segunda, 19 novembro 2018

Oitava edição do Estremoz Bike contou com a participação de cerca de 500 betetistas

Escrito por  Publicado em Desporto terça, 15 maio 2018 20:48
Foi possível desbravar os trilhos da Serra D'Ossa e ligar os castelos de Estremoz e Évora Monte Foi possível desbravar os trilhos da Serra D'Ossa e ligar os castelos de Estremoz e Évora Monte Ivo Moreira
Contando com a participação de cerca de 500 betetistas, realizou-se no passado Domingo, dia 13 de Maio, a oitava edição do Estremoz Bike, considerada por muitos como a melhor prova de BTT realizada no Alentejo, e uma das mais importantes provas de BTT que acontece a Sul do Tejo.
 
Por terras estremocenses foram criados desafios para todos os gostos, com percursos de 100 quilómetros - Maratona, 50 quilómetros - Meia-Maratona e 30 quilómetros - Mini-Maratona. Com estas distâncias foi assim possível desbravar os trilhos da Serra D'Ossa e ligar os castelos de Estremoz e Évora Monte numa aventura épica de BTT.
 

Estremoz Bike é uma organização da Câmara Municipal de Estremoz, das associações Rota d'Ossa e BTTMOZ - Sobe e Desce Team, e de várias entidades locais.
 
No final de uma prova que se realiza desde o ano de 2010, Ardina do Alentejo esteve à conversa com Luís Bailão, Presidente da Direcção da Rota d'Ossa, que nos fez o balanço de mais um Estremoz Bike.
 
Ardina do Alentejo - Que balanço faz a organização da edição de 2018 do Estremoz Bike?
Luís Bailão (LB) - A organização faz um balanço positivo do evento. Os objectivos foram plenamente atingidos, segundo o feedback dos participantes este foi mais um evento de excelência, com um grau de exigência elevado, que se traduz numa organização cinco estrelas.
Ardina do Alentejo - É o Estremoz Bike a melhor prova de BTT realizada no Alentejo, e uma das melhores a Sul do Tejo?
LB - Não diria que somos a melhor prova pois seria demasiada vaidade da minha parte, mas não será fácil encontrar uma organização como a do Estremoz Bike. Tendo em conta a localização da cidade de Estremoz e a proximidade da Serra d'Ossa e a sua excelência para este tipo de eventos, estamos no top com certeza. Tudo isto é fruto de muita dedicação e da colaboração de muitos colaboradores das associações envolvidas no projecto Estremoz Bike.
 
A passagem por Évora Monte e a difícil subida até ao imponente Castelo da freguesia estremocense é, ano após ano, um dos momentos chave do Estremoz Bike. E este ano com uma zona de abastecimento reforçada, onde não faltou a música e a dança do Grupo Folclórico “A Convenção” de Évora Monte.
 
O repórter do Ardina do Alentejo, Ivo Moreira falou com António Serrano, Presidente da Junta de Freguesia de Évora Monte, que nos fez o balanço da passagem da edição de 2018 do Estremoz Bike pela sua freguesia, e que nos falou das iniciativas já programadas para levar pessoas até à “Montanha de Emoções”. 
 
Ardina do Alentejo – Que balanço faz da passagem do EstremozBike pela freguesia de Évora Monte?
António Serrano (AS) – Faço um balanço muito positivo. Era exactamente isto que estávamos à espera que acontecesse nesta zona de abastecimento para participantes. Está a ser muito positivo na medida em que estas iniciativas acabam por contribuir para o desenvolvimento social, cultural, desportivo da nossa freguesia e por envolver toda a comunidade no apoio aos participantes.
Ardina do Alentejo – São este tipo de actividades que dão uma dinâmica diferente à freguesia?
AS – Sim, exactamente. É necessário trazer as pessoas a Évora Monte e estas pessoas que participam, se forem bem acolhidos, como eu espero que estejam a ser, acabam por ter uma experiência positiva em Èvora Monte e poderão regressar. E é isso que nos interessa. Os 500 participantes que vão passar aqui por Évora Monte, que venham novamente, que tragam os seus familiares e amigos, e é isso que pretendemos.
Évora Monte tem condições únicas para este tipo de actividades, para o BTT, para o Trail Running, para todo o tipo de actividades de natureza. E é isso que pretendemos também, afirmar Évora Monte como uma freguesia com estas potencialidades, aquilo a que já nos estamos a começar a habituar a chamar “Évora Monte, uma montanha de emoções”.
Ardina do Alentejo – E para o futuro? Há projectos, mais eventos em parceria?
AS – Temos vários eventos em parceria. O primeiro será já no próximo dia 27 de Maio, em que vamos ter a Caminhada por Terras da Convenção, numa organização conjunta com o Município de Estremoz. Trata-se de uma caminhada no âmbito do programa Estremoz em Movimento e que contará com muitas surpresas ao longo do percurso e que culminará com um almoço convívio entre organização e participantes. As inscrições já estão a decorrer e são gratuitas. O segundo será em Setembro, numa organização da BTTMOZ - Sobe e Desce Team, e que é o Troféu Zona dos Mármores, uma prova de BTT que vai acontecer em exclusivo em Évora Monte, com início e término na freguesia. No mês de Outubro, mais concretamente a 21 de Outubro, teremos o Trail Running Cidade de Estremoz, que este ano terá inicio e fim em Évora Monte, decorrendo toda a prova na área da freguesia.
Estas são três iniciativas agendadas dentro das iniciativas de desportos de aventura e de desportos na natureza que acabam por ir ao encontro daquele que é o nosso objectivo, afirmar Évora Monte como uma freguesia com potencialidades para este tipo de actividades, afirmar “Évora Monte, uma montanha de emoções”.
 
Também Sílvia Dias, Vereadora com o Pelouro do Desenvolvimento Desportivo da Câmara Municipal de Estremoz, falou aos jornalistas. Para a autarca, “o Estremoz Bike é um evento marcante, um dos melhores eventos a nível do BTT, que se realiza no Alentejo  e a Sul do país, onde cerca de 500 betetistas percorreram os trilhos da Serra d'Ossa, na natureza, e depois no meio urbano, com grandes pontos de interesse nos centros históricos de Estremoz e de Évora Monte”.

Deixe um comentário