo Euskadi) que se mantiveram na frente chegando a ter mais de sete minutos de vantagem.
Após a passagem no único prémio de montanha do dia, no concelho de Portel, onde foi o primeiro a passar, o espanhol abdicou da fuga e Fouche assumiu sozinho a frente de corrida totalizando 172 quilómetros na frente. O neozelandês de 20 anos da equipa Wiggins foi alcançado a pouco mais de 30 quilómetros da meta.
Para além da Camisola Amarela Crédito Agrícola, Enrique Sanz garantiu ainda na chegada a Moura a Camisola Preta KIA da classificação por pontos.
Camisola Branca Fundação INATEL, símbolo da juventude, e a Camisola Castanha Delta Cafés, símbolo de liderança na montanha, foram ganhas por Sergio Higuita e Antonio Soto, ambos da Equipo Euskadi.
 
Litoral à vista
Da vila raiana de Mértola partirá o segundo dia da “Alentejana” que vai conduzir o pelotão à Costa Alentejana, sem vislumbrar qualquer montanha. Os 182,2 km serão “animados” por três Metas Volantes – Castro Verde, Aljustrel e Porto Covo – até alcançar Odemira, perto das 16 horas.
 
Modificado em segunda, 25 março 2019 11:32

Deixe um comentário