sábado, 04 abril 2020
Com a decisão tomada, a direcção da Associação de Futebol de Portalegre (AFP) considerou o dia de ontem como “um dia marcante na vida” da associação que gere os destinos de futebol no distrito portalegrense.
 
Depois de terem sido cessadas, por tempo indeterminado, as provas e actividades da Associação de Futebol de Portalegre, a associação liderada por Daniel Pina, vem agora informar que, após a declaração do Presidente da República que decreta o prolongamento do Estado de Emergência no país, bem como a previsão de que o pico da pandemia da Covid-19 deverá ser atingido apenas no final de Maio, estão canceladas “todas as provas de seniores e da formação”, bem como estão cancelados “todos os outros eventos previstos para esta época desportiva, como a Assembleia-Geral Extraordinária, o Torneio da Amizade, o II Fórum Desportivo e a VII Gala da Associação de Futebol de Portalegre”.
 
Em nota enviada à comunicação social, a AFP refere que nunca hesitou “perante uma gravíssima crise sanitária mundial”, e a direcção “não hesitou em tomar as medidas que se impuseram como necessárias, por mais difíceis e por mais potencialmente impopulares que elas sejam”. A AFP salienta que “o futebol é importante, mas a saúde das pessoas estará sempre na primeira linha das nossas prioridades”.
 
A direcção da AFP definiu ainda que “não serão atribuídos os títulos de campeão distrital em nenhuma das nossas provas”, salvaguardando a excepção “daqueles que já o tenham sido antes da suspensão das provas”. A AFP vai aguardar “de forma serena a posição da Federação Portuguesa de Futebol no que concerne aos seus quadros competitivos” para que nessa altura possam indicar "ou não" os representantes para essas competições.
 
Consciente de que o impacto desta pandemia na região será profundo e que irá afectar a sustentabilidade dos clubes e da própria associação”, a direcção da AFP irá enviar um pedido formal de apoio à Federação Portuguesa de Futebol.
Modificado em sexta, 03 abril 2020 18:18
Organizada pela Associação Cultural e Desportiva Rota d’Ossa, a terceira edição do Estremoz Obstacle Race, que tinha a sua realização prevista para o dia 20 de Junho, acaba de ser cancelada.
 
Através de uma publicação efectuada na página oficial do evento, na rede social Facebook, a organização refere que “com o pico da pandemia Covid-19 previsto pelas autoridades portuguesas para Abril”, e sem “tempo útil para conseguirmos trabalhar e preparar da melhor forma a prova, vimos por este meio informar todos os participantes já confirmados e interessados que após muita ponderação decidimos não realizar a que viria a ser a sua terceira edição”.
 
Na mesma publicação, a organização agradece “a todos aqueles que já se tinham mostrado disponíveis para apoiar a prova, bem como a todos os inscritos”.
 
A Associação Cultural e Desportiva Rota d’Ossa esclarece que “os participantes já confirmados, serão contactados por e-mail a fim de lhes ser devolvido o valor da inscrição”.
 
A prova, que tem contado com o apoio da Câmara Municipal de Estremoz e do Regimento de Cavalaria nº3, promete voltar em 2021. E a organização assegura que no regresso virão “ainda mais fortes”.
 
No final da publicação, uma frase para que não se esqueçam “do mais importante actualmente: Fique em casa, porque não acontece só aos outros”.
Modificado em quarta, 25 março 2020 19:13
O jogo da 19ª jornada da Liga de Elite da Associação de Futebol de Évora (AFE), entre as formações do União de Montemor e do Juventude de Évora, os dois primeiros classificados da principal liga da AFE, vai ser transmitido, em diferido, na quarta-feira, dia 11 de Março, às 16:45 horas, no Canal 11.
 
Esta vai ser a primeira vez que o canal da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) transmite um jogo dos campeonatos distritais.
 
Na sua página oficial na rede social Facebook, na publicação em que anuncia a transmissão do jogo grande da jornada pelo canal federativo, a AFE deixou a seguinte mensagem: “Porque os nossos clubes merecem. Porque o nosso futebol merece. Porque o País e o Mundo devem ver o trabalho que se faz no nosso distrito.
Todos juntos, pelo mesmo objetivo: CRESCEMOS JUNTOS!
Modificado em segunda, 09 março 2020 08:22
O Clube de Futebol de Estremoz/Estremozcarnes sagrou-se Campeão Regional de Clubes da Associação de Natação do Alentejo, durante o Campeonato Inter-Regional, que se realizou no passado sábado, dia 29 de Fevereiro, em Coruche. Participaram nesta competição 186 atletas, em representação de 18 clubes das Associações Regionais do Interior Centro, Santarém e Alentejo. Na classificação Inter-Regional por equipas, o “Estremoz/Estremozcarnes” classificou-se em quinto lugar.
 
Nas prestações individuais dos nadadores do “Estremoz”, destaque para Carolina Fonseca, que obteve mínimos de participação no Torneio Zonal e Campeonato Nacional de Infantis da presente época.
 
Destaque também para Luís Fonseca, que se classificou em 1º lugar nos 50 metros livres, em 2º nos 100 metros mariposa e em 3º nos 200 metros mariposa. Matilde Pires também alcançou o 3º lugar nos 100 metros costas.
 
No que respeita a recordes do clube, Luís Fonseca bateu três recordes seniores nas três provas em que participou (50 metros livres, 100 e 200 metros mariposa); Ana Fonseca estabeleceu novo recorde júnior e absoluto nos 400 metros livres e 200 metros mariposa; Matilde Pires alcançou novos recordes júnior e absoluto nos 800 metros livres; Carolina Fonseca bateu o recorde infantil A nos 100 metros bruços; novo recorde júnior e absoluto também na estafeta de 4x100 metros livres femininos, na equipa constituída por Marta Candeias, Natacha Brites, Matilde Pires e Ana Fonseca, e novo recorde absoluto na estafeta de 4x100 metros estilos femininos na formação composta por Matilde Pires, Carolina Fonseca, Ana Fonseca e Natacha Brites.
 
Diogo Banha, André Fróis, Luís Gancho e Nuno Saramago completaram a equipa que brilhou por terras ribatejanas.
Modificado em terça, 03 março 2020 22:50
O Centro Hípico de S. Brás, em Elvas, recebeu no passado dia 9 de Fevereiro, uma Poule de Obstáculos, que contou com a representação da Associação Hípica de Estremoz através de vários conjuntos.
 
Entraram nesta prova 147 conjuntos, oriundos de vários pontos da região Alentejo, mas também vários conjuntos oriundos da cidade vizinha de Badajoz.
 
A Associação Hípica de Estremoz fez-se representar com seis conjuntos, em cinco provas:
- Na prova de Gincana, que é considerada a prova de iniciação de um cavaleiro de saltos de obstáculos, participaram três conjuntos (Joana Borges, Liliana Matos e Matilde Santos). Numa prova que não tem tabelas classificativas, os três conjuntos estremocenses estiveram à altura da competição. 
- Na prova de 0.40 cm, participaram no total 16 conjuntos, tendo a cavaleira Inês Rodrigues ficado classificada em 3.º lugar.
- Na prova de 0.60 cm, participaram no total 33 conjuntos, tendo Íris Tinoco ocupado o 4.º lugar e Inês Rodrigues o 5.º lugar.
- Na prova de 0.80 cm, participaram 41 conjuntos, tendo Margarida Ramalho, obtido o 1.º e 3.º lugar (com montadas diferentes) e Íris Tinoco o 4.º lugar.
- Na prova de 1.00 m participaram 25 conjuntos, tendo Margarida Ramalho obtido o 2.º lugar.
Modificado em terça, 18 fevereiro 2020 17:16
Disputou-se em Montemor-o-Novo, no passado domingo, dia 19 de Janeiro, o Torneio Regional de Velocidade e Preparação da Associação de Natação do Alentejo.
 
O Clube de Futebol de Estremoz foi o clube mais medalhado nas provas do Torneio de Velocidade, tendo subido ao pódio 12 vezes.
 
Participaram nesta competição 135 atletas, em representação dos clubes Aminata de Évora, Zona Azul de Beja, Atlético de Montemor, Grupo Desportivo de Mora, Grândola Sports Club, Centro Republicano Aljustrelense, Clube Natação do Litoral Alentejano, Núcleo Desportivo e Cultural de Odemira e Clube de Futebol de Estremoz/Estremozcarnes.
 
Destaque para a prestação do “Estremoz/Estremozcarnes”, clube mais medalhado nas provas do Torneio de Velocidade, disputadas em absoluto para Juvenis, Juniores e Seniores, com 12 subidas ao pódio:
Na prova de 50 metros Costas, Luís Fonseca ficou em 1º, André Fróis em 3º e Matilde Pires em 1º lugar.
 
Nos 50 metros Mariposa, Luís Fonseca foi 1º classificado, Diogo Banha foi 3º e Ana Fonseca ficou em 2º lugar.
 
Nos 100 metros Estilos, Ana Fonseca classificou-se em 3º lugar.
 
Na prova de 50 metros Livres, Luís Fonseca voltou a vencer, enquanto Ana Fonseca foi a 3ª classificada.
 
Na estafeta de 4x50 metros Livres, a equipa feminina composta por Matilde Pires, Ana Fonseca, Natacha Brites e Marta Candeias classificou-se em 1º lugar, enquanto na estafeta de 4x50 metros Estilos, André Fróis, David Pomar, Diogo Banha e Luís Fonseca ficaram em 1º lugar. Matilde Pires, Marta Candeias, Ana Fonseca e Natacha Brites ficaram também em 1º lugar no feminino.
 
No Torneio de Preparação, destinado à categoria de Infantis, Carolina Fonseca classificou-se em 1º lugar nos 200 metros Bruços, 200 metros Livres, 200 metros Estilos e 2º lugar nos 200 metros Costas.
 
Nuno Saramago foi 1º classificado nos 200 metros Estilos e 2º nos 200 metros Costas e 200 metros Livres.
 
Relativamente a recordes CFE, Ana Fonseca estabeleceu novo recorde nos 50 metros Mariposa (Júnior e Absoluto), Luís Fonseca alcançou novo recorde nos 50 metros Livres (Sénior) e 50 metros Mariposa (Sénior e Absoluto). A equipa feminina composta por Matilde Pires, Marta Candeias, Ana Fonseca e Natacha Brites estabeleceu novo recorde nos 4x50 metros Livres e Estilos Feminino (Júnior e Absoluto).
 
Destaque ainda para as prestações pela positiva de Joana Garcia, Maria Leonor Borralho, Matilde Ferreira, Luís Gancho, David Pomar e David Moreira.
Modificado em terça, 21 janeiro 2020 22:14
Tendo como objectivo a realização de treinos de observação, três atletas do Clube de Futebol de Estremoz foram chamados pelo Futebol Clube do Porto.
 
No próximo domingo, 19 de Janeiro, e após convocação do Departamento de Scouting do FC Porto, os atletas Levi Batista, do escalão de Sub-9, Filipe Moreira e Miguel Frade, do escalão de Sub-11, irão marcar presença no Estádio Municipal de Grândola.
 
Em nota publicada na rede social Facebook, a direcção do Clube de Futebol de Estremoz deseja que os jovens futebolistas estremocenses “aproveitem o momento e se divirtam a fazer o que mais gostam: Jogar Futebol”, salientando ainda que “apesar de todas as dificuldades, continuamos a apostar na formação dos nossos jovens, como atletas, e formando homens, com valores, que serão o futuro do amanhã”.
 
A mensagem deixa ainda uma recomendação aos restantes atletas do clube encarnado: “Há que continuar a trabalhar porque mais oportunidades vão aparecer e de certo mais atletas irão...".
Modificado em quinta, 16 janeiro 2020 15:03
Na sétima etapa da prova, que se disputou no dia de ontem, que ligou Riade a Wadi Al Dawasir, e que contou com um sector selectivo de 546 km, o mais longo da edição de 2020 do Dakar, o piloto natural de Rio de Moinhos, no concelho de Borba, terminou na 34ª posição, cumprindo a tirada em 5h16’04’’, gastando mais quase 40 minutos do que o vencedor da etapa, o argentino Kevin Benavides. Com este resultado, o piloto da Yamaha #53 subiu mais uma posição, ascendendo ao 29º posto da geral, já a mais de quatro horas e 47 minutos do líder da competição, o norte-americano Ricky Brabec.
 
Na classificação G2, reservada aos pilotos que não fazem parte da elite da prova “rainha” do todo-o-terreno mundial, António Maio ascendeu igualmente uma posição, ocupando agora o 13º lugar, a mais de três horas e meia do 1º classificado, o norte-americano Skyler Howes.
 
Mas pouco importam os resultados, a luta pelas primeiras posições no retorno ao Rally Dakar 2020 após o dia de descanso. Uma queda, ao quilómetro 276, vitimou o piloto português Paulo Gonçalves, de 40 anos. O Speedy, como era carinhosamente tratado no mundo do todo o terreno, tinha pelo Dakar uma enorme paixão. Participava na competição pela 16ª vez, depois de se ter estreado em 2006, e integrava o restrito grupo de pilotos que correu nos três continentes: África, América do Sul e agora na Ásia, no Médio Oriente. No currículo do piloto de Esposende, fica o 2º lugar conquistado em 2015, as duas vitórias em etapas, uma em 2011 e outra em 2015, a conclusão da prova por quatro vezes no top 10 e as cinco desistências. Em 2013, Speedy Gonçalves sagrou-se Campeão do Mundo de Ralis Cross Country. Comunicativo, sorridente, bem-humorado, rápido e combativo, sempre pronto a dar uma ajuda, Paulo Gonçalves, um dos mais queridos e respeitados pilotos do todo o terreno internacional, era uma das lendas do Dakar.
 
No final da sétima etapa do Dakar 2020, e em declarações à página na rede social Facebook, Brasil no Dakar, o piloto António Maio disse ter vivido este domingo a pior etapa da sua carreira.
 
"Passei e estavam a fazer manobras de reanimação e percebi logo que era grave. Não é fácil... É a pior etapa da minha vida", disse o capitão da GNR.
 
Visivelmente emocionado, o piloto alentejano disse ainda estar "em choque" depois de ver "aquela imagem" de Paulo Gonçalves a receber assistência.
 
Horas mais tarde, António Maio escreveu na sua página na rede social Facebook, "vou tentar apagar da minha memória tudo o que vi e o que se passou depois, nesta que foi a etapa mais difícil da minha vida", acompanhando a publicação com uma fotografia com Paulo Gonçalves, entre outros pilotos, num dia de treinos.
 
"É com aquele piscar de olho e o desejo de "boa sorte" uns segundos antes de partires para a 7.ª etapa que te vou recordar para sempre! Um verdadeiro Homem, um ser humano fantástico e um piloto único! Obrigado Paulo por seres uma das minhas referências", escreveu o antigo campeão nacional de todo-o-terreno, que participa no Dakar pela segunda vez.
 
Após uma reunião entre a organização do Dakar 2020 e as equipas participantes, foi deliberado que a oitava etapa, agendada para hoje, 13 de Janeiro, seria cancelada para motos e moto4. "Após uma reunião com os pilotos e toda a família de motociclistas, os organizadores decidiram cancelar a oitava etapa para a categoria de motociclismo e moto4, de modo a dar tempo para que os atletas façam o luto do seu amigo", lê-se em comunicado divulgado pela organização da competição.
 
c/ CM e Brasil no Dakar
Modificado em segunda, 13 janeiro 2020 01:43
Há três dias, recuperou de uma queda que o poderia ter colocado fora de prova. Desde aí, o piloto alentejano António Maio tem vindo a fazer uma excelente recuperação na edição de 2020 do Rali Dakar, que decorre por terras da Arábia Saudita.
 
Na sexta etapa da prova, que se disputou no dia de ontem, que ligou Há’il a Riade, e que contou com um sector selectivo de 478 km, o piloto natural de Rio de Moinhos, no concelho de Borba, terminou na 20ª posição, cumprindo a tirada em 5h03’06’’, gastando mais 26 minutos do que o vencedor, e grande dominador da prova, Ricky Brabec. Com este resultado, o piloto da Yamaha #53 subiu três lugares, ascendendo ao 30º posto da geral, já a mais de quatro horas do líder da competição, o norte-americano Ricky Brabec.
 
Na classificação G2, reservada aos pilotos que não fazem parte da elite da prova “rainha” do todo-o-terreno mundial, António Maio ascendeu dois lugares, ocupando agora o 14º lugar, a mais de três horas do 1º classificado, o norte-americano Skyler Howes.
 
No final da etapa, o Capitão da GNR referiu ter sido “mais um bom dia. A etapa era muito longa e começou logo com uma ligação de 180 km. A especial também era extensa, mas acabou por ser rápida, porque apesar de terem começado as dunas, predominaram as pistas velozes. Foi um dia bastante longo e estou muito contente por chegar a Riade. Estamos a meio do rali e não tenho tido problemas, o que é muito importante para nós. A mota tem estado muito bem e eu também estou bem fisicamente. Agora vamos aproveitar o dia de descanso para pôr a mota em ordem e recuperar do cansaço para podermos abordar bem a segunda semana do rali porque, pelo que nos foi dado a perceber, será ainda mais dura até porque vamos ter mais condução na areia”.
 
Hoje, sábado, cumpre-se o dia de descanso do Rali Dakar 2020, em Riade, a capital Saudita. Este será a oportunidade para os concorrentes descansarem e recuperarem as energias para última semana de prova. Será ainda o momento de rever com maior profundidade as máquinas e afinar detalhes porque o fim da corrida aproxima-se a passos largos.
 
Amanhã, domingo, 12 de Janeiro, realiza-se a sétima etapa da competição, entre Riade e Wadi Al Dawasir, numa etapa com a distância de 741 quilómetros, entre dunas e areia, sendo 546 desses quilómetros realizados em especial.