sábado, 07 dezembro 2019
sexta, 24 fevereiro 2017 00:36

Será desta que se quebra a tradição? Barbero já está de amarelo na "Alentejana"

Escrito por
Etapa foi ganha pelo holandês Jacob Ariesen, da Metec TKH Etapa foi ganha pelo holandês Jacob Ariesen, da Metec TKH DR
Carlos Barbero, da Movistar Team, foi batido ao sprint, em cima da linha de meta, em Portel, mas as bonificações - importantíssimas na “Alentejana” - levaram-no à camisola amarela no final da segunda etapa, discutida no dia de ontem, quinta-feira.
 
Com o segundo lugar na etapa, e a passagem em primeiro numa meta volante, o espanhol ganhou protagonismo e passou a liderar a prova, com três segundos de vantagem sobre o anterior comandante, Rinaldo Nocentini, da Sporting-Tavira.
 
Carlos Barbero, vencedor em 2014, está agora ainda mais perto de conseguir quebrar a tradição da “Alentejana”, única prova no mundo, por etapas, que nunca conheceu um duplo vencedor.
 
Os meus colegas protegeram-me muito bem durante todo o dia e só faltou a vitória. Não será fácil chegar ao final com a amarela porque esta prova é muito nervosa, todos os dias se decide ao segundo. Todos me perguntam o mesmo mas eu estou apenas concentrado em trabalhar todos os dias”, explicou o espanhol da equipa Pro Tour Movistar.
 
A chegada a Portel, após 171,3 quilómetros a pedalar a bom ritmo, realizou-se em coluna compacta, e revelou que o Alentejo é um terreno fértil para o holandês Jacob Ariesen, da Metec TKH, que foi o mais forte no sprint e o vencedor da etapa. Em três participações na prova alentejana esta foi a quarta vitória de Ariesen.
 
A chegada foi muito nervosa. Vimos a última curva e já estávamos nos 300 metros... só pensei em arrancar para a vitória! Esta é uma prova muito importante para a equipa e para mim e é muito bom ganhar outra vez aqui. Sou um homem de sprint, não gosto de subidas e como ainda faltam três etapas vou tentar ganhar de novo“ declarou o holandês voador.
 
O terceiro lugar da tirada pertenceu a Colin Joyce, da equipa norte-americana Rally Cycling.
 
Por equipas, a ligação Monforte - Portel foi ganha pela também norte-americana Axeon/Hagens Berman, com o mesmo tempo das portuguesas Louletano - Hospital de Loulé e W52/FC Porto.
 
“Empurrados” pelas bonificações
Os 147 corredores que saíram de Monforte fizeram-no em andamento vivo, com muitas tentativas de fuga. Era a luta pelas bonificações nas metas volantes a falar mais alto! As duas primeiras horas de prova foram percorridas à média de 46 km/h.
 
Na passagem pelo Redondo, segundo “ponto quente do dia”, a guerra envolveu os melhores da classificação geral e, apesar da amarela de Nocentini se vislumbrar entre os que discutiram esse sprint, foi Carlos Barbero quem mais amealhou.
 
Para além de ser o novo camisola amarela, Barbero acumula também a camisola preta da classificação por pontos.
 
Com uma única contagem para o Prémio da Montanha, em Monsaraz, a camisola castanha, reservada aos trepadores, continua na posse do colombiano Aldemar Reyes, da Manzana Postobón Tea. Edward Dunbar, da Axeon/Hagens Berman, é agora o jovem melhor classificado e tem a camisola branca da juventude.
 
De Mourão a Mértola, uma maratona de quilómetros
A terceira tirada, a mais longa, levará a caravana até à capital do Vale do Guadiana. Com 208 quilómetros de extensão, tem início na Praça da República, em Mourão. Totalmente “plana”, sem montanha à vista, os corredores terão oportunidade de bonificar nas metas volantes de Moura, Beja e Castro Verde.
 
A meta instalada em Mértola vai receber o pelotão da 35ª Volta ao Alentejo, perto das 16 horas.
 
FILME DO DIA
Meta Volante - Borba - quilómetro 39,9
1º - Logan Owen (Axeon Hagens Berman)
2º - Matteo Garcia (Efapel)
3º - Angel Rebollido (W52/FC Porto)
 
Meta Volante - Redondo - quilómetro 72,2
1º - Carlos Barbero (Movistar Team)
2º - Daniel Mestre (Efapel)
3º - Rafael Silva (Efapel)
 
Meta Volante - Reguengos de Monsaraz - quilómetro 100,9
1º - Krister Hagen (Team Coop)
2º - Edward Dunbar (Axeon Hagens Berman)
3º - Hakon Trondsen (Team Sparebanken Sor)
 
Prémio de Montanha - Monsaraz (4ª categoria) - quilómetro 117,7
1º - Edward Dunbar (Axeon Hagens Berman)
2º - Hakon Trondsen (Team Sparebanken Sor)
3º - Anton Vorobyev (Gazprom-Rusvelo)
 
Chegada - Portel
1º - Carlos Barbero (Movistar Team)
2º - Jacob Ariesen (Metec TKH)
3º - Colin Joyce (Rally Cycling)
4º - Jan Tratnik (CCC Sprandi Polkowice)
5º - Christopher Lawless (Axeon Hagens Berman)
 

Modificado em sexta, 24 fevereiro 2017 01:19

Deixe um comentário