sexta, 17 agosto 2018

Joaquim Trincheiras é o novo presidente do SC Borbense

Escrito por  Publicado em Desporto %PM, %05 %676 %2018 %16:%Jun.
Os novos órgãos sociais tomam posse na próxima sexta-feira, 8 de Junho, pelas 19:30 horas, na sede do SC Borbense Os novos órgãos sociais tomam posse na próxima sexta-feira, 8 de Junho, pelas 19:30 horas, na sede do SC Borbense DR
Na noite da passada quarta-feira, dia 30 de Maio, realizou-se na sede do SC Borbense, a Assembleia Geral Eleitoral do clube azul e branco, de onde resultou a eleição dos órgãos sociais para o biénio 2018/2020.
 
Dentro da equipa que gere os destinos do SC Borbense desde o ano de 2010 foi encontrada a solução para a sucessão de Benjamim Espiguinha, com Joaquim Trincheiras, escriturário, de 49 anos de idade, e sócio do clube da cidade de Borba há quase 23 anos, a ser eleito presidente do SC Borbense.
 
Para o biénio 2018/2010, os novos órgãos sociais têm como pedra basilar a manutenção da sustentabilidade financeira do clube, não esquecendo a aposta na formação. Sem querer assumir compromissos que depois não consigam satisfazer, a equipa liderada por Joaquim Trincheiras vai tentar que, pela primeira vez na história do clube, se consiga competir em todos os escalões, desde a Escola de Formação até aos Seniores.
 
Os novos órgãos sociais tomam posse na próxima sexta-feira, 8 de Junho, pelas 19:30 horas, na sede do SC Borbense.
 
O sócio número 310 e novo presidente do SC Borbense, Joaquim Trincheiras, esteve à conversa com o Ardina do Alentejo, onde numa breve entrevista nos falou do modo como aceitou de pronto este desafio, dos objectivos traçados para o clube borbense no biénio 2018/2020, e da actual “saúde” do SC Borbense.
 
Ardina do Alentejo – Foi difícil dizer que sim a este desafio?

Joaquim Trincheiras (JT)  Felizmente, o SC Borbense tem conseguido ter à sua frente uma equipa que gosta do que faz, que sente o clube e que dentro da disponibilidade própria de quem tem vida além do clube, se entreajuda, e assim tem sido mais fácil atingir os objectivos a que nos temos proposto.
Fazer ou lutar por aquilo que se gosta nunca pode ser um desafio difícil, pelo que o “Sim”, depois de avaliados os apoios necessários, foi natural.
A solução para este biénio foi encontrada dentro desta equipa que está no SC Borbense desde 2010, sofrendo pequenos ajustes com a inclusão de borbenses que já nos ajudavam, ainda que não fazendo parte dos órgãos sociais, e com o até aqui Presidente e amigo Benjamim Espiguinha a solicitar a sua “substituição”.
Ainda que a hierarquia nesta equipa nunca tenha passado do papel, depois de ponderados todos os cenários que se nos apresentavam, a resposta foi mesmo “Sim, aceito ser o Presidente do SC Borbense”.
 
Ardina do Alentejo – Quais são os principais objectivos da equipa que dirige para o mandato que arranca na próxima sexta-feira?
JT  Para este biénio 2018/2020, a pedra basilar será a manutenção da sustentabilidade financeira do clube.
Sem assumir compromissos que não consigamos satisfazer, nesta época que se avizinha pretendemos manter a aposta na formação e tentar que, pela primeira vez na história do clube, se consiga competir em todos os escalões desde a Escola de Formação de Futebol até ao possível regresso dos Seniores. Também no Futsal, continuaremos a competir, depois de uma época em que foi alcançado o pleno a nível distrital no escalão de Juvenis, desta vez a nossa aposta será no escalão de Juniores. Se esta aposta for conseguida, ultrapassamos a barreira dos 200 atletas inscritos na Associação de Futebol de Évora, o que será mais um marco histórico no nosso clube.
Com esta base estou convicto que, na época 2019/2020, conseguiremos assinalar o 75.º aniversário do SC Borbense condignamente, afirmando o clube como uma referência a nível distrital.
 
Ardina do Alentejo – O SC Borbense está de boa saúde e recomenda-se?
JT – O SC Borbense tem tido à sua frente gente que gosta e sente o que faz, e tem a particularidade de ter recebido bem quem tem optado pelo nosso clube para jogar futebol, sendo uma mais valia para as diferentes equipas do nosso clube, quer dentro das quatro linhas quer fora, com os Pais a envolverem-se constantemente num espirito de convívio e apoio ao nosso clube, pelo que podemos dizer que está de boa saúde.
Se se recomenda? Bem, nada melhor que ouvir a opinião dos pais dos atletas que se têm juntado a nós nas últimas épocas, e têm sido vários. Apenas um exemplo, quando há dias a mãe de um atleta se dirigiu ao Presidente Benjamim Espiguinha a agradecer tudo o que o SC Borbense tem feito pelo filho, eu estava com o Benjamim e se ao Benjamim vieram as lágrimas aos olhos, eu senti um arrepio tremendo só de pensar que afinal, ainda que criticados por alguns, temos conseguido ser importantes no acolhimento e formação da maioria, e este “troféu” temo-lo conquistado ano após ano tratando todos por igual, sejam da casa ou forasteiros.
 
Ardina do Alentejo – Que mensagem deixa a quem for ler esta entrevista, em especial aos adeptos, sócios e simpatizantes do SC Borbense…
JT – A mensagem que deixo é uma mensagem de confiança no futuro.
Enquanto nós aqui estivermos, o SC Borbense será sempre aquilo que os borbenses desejarem e, se os borbenses optaram pela continuidade de quem tem vindo a servir o clube é porque não encontram razões para mudar, e que confiam nesta equipa.
Nós deixamos a certeza de que tudo será feito para elevar o nome do SC Borbense, em particular e de Borba, em geral. Para tal, necessitamos da ajuda e colaboração de todos, e estou em crer que os verdadeiros borbenses não nos vão faltar.
 
 

Deixe um comentário

Mais Populares